Nekhen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Localização da cidade de Nekhen, próxima ao rio Nilo no Alto Egito.
Nekhen em hieroglifos é
O48
niwt

ou
O47
n
niwt

Nekhen (em grego: Ἱεράκων πόλις, Hierákon pólis; em árabe: الكوم الأحمر‎, Kom El-Ahmar) foi a capital religiosa do Alto Egipto durante o final do período pré-dinástico do Egipto (ca. 3200 - 3100 a.C.) e provavelmente também durante a época tinita (ca. 3100 - 2686 a.C.).

Foi o centro de culto ao deus falcão Hórus, o grande (Hor Wer; em grego Haroeris), sendo dedicado a este deus que se terá erguido nesta cidade um dos templos mais antigos do Egipto. Esta cidade foi inicialmente escavada nos finais do século XIX pelos arqueólogos ingleses James Edward Quibell e F.W. Green, tendo descoberto o denominado "depósito principal" do templo de Nekhen, onde descobriram importantes artefactos cerimoniais que relatam o início do faraonato no antigo Egipto, como a paleta de Narmer ou a clava do rei Escorpião.

Mais recentemente, esta cidade voltou a ser escavada por uma equipe de arqueólogos ingleses e egípcios, que foram coordenados por Michael Hoffmann (até à sua morte na década de 1980) e pela professora Barbara Adams do University Colege de Londres (até à sua morte em 2001).

Ícone de esboço Este artigo sobre Egiptologia é um esboço relacionado ao Antigo Egito. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.