Nervo espinhal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nervo: Nervo espinhal
Spinal nerve.svg
A formação do nervo espinhal a partir das raízes dorsal e ventral
Gray799.svg
Latim nervus spinalis
Gray's subject #208 916
MeSH Spinal+nerves

O termo nervo espinhal ou nervo raquidiano geralmente se refere ao nervo espinhal misto, que é formado pelas raízes dorsal e ventral que saem da medula espinhal. O nervo espinhal é a porção que passa para fora das vértebras através do forame intervertebral.

São os nervos que ligam a medula espinhal aos músculos esqueléticos do corpo humano. Juntamente com os nervos cranianos, formam o sistema nervoso periférico responsável pelas funções de relação do organismo, como a locomoção, a fala e os sentidos.

Distribuição[editar | editar código-fonte]

Nervosraq.jpg

Os 31 pares de nervos raquidianos estão distribuídos em:

  • oito pares de nervos cervicais;
  • doze pares de nervos dorsais ou torácicos;
  • cinco pares de nervos lombares;
  • seis pares de nervos sacrais ou sagrados.

Raiz ventral, raiz dorsal e gânglios espinhais[editar | editar código-fonte]

Os nervos raquidianos são de função mista, ou seja, desempenham tanto funções motoras (transmitem mensagens dos centros nervosos para os órgãos) quanto sensitivas (transmitem estímulos dos órgãos para os centros nervosos). A parte sensitiva une-se a medula espinhal através da raiz posterior ou dorsal, onde encontram-se os gânglios espinhais - estruturas que abrigam os corpos dos neurônios da raiz sensitiva. Já a parte motora dos nervos raquidianos se liga a medula através da raiz anterior ou ventral. Os corpos dos neurônios da raiz motora localizam-se na própria medula.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Anatomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.