Nevoeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nevoeiro próximo ao rio Haller em Nordstemmen, Alemanha.

O nevoeiro, brêtema[1] ou cerração, é uma nuvem stratus cuja base está no solo ou perto dele e reduz a visibilidade a menos de 1 quilômetro (com visibilidade superior a 1 km, ocorre uma neblina ou névoa).[2] [3] Pode ter origem no calor emitido durante a noite, em ar húmido que se move na horizontal e é arrefecido por baixo ou aparecer entre o ar quente e o ar frio numa frente.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Os nevoeiros diferenciam-se das nuvens porque ocorrem junto à superfície. É humidade condensada perto do solo, em forma de depósito. Não são mantidos em suspensão pelas correntes ascendentes. Gotículas de água extremamente pequenas e que, por convenção reduzem a visibilidade horizontal a menos de mil metros. Formam-se à superfície. A obscuridade na atmosfera pode dever-se às diminutas gotas de água ou às partículas de fumaça (ou ambas) em suspensão na atmosfera. São condições essenciais para sua formação: no dia anterior humidade elevada à tarde, com céu limpo; ventos fracos; forte arrefecimento nocturno pela radiação terrestre (fraca nebulosidade). Ocorrem pela manhã e são dissipados pela insolação, sendo mais comuns nos vales e planícies.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Nevoeiro durante o pôr do sol cobrindo o Vale de Savoureuse, França, visto a partir do Ballon d'Alsace.

Os nevoeiros podem ser classificados em dois grandes grupos para se atingir o ponto de orvalho: o primeiro grupo (A) considera as condições meteorológicas do resfriamento do ar até atingir o ponto de orvalho como fator principal; o segundo grupo (B) considera o aumento do vapor de água até que a temperatura do ponto de orvalho iguale a temperatura atual como fator principal.[4]

Nevoeiro tipo A[editar | editar código-fonte]

  • 1. Nevoeiros do tipo advectivo
    • a. devido ao transporte do ar quente sobre a superfície fria
      • 1. nevoeiro associado à brisa terrestre/marítima
      • 2. nevoeiro do ar marítimo
      • 3. nevoeiro do ar tropical
    • b. devido ao transporte do ar frio sobre a superfície quente
      • 1. nevoeiro de vapor
  • 2. Nevoeiros do tipo radiactivo
    • a. nevoeiro de superfície
    • b. nevoeiro de alta inversão
  • 3. Nevoeiros do tipo advectivo-radiactivo
  • 4. Nevoeiro de encosta

Nevoeiro tipo B[editar | editar código-fonte]

  • 1. Nevoeiros pré-frontais
  • 2. Nevoeiros pós-frontais
  • 3. Nevoeiro frontal

Névoa seca[editar | editar código-fonte]

O smog (smoke+fog) é um stratus misturado com poluição, que lhe dá um tom amarelado. Forma-se quando se dá uma inversão térmica na troposfera, em que a temperatura aumenta com a altitude, em vez de diminuir. Isto faz com que as correntes de convecção parem porque a atmosfera, nessas condições, fica estável e o ar, mais frio e poluído, não se pode elevar, ficando «preso» perto da superfície.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Regionalismo frequente na Galiza e Norte de Portugal (Consultar o verbete "brêtema" no dicionario Priberam).
  2. Glossário, INMET - Página visitada em 23 de maio de 2011.
  3. (em inglês) Mist and fog.
  4. Nevoeiro Meteorologia Sinótica/USP (02/03/2005). Visitado em 2009-06-26.
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Nevoeiro
Furacão Catrina Portal da
meteorologia
Ícone de esboço Este artigo sobre Meteorologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.