New Orleans Pelicans

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de New Orleans Hornets)
Ir para: navegação, pesquisa
New Orleans Pelicans
Conferência Oeste
Divisão Sudoeste
Fundado 1988
História Charlotte Hornets
(1988-2002)
New Orleans/Oklahoma City Hornets
(2005-2007)
New Orleans Hornets
(2002-2005; 2007-2013)
New Orleans Pelicans
(2013-)
Arena New Orleans Arena
Cidade Nova Orleans, Louisiana
Cores do Time azul , dourado, branco e vermelho
Proprietário Tom Benson
Diretor Técnico Dell Demps
Técnico Monty Williams
Afiliação na D-League New Mexico Thunderbirds
Campeonatos 0
Títulos de Conferência 0
Títulos de Divisão 1 (2008)

O New Orleans Pelicans é um time de basquete da National Basketball Association localizado em Nova Orleães, Louisiana.

O time foi fundado em 1988 em Charlotte, Carolina do Norte(Charlotte Hornets) de 1988 até 2002, quando se mudou pra Nova Orleans. Entre 2005 e 2007, o time jogou em Oklahoma City, Oklahoma enquanto Nova Orleans tentava recuperar dos efeitos do Furacão Katrina. O time nunca ganhou um campeonato da NBA.

O ala brasileiro Marquinhos jogou nos Hornets entre 2006 e 2008.

  • Time base: Emeka Okafor, Carl Landry, Trevor Ariza , Marco Belinelli e Chris Paul

História[editar | editar código-fonte]

Charlotte[editar | editar código-fonte]

Em 1985, a NBA planejava expandir com mais quatro times. George Shinn, um empresário de Kannapolis, Carolina do Norte, queria trazer um time para a área de Charlotte, visto que o estado era uma força no basquete universitário. Em 1986, Shinn começou a construir uma arena, o Charlotte Coliseum, e em 1987 recebeu uma ligação informando que tinha conseguido o espaço como 24º time da NBA, a estrear em 1988 junto com o Miami Heat. O time originalmente teria o nome Charlotte Spirit, mas após votação popular foi batizado Charlotte Hornets, referência ao apelido da cidade, "Vespeiro" (Hornet's Nest), originado de uma frase do General Cornwallis, durante a Revolução Americana (Cornwallis descrevera Charlotte como "um vespeiro de rebeliões"). O uniforme dos Hornets tornou-se o primeiro a ter verde-azulado como cor primária e listras finas na camisa, duas tendências seguidas por times da NBA e outras ligas.

O time se estabeleceu em 1988, recebendo 12 jogadores de outros times (dentre os quais os destaques foram o pequeno Muggsy Bogues e Kelly Tripucka, que se tornou líder da equipe) e três no draft. O time iniciou a temporada como o pior da conferência leste com 20 vitórias (uma das quais foi contra o Chicago Bulls no retorno de Michael Jordan à Carolina do Norte) e 62 derrotas, mas teve os maiores índices de público (um feito que se repetiu 7 vezes).

O Hornets não tinha resultados positivos até conseguir Larry Johnson em 1991 e Alonzo Mourning no ano seguinte. Na temporada 1992-93, terminaram em quinto na conferência se classificaram pela primeira vez aos playoffs, eliminando o Boston Celtics mas caindo diante do New York Knicks na rodada seguinte. Os Hornets não se classificaram em 1993-94, mas voltaram à segunda fase na temporada seguinte, perdendo para o Chicago Bulls. Mourning foi mandado para o Heat em troca de três jogadores, incluindo Glen Rice, que se tornou líder de pontos do time que se classificou mais duas vezes para os playoffs.

Entre 2000 e 2002, os Hornets eram um time competitivo, mas o comparecimento do público diminuía, parcialmente por danos na reputação de Shinn, que tinha decisões controversas com o time e sofria um processo por assédio sexual. Somado à insatisfação de Shinn com o Coliseum (e atrasos na decisão da cidade de Charlotte para construir uma nova arena), uma relocação entrou nos planos de Shinne. Chegando a cogitar Norfolk, Louisville, St. Louis, e Memphis (aplicando para a última no mesmo dia que o Vancouver Grizzlies, que acabou se mudando para a cidade), eventualmente veio um acordo com Nova Orleans. A NBA aprovou a mudança desde que um novo time se instalasse em Charlotte até 2004.

Nova Orleans[editar | editar código-fonte]

Os Hornets se instalaram em Nova Orleães em 2002, e fizeram seu jogo de estreia contra o antigo time da cidade, o Utah Jazz. Apesar de Baron Davis se machucar frequentemente, o Hornets se classificou para dois playoffs consecutivos. Em 2004 a NBA moveu os Hornets da Conferência Leste para a Oeste, em uma subdivisão que incluía quatro times nos playoffs (San Antonio Spurs, Dallas Mavericks, Houston Rockets e Memphis Grizzlies). A concorrência difícil mais lesões dos craques Baron Davis, Jamaal Magloire, e Jamal Mashburn levaram ao pior resultado da história da franquia (18–64, a primeira temporada com mais derrotas desde 1992-93).

Oklahoma City[editar | editar código-fonte]

Em 2005, o furacão Katrina devastou a Louisiana. Os Hornets decidiram então temporariamente jogar em Oklahoma City, com o nome New Orleans/Oklahoma City Hornets. O time jogou a temporada 2005-6 primariamente no Ford Center, com jogos também nas arenas da Universidade de Oklahoma em Norman, e da Universidade do Estado da Luisiana em Baton Rouge. Durante a temporada, o time convocou no Draft Chris Paul, que se tornaria estrela do time. Os Hornets permaneceram em Oklahoma na temporada seguinte, mas jogaram 6 partidas na New Orleans Arena. A boa recepção dos Hornets em Oklahoma levaram a cidade a eventualmente abrigar o Seattle SuperSonics, que se tornou o Oklahoma City Thunder.

Retorno à Nova Orleans[editar | editar código-fonte]

Com a recuperação de Nova Orleães e novos patrocínios, os Hornets voltaram à sua cidade em tempo integral em 2007. Boas atuações de Chris Paul e David West levaram ao título da Divisão Sudoeste. Nos playoffs, venceram o Dallas Mavericks mas foram eliminados nas semifinais do Oeste pelo San Antonio Spurs. O Hornets voltaria aos playoffs no ano seguinte, perdendo para o Denver Nuggets. Os resultados caíram em 2009-10, levando à demissão do técnico Byron Scott e falha em ir para a segunda fase.

Em 2010, Shinn considerou vender os Hornets para Gary Chouest, que havia comprado 25% do time, mas as negociações falharam devido aos problemas financeiros da equipe. Eventualmente a própria NBA comprou os Hornets por US$300 milhões. No meio tempo, os jogadores adquiridos pela equipe levaram o time aos playoffs, nos quais perderam para o Los Angeles Lakers.

Antes da temporada 2011-12, Chris Paul foi mandado para o Los Angeles Clippers em troca de Eric Gordon, Chris Kaman, Al-Farouq Aminu, e um jogador da primeira rodada do draft. Os Hornets tiveram o pior desempenho do Oeste com 21 vitórias e 45 vitórias. Em abril de 2012 o dono do New Orleans Saints, Tom Benson, comprou o time por 338 milhões de dólares[1] Ao final da temporada Emeka Okafor e Trevor Ariza foram trocados com o Washington Wizards por Rashard Lewis.

Benson expressou interesse em mudar o nome dos Hornets para algo mais ligado à Louisiana. Em 2013 o time será rebatizado New Orleans Pelicans, homenageando a ave oficial do estado, o pelicano-pardo.[2] [3]

Retrospecto[editar | editar código-fonte]

  • Campeão da Divisão Sudoeste na temporada 2007-08
  • Classificações para Playoffs: 12
    • Semifinais da Conferência Leste: 5 (1992-93, 1997-98, 2000-01, 2001-02)
    • Semifinais da Conferência Oeste: 2 (2007-08, 2010-11)
    • 1a rodada da Conferência: 5 (1994-95, 1996-97, 2002-03, 2003-04, 2008-09)

Elenco Atual[editar | editar código-fonte]

New Orleans Pelicans
Jogadores Comissão Técnica
Pos. # País Nome Altura Peso Universidade
F 0 Estados Unidos Al-Farouq Aminu 2 06 m 98 kg Wake Forest
F 33 Estados Unidos Ryan Anderson 2 08 m 109 kg California*
F/C 23 Estados Unidos Anthony Davis (C) 2 08 m 100 kg Kentucky
G 1 Estados Unidos Tyreke Evans 1 98 m 100 kg Memphis
G 10 Estados Unidos Eric Gordon (C) 1 91 m 98 kg Indiana
G 11 Estados Unidos Jrue Holiday 1 93 m 93 kg UCLA
F 2 Estados Unidos Darius Miller 2 03 m 107 kg Kentucky
G 3 Estados Unidos Anthony Morrow 1 96 m 95 kg Georgia Tech
G 25 Estados Unidos Austin Rivers 1 93 m 91 kg Duke
G 22 Estados Unidos Brian Roberts 1 85 m 82 kg Dayton
F/C 14 Estados Unidos Jason Smith 2 13 m 109 kg Colorado State
C 34 Estados Unidos Greg Stiemsma 2 11 m 118 kg Wisconsin
C 5 Estados Unidos Jeff Withey 2 13 m 101 kg Kansas
Técnico
Técnicos assistentes

Legenda
  • (C) Capitão
  • (D) Escolhido no Draft
  • (FA) Free agent
  • (IN) Inativo
  • (S) Suspenso
  • (INJ) Contundido

Elenco
• Última atualização: 31-07-2013

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências