Nicéforo Xífias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde outubro de 2012).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Nicéforo Xífias (em grego: Νικηφόρος Ξιφίας; transl.: Nikephoros Xiphias) foi um comandante militar bizantino durante o reinado de Basílio II Bulgaróctone. Ele era o governador de Plovdiv na Trácia. Em 1001, ele liderou uma bem-sucedida campanha no noroeste da Bulgária e capturou as antigas capitais de Pliska e Preslav.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1014, ele estava entre os comandantes bizantinos durante a Batalha de Clídio. Os búlgaros, sob o imperador Samuel, construíram uma grossa muralha de madeira para evitar novas invasões inimigas. Quando os bizantinos estavam desesperados com as pesadas perdas sofridas nas fúteis tentativas de superar a muralha, Xífias e suas tropas conseguiram encontrar um caminho que os levaram até a retaguarda búlgara e, assim, os bizantinos conseguiram uma grande vitória que culminaria com o fim do Primeiro Império Búlgaro quatro anos depois.

Em 1022, Nicéforo se aliou com Nicéforo Focas Baritraquelo numa revolta contra o imperador Basílio II. A rebelião fracassou rapidamente quando Xífias mandou matar Focas, o que fez com que as tropas deste abandonassem a revolta. Xífias então se viu obrigado a se render ao imperador, que, após confiscar seus bens, ordenou que Nicéforo fosse tonsurado e banido.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]