Nicolau Sevcenko

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Nicolau Sevcenko (São Vicente, 1952) é um historiador brasileiro.

Sevcenko dedica-se ao estudo da história, com ênfase na cultura brasileira e desenvolvimento social das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Formou-se na USP, onde manteve o cargo de professor de história da cultura, além de membro do Center for Latin American Cultural Studies do King's College da Universidade de Londres[1] . Foi professor visitante também na Universidade de Georgetown (Washington DC) e na Universidade de Illinois (Urbana-Champaign), nos Estados Unidos.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em 1952, em uma família de ucranianos fugidos da perseguição bolchevique, Nicolau Sevcenko nasceu em São Vicente, no litoral do estado de São Paulo. Sua infância, conciliada entre o trabalho, esporte e estudos, lhe deu uma visão de mundo bastante ampla e significativa, o que o levou a optar pela História. Graduado em 1975 e doutorado em História Social, em 1981, ambos pela Universidade de São Paulo. Em 1990, fez pós-doutorado pela Universidade de Londres. Já lecionou na PUC de São Paulo e Unicamp, lecionando na USP desde 1985 até sua aposentadoria em 2012.[2] Desde então passou a dar aulas na Universidade Harvard. É autor de obras como "A Corrida Para o Século XXI" "Orfeu Extático na Metrópole - São Paulo nos Frementes Anos 20", ""Literatura como Missão: tensões sociais e criação cultural na I República", "A Revolta da Vacina, mentes insanas em corpos rebeldes", "O Renascimento" e "Pindorama Revisitada".[3]

Referências