Nilosyrtis Mensae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nilosyrtis Mensae
Casius Map.JPG

Mapa do quadrângulo de Casius com as principais formações indicadas. Nilosyrtis Mensae se encontra no fundo à esquerda.
Planeta Marte
Coordenadas 36.87° N, 67.9° E
Diâmetro 705 km
Quadrângulo Casius

Nilosyrtis Mensae é uma área de Marte no quadrângulo de Casius. Ela está centrada a 36.87° N e 67.9° E. Suas longitudes ocidentais e orientais são 51.1° E e 74.4° E. Suas latitudes norte e sul são 36.87° N e 29.61° N.[1] Nilosyrtis Mensae fica logo a leste de Protonilus Mensae e ambas as regiões abrangem as delimitações da dicotomia marciana. Seu nome foi adotado pela UAI em 1973. Esste nome vem de uma formação de albedo clássica, e seu diâmetro é de 705 km.

A superfície é descrita como terreno erodido (fretted terrain). Esses terrenos contém falésias, mesas, e largos vales de superfície plana. Acredita-se que esses objetos geográficos tenham sido causados por geleiras cobertas por cascalho. Essas geleiras são chamadas lobate debris aprons (placas de cascalho lobulares) quando ao redor de montículos e mesas. Quando essas geleiras se encontram em vales elas são chamadas preenchimento linear de vale (lineated valley fill).[2] [3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://planetarynames.wr.usgs.gov/Feature
  2. Morgan, G. and J. Head III. 2009. Sinton crater, Mars: Evidence for impact into a plateau icefield and melting to produce valley networks at the Hesperian-Amazonian boundary. Icarus: 202. 39-59.
  3. Morgan, G. et al. 2009. Lineated valley fill(LVF) and lobate debris aprons (LDA) in the Deuteronilus Mensae northern dichotomy boundary region, Mars: Constraints on the extent, age, and episodicity of Amazonian glacial events. Icarus: 202. 22-38.