Nitócris da Babilônia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Nitócris foi uma rainha da Babilônia; segundo sínteses modernas com base nos textos antigos, ela foi filha de Nabucodonosor II, esposa de Nabonido e mãe de Belsazar.

Os últimos reis da Babilônia foram Nabucodonosor II (morreu em 562 a.C.), seguido por seu filho Evil-Merodaque, que reinou por dois anos, seguido de Neriglissar (559 - 555) e, finalmente, por Nabonido (555 - 538) em cujo reinado a Babilônia foi conquistada por Ciro, o Grande.1 Nabonido foi casado com Nitócris, filha de Nabucodonosor e viúva de Nergal-sharezer, com quem teve Belsazar, seu filho mais velho.2

De acordo com Heródoto,Nota 1 houve apenas duas rainhas governantes da Babilônia, Semíramis e, cinco gerações depois, Nitócris.3

Nitócris era a mais sábia, e, vendo que o Reino dos Medos, por ser grande, poderia tentar se expandir, e lembrando do destino de Nínive, destruída pelos medos, reformou Babilônia, para se preparar para a defesa.4

Ela foi a esposa de Labineto, e teve um filho de mesmo nome, o último rei da Babilônia, derrotado por Ciro, o Grande;5 estes dois reis são identificados a Nabonido e seu filho Belsazar.6

Em seu túmulo, ela fez gravarem a inscrição, dizendo que o túmulo tinha uma riqueza, e que só deveria ser aberto em caso de extrema necessidade; o túmulo permaneceu fechado até Dario I, que o abriu, e encontrou um recado de Nitócris, o reprimindo por ser tão ganancioso ao ponto de abrir os túmulos dos mortos.7

Notas e referências

Notas

  1. No texto de Heródoto, há referências a dois reis, pai e filho, de nome Labinito, que, segundo historiadores modernos, é uma forma corrompida de Nabonido.

Referências