Nitobe Inazō

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Nitobe Inazō (新渡戸 稲造? 1 de setembro de 1862 - 15 de outubro de 1933) foi um economista, escritor, educador, diplomata, político e cristão japonês durante o período Meiji.

Vida precoce[editar | editar código-fonte]

Nitobe nasceu em Morioka, na Província de Mutsu (atual província de Iwate). Seu pai era um retentor para o daimyo local do clã Nambu. Nitobe deixou Morioka de Tóquio em 1871. Tornou a ser herdeiro do tio, Ota Tokitoshi, e adotou o nome de Otto Inazô.

Carreira estudantil[editar | editar código-fonte]

Nitobe estudou na Universidade de Hokkaido. Ele foi convertido para o Cristianismo sob o forte legado deixado por Dr. William S. Clarke, o primeiro vice-diretor do Colégio[1] . Anos mais tarde a filosofia cristã dos Quakers americanos iria influenciar seu pensamento[1] .

Em 1883, Nitobe foi introduzido na Universidade Imperial de Tóquio para mais estudos em literatura e economia. Decepcionado com o nível educacional de Tóquio, ele deixou a universidade e foi estudar nos Estados Unidos em busca de oportunidades, tendo estudado com Thomas Woodrow Wilson na Universidade Johns Hopkins[1] .

No tempo em que morou nos Estados Unidos

Lemas[editar | editar código-fonte]

  • O que é importante é tentar desenvolver visões e sabedorias em vez de mero conhecimento, respeito de alguém em vez da aprendizagem e estimular os homens de caráter do que meros talentos.
  • Se há algo para ser feito, certamente há a melhor forma de se fazer isto, e esta melhor forma é ambos mais econômica e também mais graciosa.

Referências

  1. a b c Gabriel Pinto Nunes (2010). Inazo Nitobe, o internacionalista. Página visitada em 21/07/2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Nitobe Inazō