Norma técnica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Uma norma técnica (ou padrão) é um documento, normalmente produzido por um órgão oficial acreditado para tal, que estabelece regras, diretrizes, ou características acerca de um material, produto, processo ou serviço.

A obediência a uma norma técnica, tal como norma ISO ou ABNT, quando não referendada por uma norma jurídica, não é obrigatória.

Organização[editar | editar código-fonte]

As normas técnicas podem ser organizadas em tipos e as autoridades normativas em hierarquias.

Hierarquia e órgãos regulamentadores[editar | editar código-fonte]

A prescedência entre órgãos oficiais é a mesma que há entre normas, conforme a seguinte hierarquia

  • Norma internacional (ISO)
    • Norma nacional
      • Norma regional
        • Norma organizacional

A Organização Internacional para Padronização (ISO) é a entidade internacional responsável pelo diálogo entre as várias entidades nacionais de normatização, como por exemplo:

A certificação (no sentido de verificar se um produto ou processo adere a uma norma técnica) também respeita a hierarquia, que se manifesta na rede de órgãos certificadores. Exemplo: quando uma empresa deseja certificar o seu Sistemas de Gestão da Qualidade, digamos ISO 9000, deve fazê-lo através de organismos de certificação internacionalmente reconhecidos, como por exemplo o American Bureau of Shipping, o Bureau Veritas Quality International, a Det Norske Veritas, o Lloyd's Register, a Société Générale de Surveillance, a Fundação Carlos Alberto Vanzolini,a BRTUV entre outros.

Tipos[editar | editar código-fonte]

  • Normas de Base - de âmbito geral;
  • Normas de Terminologia - referentes a termos, geralmente acompanhadas de definições;
  • Normas de Ensaio - referentes a métodos de ensaio, por vezes acompanhadas de disposições complementares a ela referentes, tais como amostragem e métodos estatísticos;
  • Normas de Produto - referentes a requisitos de um produto;
  • Normas de Processo - referentes a requisitos de um processo produtivo;
  • Normas de Serviço - referentes a requisitos da prestação de um serviço.

Uso[editar | editar código-fonte]

"Norma técnica em uso" (ou "padrão de fato") é a norma efetivamente utilizada:

  1. Porque os implicados aderem a ela.
  2. O contrário também ocorre, portanto pode-se dizer que a existência de uma norma técnica publicada não implica que ela é utilizada, ou mesmo que seja correta.
  3. Porque ela se encontra atualizada.
  4. Elas são frequentemente revistas, revisadas e re-publicadas (atualizadas). Quando não expresso o contrário, é suposto que a versão mais atual é que está sendo referida (ou sendo empregada).

Em Ciências sociais, incluindo economia, uma norma técnica é considerada útil se ela for a solução de um problema de coordenação: ela emerge das situações nas quais todas as partes podem realizar ganhos mutuos, mas somente através da realização de decisões mutuamente consistentes. Exemplos: parte ganhos mutuos problema solução Empresas da Indústria mecânica Suprimentos intercâmbio, ganhos de estoque, etc. Compatibilidade de seção e passo do parafuso Normas técnicas sobre seção e passo do parafuso

Indústria farmaceutica e comunicade médica Possibilitar prescrições médicas, troca de fornecedores, etc. Uniformidade da droga Norma técnica da droga

Por serem também soluções desse tipo de problema, os "padrões de referência", tais como o quilo-grama-padrão, são também referidos como "norma técnica". De fato, se o padrão não fosse referido num documento de especificação técnica, não haveria como formalizar para as partes interessadas os procedimentos de uniformização.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Existem inúmeros exemplos de padrões em uso, cobrindo todas as áreas, desde a estabilidade térmica de fluidos hidráulicos até o tamanho de CDs ou DVDs.

Outras denominações[editar | editar código-fonte]

Termos utilizados como sinônimos de norma técnica:

  • Norma voluntária: em oposição a norma jurídica ("norma de obrigação").
  • Padrão: refere-se em em geral a uma norma técnica que foi adotada "de fato", sem necessariamente ter havido uma ratificação formal.
  • Standard: anglicismo fortemente instalado na língua portuguesa, pode ser também traduzido diretamente por padrão.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]