Norman Bates

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde agosto de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Norman Bates
Personagem de Psycho
A famosa cena do chuveiro em que Bates esfaqueia Marion Crane
Outro(s) nome(s) "Norma" Bates
"Normal" Bates
Morada Motel Bates
Nascimento 1934
Origem Caucasiano
Sexo Masculino
Actividade(s) Gerente do Motel Bates
Poder(es) Esfaquea as vítimas até a morte, vestido com as roupas de sua mãe.
Família John/Sam Bates (pai)
Norma Bates (mãe)
Emma Spool (tia materna)
Dr. Constance "Connie" Forbes-Bates (esposa)
Dylan Massett (meio-irmão)
Inimigo(s) Mulheres
Criado por Robert Bloch
Filme(s) Psicose
Primeira aparição Psicose (1960)
Última aparição Bates Motel (2013)
Interpretado por Anthony Perkins
Vince Vaughn
Freddie Highmore
IMDb IMDb

Norman Bates é um personagem fictício criado pelo escritor Robert Bloch como o protagonista de seu romance Psycho, e interpretado por Anthony Perkins como o antagonista do filme homônimo de 1960 dirigido pelo célebre cineasta Alfred Hitchcock. O personagem foi inspirado no famoso assassino Ed Gein.[1] [2] [3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Norman Bates teve uma infância bastante atribulada graças à exagerada autoridade de sua mãe. De acordo com ela, o sexo era maligno e todas as mulheres (exceto ela) eram prostitutas. Os dois viveram juntos muito dependentes um do outro após a morte do pai de Norman. Quando ele já era adolescente, a sua mãe arranjou um namorado, situação que veio a despertar um sentimento louco de inveja em Norman. Norman Bates acaba por envenená-los, guardando depois o corpo de sua mãe. Após o crime, Norman desenvolve um transtorno dissociativo de identidade, doença mental que faz com que ele assuma por vezes a personalidade da sua mãe falecida.

Norman acaba por ficar como gerente do Hotel Bates, que, devido ao seu isolamento, não tem muitos clientes. Numa noite, Marion Crane procura refúgio no Hotel Bates e Norman apaixona-se por ela. No momento em que os seus desejos de paixão por Marion aumentam, a personalidade de sua mãe acaba por dominar sua mente. Norman acaba assassinando Marion Crane no chuveiro (vestido com as roupas de sua mãe).[4] De acordo com o filme, quando Norman se apaixona por Marion, a personalidade de sua mãe ficou com ciúmes (o mesmo sentimento que ele sentiu em relação ao namorada de sua mãe) e decidiu assassinar a amada do seu filho. Quando a polícia investiga o caso, Norman assassina também o agente policial, visto que este tenta entrar sorrateiramente na sua casa, numa tentativa de falar com a sua mãe (Norman manteve o cadáver de sua mãe numa cadeira do quarto do segundo andar da sua casa). Norman Bates acaba por ser detido e declarado como louco, sendo internado num hospital psiquiátrico.

Nova série[editar | editar código-fonte]

Em 2013, o Universal Channel lançou uma série de TV chamada Bates Motel, que retrata a vida de Norman Bates e de sua mãe, Norma, a série estreou oficialmente no Brasil dia 4 de Julho de 2013.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Entertainment Weekly. The 100 Greatest Movies of All Time. New York: Entertainment Weekly Books, 1999.
  2. CourtTV's Crime Library
  3. "Behind the Bates Motel" by Paula Guran
  4. http://www.bmonster.com/horror29.html

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma personagem de ficção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.