Nossa Senhora do Livramento (Mato Grosso)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Nossa Senhora do Livramento
"Livramento"
" Cidade Turismo"
Bandeira de Nossa Senhora do Livramento
Brasão de Nossa Senhora do Livramento
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 21 de maio
Fundação 1885
Gentílico livramentense
Prefeito(a) Carlos Roberto da Costa (PP-Partido Progressista)
(2013–2016)
Localização
Localização de Nossa Senhora do Livramento
Localização de Nossa Senhora do Livramento no Mato Grosso
Nossa Senhora do Livramento está localizado em: Brasil
Nossa Senhora do Livramento
Localização de Nossa Senhora do Livramento no Brasil
15° 46' 30" S 56° 20' 45" O15° 46' 30" S 56° 20' 45" O
Unidade federativa  Mato Grosso
Mesorregião Centro-Sul Mato-Grossense IBGE/2009[1]
Microrregião Cuiabá IBGE/2009[1]
Região metropolitana Cuiabá
Municípios limítrofes Poconé, Cáceres, Porto Estrela, Várzea Grande, Barão de Melgaço, Santo Antônio do Leverger, Jangada, Rosário Oeste
Distância até a capital 32 km
Características geográficas
Área 5 192,568 km² [2]
População 11 609 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 2,24 hab./km²
Altitude 232 m
Clima Tropical Aw
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,655 médio PNUD/2000[4]
PIB R$ 86 214,748 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 6 753,47 IBGE/2008[5]
Página oficial

Nossa Senhora do Livramento é um município brasileiro do estado de Mato Grosso. Localiza-se a uma latitude 15°46'30" sul e a uma longitude 56°20'44" oeste, estando a uma altitude de 232 metros. Sua população estimada em 2004 era de 19 988 habitantes.

Possui uma área de 5247,31 km².

História[editar | editar código-fonte]

Entre o povoamento de Cocais – fundada no século XVIII - e o município de hoje há uma grande história. No entanto, grande parte dela se perdeu em 1930, quando o interventor Armênio de Moraes queimou todos os documentos e livros antigos da Prefeitura, argumentando que dali em diante começaria uma vida nova. Nossa Senhora do Livramento está inserida na região conhecida hoje por Baixada Cuiabana, possui características peculiares e um dos mais ricos acervos históricos da cultura de Mato Grosso. Principalmente porque Livramento é um dos municípios mais antigos de Mato Grosso e tem uma cultura muito própria. Assim surge o município de Nossa Senhora do Livramento. Cocais, berço do município surgiu com a exploração do ouro a partir do século XVIII, quando dois sorocabanos, Antonio Aires e Damião Rodrigues, deixaram Cuiabá com todos os seus pertences, atravessaram o rio e depois de uma marcha de aproximadamente 30 quilômetros, descobriram ouro em alguns ribeirões ou córregos em território do atual município, nas lavras que ficaram conhecidas como Cocais. Com a noticia da descoberta do ouro, foi o único incentivo que chamou os sertanistas e aventureiros ávidos de riquezas a se instalarem nas margens do córrego Cocais, que foi o berço de nascimento do atual município de Nossa Senhora do Livramento. Por onde passava a estrada que ligava as minas de Cuiabá à antiga Capital de Mato Grosso, Vila Bela, a vegetação era melhor do que em Cocais, provavelmente, como conseqüência da localização de Cocais, que ficava fora de mão, foi que se formou à beira da estrada um ponto de apoio às tropas que se deslocavam entre Vila Bela e as minas do Cuiabá. Conta que durante uma viagem, ainda no começo do século XIX, a imagem de Nossa Senhora do Livramento passava pelo povoado de São José dos Cocais (antigo nome de Livramento), vinda de Portugal, carregada em cima do lombo de um burro com destino à Vila Bela da Santíssima Trindade. A Comitiva parou para descansar e na saída o animal que carregava a imagem da Santa empacou, não queria mais sair do lugar, ao tirar a carga do burro onde estava a imagem da Santa, o animal andava, colocava a carga o animal empacava não saia do lugar,após varias tentativas a comitiva decidiu deixar a Imagem da Santa no Local, onde construiu uma capela para abrigar a Imagem da Santa Nossa Senhora do Livramento, local onde hoje se ergue a Igreja de Nossa Senhora do Livramento, o local era estratégico e por isso tornou-se parada e pouso obrigatório, para as topas descansarem de suas viagens. Na época, Francisco João Botelho e sua mulher Escolástica de Campos Rondon decidiram fundar um arraial naquele local, que logo começaram a atrair pessoas vindas de outros lugares, proprietário da terra mandaram construir uma igreja, a mesma que funciona na condição de Igreja Matriz da Paróquia, embora já não apresente as características originais de sua construção no século XVIII. É de 1835, 21 de agosto, a Lei Provincial que criou o Distrito de Livramento. A elevação a município se deu em 1.883, pertencendo a Zona fisiográfica do Pantanal, Nossa Senhora do Livramento se limita com, Barão de Melgaço, Santo Antônio de Leverger, Poconé, Várzea Grande, Jangada, Rosário Oeste, Porto Estrela e Cáceres, o município tem uma área de 5.315 Km², altitude de 171 m, localizada a 32 quilometros de Cuiabá no lado esquerdo da rodovia MT–070 que liga a Capital de Mato Grosso Cuiabá à Poconé e ao Pantanal Matogrossense

Econômia[editar | editar código-fonte]

Destaca-se a pecuária, no sistema de cria, recria e corte. A agricultura é de subsistência, com destaque para a produção de bananas. O extrativismo mineral é largamente praticado no município, que possiu imensas jazidas auríferas.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O Município de Nossa Senhora do Livramento está localizado no estado de Mato Grosso, como pertence à zona fisiográfica do Pantanal, com uma extensão territorial de 5.331,57 km, localizado geograficamente no centro sul do Estado de Mato Grosso. Na Mesorregião do Centro-Sul Mato-Grossense e Microrregião de Cuiabá, ocupando aproximadamente 0,588% da área total do estado.

Clima[editar | editar código-fonte]

Clima tropical quente com nítida estação seca e com temperaturas entre 20º e 30 °C, tendo em média 24 °C.

O Município de Nossa Senhora do Livramento apresenta um clima quente e sub úmido com 5 meses seco que vai de maio a setembro, podendo atingir nos seus dias mais quentes, temperaturas superiores a 40 °C. A média térmica anual fica em torno de 24 °C.

A temperatura média do mês mais quente fica em torno de 40 °C, enquanto a máxima pode alcançar 42 °C e no inverno pode chegar a 20 °C.

No tocante a pluviosidade a média é de 1.750mm, nos meses de dezembro a fevereiro.

Solos[editar | editar código-fonte]

Formado pelo processo de latossolização nas matas com bom teor de matéria orgânica, coloração vermelho escuro, textura argilo-arenoso, boa capacidade de retenção de água, areação e drenagem. No cerrado e campo, baixa fertilidade, coloração vermelho.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A vegetação predominante é o cerrado, com terreno plano e vegetação composta de árvores baixas e retorcidas e solo coberto por gramíneas.

O município apresenta um início da vegetação pantaneira e extensas áreas desmatadas.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Relevo[editar | editar código-fonte]

O relevo do município de Nossa Senhora do Livramento pode ser dividido em: depressão do Rio Paraguai, calha do Rio Cuiabá. Participa do Pantanal Mato-grossense, Serra das Araras.

Limites[editar | editar código-fonte]

Distritos[editar | editar código-fonte]

  • Sede (cidade)
  • Faval
  • Ribeirão dos Cocais
  • Pirizal

Rodovias[editar | editar código-fonte]

  • BR-070
  • MT-060
  • MT-351
  • MT-160

Administração[editar | editar código-fonte]

Prefeitura[editar | editar código-fonte]

Vereadores da Legislatura 2013-2017[editar | editar código-fonte]

  • Catarino Claro
  • Edesio
  • Milton Santana da Silva
  • Edmilson 21
  • Airton Conceição
  • Cassio Assunçao
  • Danilo Monteiro
  • Alinor Miranda
  • Juca do Barreiro

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.