Nothing Gold Can Stay (poema)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation arrow.svg
Este artigo foi traduzido de uma versão noutra língua (versão original). Você pode continuar traduzindo ou colaborar em outras traduções.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

==== Morava no Méier desde menino
Seu grande sonho era tocar violino ====

==== Fez o curso primário numa escola pública
quanto ao secundário resta muita dúvida ====

Aos treze anos já estava empregado[editar | editar código-fonte]

num escritório da rua do Senado[editar | editar código-fonte]

==== Quando o pai morreu criou os irmãos
Sempre foi um homem de bom coração ====

==== Começou contínuo e acabou funcionário
Sempre eficiente e cumpridor do horário ====

==== Casou com Luísa, que morava longe,
não tinha olhos pretos nem cabelos longos ====

==== Apesar de tudo, foi bom pai de família
sua casa tinha uma boa mobília ====

[editar | editar código-fonte]

Significado[editar | editar código-fonte]

O poema significa que qualquer coisa que é genuína irá eventualmente desaparecer, e que tudo que tem uma beleza verdadeira precisa eventualmente desaparecer. É também uma maneira diferente, mais profunda de mostrar a mudança das estações.

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. A tradução para o português é de Heloisa Jahn, encontrada na página 86 do livro Outsiders - Vidas sem rumo, quinta reimpressão, 1996.
Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.