Nova Deli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nova Deli
Skyline of Nova Deli, India.
Nova Deli
India-locator-map-blank.svg
Red pog.svg

Nova Deli

Estado
 - Distrito(s)
Território da Capital Nacional de Deli
 - Nova Deli
Coordenadas 28° N 77° E
Área
 - Elevação
42.7 km²
 - 216 m
Fuso horário IST (UTC+5:30)
População (2006)
 - Densidade
321,883 [1]
 - 9294/km²
Ministro-Chefe Sheila Dikshit
Códigos
 - Código postal
 - Telephone
 - Matrículas
 
 - 110 xxx
 - +011
 - DL-0?
Site: www.ndmc.gov.in


Nova Deli[1] [2] [3] (também grafada em português como Nova Déli[2] ou Nova Délhi [Nota 1] ; em hindi: नई दिल्ली, transl. Naī Dillī; em panjabi: ਨਵੀਂ ਦਿੱਲੀ, translit. Navī̃ Dillī; em urdu: نئی دلی, Nayee Dillī) é a capital da Índia. Com uma área total de 42,7 km², Nova Deli situa-se dentro da metrópole de Deli, e atualmente serve como sede do Governo da Índia, além do governo do Território da Capital Nacional de Deli (NCT).

Projetada pelo arquiteto britânico Edwin Lutyens, a cidade é conhecida por seus bulevares amplos e cercados por árvores, e por ser sede de diversas instituições e monumentos nacionais. Desde 1947 é a capital do país, tendo já sido a capital da colónia britânica antes da independência (antes disso a capital colonial da Índia era Calcutá).

História[editar | editar código-fonte]

Completado em 1734, sob ordens do marajá Jai Singh II, o Jantar Mantar é um observatório astronômico.

Existiram oito cidades designadas Deli, contíguas ou não, desde a primeira chamada Indraprashta, até à actual Deli.

No século XII foi capturada por Kutb-ud-Din, que a tornou capital do estado muçulmano em 1206. Mais tarde foi saqueada e, em 1526, caiu em poder do mongol Baber. Morto Aurangzeb, em 1707, o império iniciou o seu declínio, sendo a cidade saqueada pelos persas.

Em 1803 passa para a posse dos ingleses, mas foi governada por imperadores, sob a custódia da Companhia das Índias Orientais, até 1857, quando ocorreu a célebre Revolta dos Sipaios, com a captura e deposição do último imperador mongol.

Calcutá foi a capital da Índia até dezembro de 1911, durante o Raj britânico. Deli, no entanto, serviu como centro político e financeiro de diversos impérios da Índia antiga e medieval, especialmente do Império Mogol, que fez parte da Região do Panjabe de 1799 a 1849. No início do século XX, uma proposta foi feita à administração britânica para mudar a capital para Deli; ao contrário de Calcutá, que se localiza na costa oriental da Índia, Deli localiza-se no norte do país, e o governo da Índia Britânica decidiu que seria mais fácil administrar o extenso território a partir de lá. O rei George V, então Imperador da Índia, anunciou oficialmente a alteração da capital do Raj.[4]

Nova Deli foi projetada ao sul da Cidade Antiga, construída pelo imperador mogol Shah Jahan. A cidade situa-se diante do sítio de sete antigas cidades, e inclui inúmeros monumentos históricos, como o Yantra Mandir e os Jardins de Lodhi.

O Portão da Índia, que homenageia os soldados indianos que perderam suas vidas na Primeira Guerra Mundial e nas Guerras Afegãs.

Muito de Nova Deli foi projetada pelo empreiteiro local, Sir Sobha Singh, e pelo arquiteto britânico Edwin Lutyens; até os dias de hoje uma região da cidade é chamada de "Lutyens' Delhi" ("Deli de Lutyens"). A área administrativa central da cidade foi projetada como um testamento às pretensões imperiais britânicas; no coração da cidade estava o imponenete Rashtrapati Bhawan (conhecido então como Casa do Vice-Rei), sediado sobre o Monte Raisina. O Rajpath, também conhecido como King's Way ("Caminho do Rei"), estendia-se do Portão da Índia ao Rashtrapati Bhawan, em cujos flancos situa-se o Edifício do Secretariado, que abriga diversos ministérios do governo indiano. A Casa do Parlamento, projetada por Herbert Baker, localiza-se na Sansad Marg, rua que segue paralela ao Rajpath.

Após a independência da Índia, em 1947, uma autonomia limitada foi conferida a Nova Deli, que passou a ser administrada pro um Comissário-Chefe, nomeado pelo governo indiano. Em 1956 Deli foi convertida num Território da União, e o comissário eventualmente foi substituído por um Tenente-Governador. A Constituição da Índia, em sua sexagésima-nona emenda, de 1991, declarou que o Território da União de Deli passaria a ser conhecido formalmente como Capital do Território Nacional de Deli.[5] Um sistema de diarquia foi introduzido, através do qual o governo eleito recebia amplos poderes, com a exceção lei e da ordem, que permaneciam prerrogativas do governo central. A atual legislação foi implementada em 1993.

Palácio presidencial, o Rashtrapati Bhavan.

Os monumentos mais importantes são, além do palácio Rashtrapati Bhawan, construído em arenito e mármore, que serve como residência oficial do presidente, o Arco Comemorativo da Primeira Guerra Mundial, construído em 1921, e os Templos Religiosos de Balmiki e Lakshminarayan, que foram frequentados por Mahatma Gandhi. Na cidade velha, em frente ao rio, levanta-se o Forte Vermelho, que rodeia um palácio mongol do século XVII. Na margem do Jumna também encontra-se Rajghat Samadhi, onde foi incinerado o corpo de Gandhi. De grande interesse existe também a Grande Mesquita, do século XVII, e a Mesquita Moti Musjid, construída por Aurangzeb.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O rio Yamuna, a leste de Nova Deli.

Com uma área total de 42,7 km², Nova Deli forma uma pequena parte da área metropolitana de Deli,[6] e se localiza na planície Indo-Gangética, motivo pelo qual existem poucas alterações na altitude da cidade. Nova Deli e as áreas que a circundam fizeram parte da Cordilheira de Aravali, porém atualmente restou apenas o Desfiladeiro de Deli. A cidade também se localiza nas redondezas do rio Yamuna, e sente os efeitos de suas cheias. A leste do rio está a região urbana de Shahdara. Nova Deli se localiza na zona sísmica IV, o que significa que está suscetível a grandes terremotos.[7]

Nova Deli e a região ao seu redor apresenta um clima acentuadamente continental, devido à sua distância do litoral e das cadeias de montanha próximas. As temperaturas variam de 40 graus Celsius, durante o verão, a cerca de 4 graus durante o inverno.[8] Deli possui um clima semi-árido, com grandes variações entre as temperaturas em cada estação. Os verões são longos, do início de abril a outubro, com a estação das monções no meio; enquanto os invernos começam em novembro e têm o seu auge em janeiro. A média de temperatura anual é de 25 °C; as médias mensais variam de 14 a 33 °C.[9] A média anual de pluviosidade é de cerca de 714 mm, na maior parte ocorridas justamente durante as monções de julho e agosto.[10]

Governo[editar | editar código-fonte]

A partir de 2005, a estrutura governamental do Conselho Municipal de Nova Délhi inclui um diretor-executivo, três membros da Assembléia Legislativa da cidade, dois membros nomeados pelo Ministro-Chefe do Território da Capital Nacional de Délhi (NCT) e cinco membros indicados pelo governo central. O atual ministro-chefe do NCT é Sheila Dikshit. De acordo com a constituição da Índia, se uma lei que for promulgada pela assembléia legislativa de Délhi entrar em contradição com qualquer outra lei aprovada pelo Parlamento da Índia, então a lei promulgada pelo parlamento deverá prevalecer sobre a lei promulgada pela assembléia.[12]

Enquanto Nova Deli é administrada pelo seu próprio governo municipal, outras áreas urbanas da metrópole são governadas pela Corporação Municipal de Délhi e, como tal, não são consideradas parte da capital. No entanto, toda a metrópole de Délhi é conhecida comumemente como 'Nova Deli', em contraste à 'Velha Deli'.

Estrutura urbana[editar | editar código-fonte]

Mapa de ruas de Nova Deli.

Boa parte de Nova Deli foi projetada por Edwin Lutyens, um dos principais arquitetos britânicos do século XX, e recebeu até mesmo o nome de "Lutyens' Delhi". Lutyens distribuiu a área administrativa da cidade em torno de duas esplanadas, chamadas Rajpath ("Caminho do Rei") e Janpath ("Caminho da Rainha"). O Rajpath se estende do palácio de Rashtrapati Bhavan até o Portão da Índia, enquanto o Janpath se inicia no Connaught Circus, cruzando outra importante via, o Shantipath, em ângulos retos. 19 embaixadas estrangeiras estão localizadas no Shantipath ("Caminho da Paz"), o que faz dele o maior enclave diplomático no país.[13]

No coração da cidade se encontra o imponente palácio de Rashtrapati Bhavan, antiga residência do Vice-Rei. Nas proximidades está o Secretariado, sede de diversos ministérios do Governo da Índia. O Edifício do Parlamento se localiza no Sansad Marg, via paralela ao Rajpath. A Connaught Place é uma grande área circular, comercial, em Nova Deli, modelada a partir do Royal Crescent, na Inglaterra; doze ruas separadas saem do anel externo da Connaught Place, um deles o Janpath.

Transporte[editar | editar código-fonte]

Ficheiro:DTC low-floor bus
Faixa de ônibus em Nova Deli.
Estação do Metrô de Délhi - um dos mais extensos do mundo.

Como uma cidade planejada, Nova Deli tem diversas estradas arteriais, muitas das quais assumiram um status icônico, como o Rajpath, Janpath e a Akbar Road. Em 2005 o número de veículos privados era responsável por 30% do total da demanda por transporte na área metropolitana de Nova Deli.[14] Este número, no entanto, pode ser ainda maior, já que o serviço de ônibus é restrito em diversas partes da capital, por motivos de segurança. A construção e manutenção de ruas e vias urbanas é responsabilidade primária do Departamento de Engenharia Civil.[15] O metrô é um aspecto comum por toda a Nova Deli; em 2008 existiam 15 estações em funcionamento.[16] Em 1971, a responsabilidade administrativa da Delhi Transport Corporation (DTC, "Corporação de Transportes de Deli") foi transferida da Corporação Municipal de Deli (NDMC) para o Governo da Índia; em 2007 existiam 2700 pontos de ônibus na cidade, dos quais 200 haviam sido construídos e eram mantidos pela NMDC, e o resto pela DTC.[17]

O Metrô de Deli, construído e operado pela companhia Delhi Metro Rail Corporation (DMRC), liga a cidade com o resto da metrópole de Deli. Através de um acordo com a NDMC, a DMRC pode adquirir terra para a construção de trilhos e estações do metrô dentro da cidade, sem quaisquer implicações financeiras.[18] A NDMC também construiu complexos de estacionamentos, com diversos andares, em colaboração com a DMRC, em diversas estações de metrô por toda a cidade, de modo a aumentar o número de vagas.[19]

Demografia[editar | editar código-fonte]

O Templo de Akshardham, célebre templo hindu em Nova Deli..[20]

Em 2001, Nova Deli tinha uma população de 295.000 habitantes, enquanto o Território da Capital Nacional de Délhi (NCT) tinha uma população de 9,81 milhões de habitantes.,[21] o que fazia dela a segunda área metropolitana da Índia em população, atrás apenas de Bombaim.[22] Existiam 925 mulheres para cada 1000 homens no NCT, e a taxa de alfabetização é de 81.67%.[23]

O hinduísmo é a religião de 82% da população de Deli, da qual Nova Deli é apenas uma parte. Existem também grandes comunidades de muçulmanos (11.7%), sikhs (4.0%), jainistas (1.1%) e cristãos (0.9%) em Deli.[24] Outras minorias incluem os parses, budistas e judeus.[25]

O hindi é o principal idioma (oral e escrito) da cidade. Outras línguas comumente faladas são o inglês, o panjabi e o urdu. Grupos linguísticos de todas as regiões do país estão bem representados na cidade; entre eles o maithili, haryanvi, canarês, telugu, bengali, marata e tâmil.

Economia[editar | editar código-fonte]

O Portão da Índia, em Nova Deli.

Nova Deli é o centro de governo e de administração. As duas cidades, Velha Deli e Nova Deli funcionam como uma só cidade. A capital está ligada por via férrea e avião com Bombaim, Calcutá e Madras. O seu sector industrial resume-se a uma indústria ligeira variada, onde se destaca a têxtil, que produz artigos de algodão, tecidos e telas. A produção de jóias e a imprensa também são significativas. Perto da cidade existem diversas instituições educativas de carácter superior e muitas delas correspondem a centros de investigação científica.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Uma das cidades mais antigas do mundo e palco de manifestações culturais ao longo da história, Nova Deli conserva centenas de monumentos. A zona histórica de Velha Deli possui várias mesquitas e fortalezas, sendo cercada por uma muralha antiga. Além de monumentos históricos, Nova Deli também é a sede prédios do governo indiano.

As principais atrações turísticas são:

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. De acordo com o linguista Carlos Rocha, do Ciberdúvidas da Língua Portuguesa, "(n)o Vocabulário da Língua Portuguesa (1966) de Rebelo Gonçalves, regista-se Deli, anotando-se que é «Inexacta a forma Delhi»."

Referências

  1. Rocha, Carlos (25 de maio de 2010). Os gentílicos de Calecute e de Nova Deli (Índia) Ciberdúvidas da Língua Portuguesa. Página visitada em 19 de janeiro de 2012.
  2. a b Rocha, Carlos (2 de maio de 2013). A pronúncia de Nova Deli Ciberdúvidas da Língua Portuguesa. Página visitada em 2 de maio de 2013.
  3. Lusa, Agência de Notícias de Portugal. Prontuário Lusa. Página visitada em 10 de outubro de 2012.
  4. Hall, P. Cities of Tomorrow. [S.l.]: Blackwell Publishing, 2002. 198-206 pp. ISBN 0631232524
  5. THE CONSTITUTION (SIXTY-NINTH AMENDMENT) ACT, 1991 THE CONSTITUTION (AMENDMENT) ACTS, THE CONSTITUTION OF INDIA. National Informatics Centre, Ministry of Communications and Information Technology, Government of India. Página visitada em 2007-01-08.
  6. http://www.ndmc.gov.in/AboutNDMC/NNDMCAct.aspx
  7. Hazard profiles of Indian districts (PDF) National Capacity Building Project in Disaster Management. UNDP. Página visitada em 2006-08-23. Cópia arquivada em 2006-05-16.
  8. Delhi Tourism - Climate. Página visitada em 2007-03-10.
  9. Weatherbase entry for Delhi Canty and Associates LLC. Página visitada em 2007-01-16.
  10. Chapter 1: Introduction (PDF) Economic Survey of Delhi, 2005–2006. pp1–7 pp. Planning Department, Government of National Capital Territory of Delhi. Página visitada em 2006-12-21.
  11. New Delhi weather (em English). Página visitada em 2008-09-27.
  12. http://indiacode.nic.in/coiweb/amend/amend69.htm
  13. Delhi Online (em inglês)
  14. http://delhiplanning.nic.in/Economic%20Survey/ES%202005-06/Chpt/12.pdf
  15. http://www.ndmc.gov.in/Departments/Civil/Dept_CivilEng_Road.aspx?KEY=01?Key=1
  16. http://www.ndmc.gov.in/Departments/Civil/Dept_CivilEng_Subway.aspx
  17. http://cities.expressindia.com/local-news/archivefullstory.php?newsid=237852&creation_date=2007-05-25
  18. http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:6DhdlpoNvg8J:www.ndmc.gov.in/Resolutions%25202007/CIVIL/civil%2520engineering%252018.07.07/ITEM%2520NO.%252030%2520(A-27).doc+NDMC+DMRC+delhi&hl=en&ct=clnk&cd=1&gl=us&client=firefox-a
  19. http://www.hindu.com/2007/07/26/stories/2007072655710400.htm
  20. http://www.akshardham.com/visitorinfo/index.htm
  21. http://books.google.com/books?id=5ZBaVhmRvCkC&pg=PA436&lpg=PA436&dq=new+delhi+295,000&source=web&ots=2xyvTNerag&sig=O8LPSYYheYo8yEEyPNBhdI1nkFs&hl=en&sa=X&oi=book_result&resnum=2&ct=result
  22. World Urbanization Prospects The 2003 Revision. (PDF) p7 pp. United Nations. Página visitada em 2006-04-29.
  23. National Literacy Missions Report,
    Economic Survey of India, Chapter 15 Education (PDF) p1 pp.. Página visitada em 2007-12-25.
  24. Indian Census
  25. Data on Religion 1 pp. Census of India 2001. Página visitada em 2006-05-16.