Nova Zembla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Localização do arquipélago de Nova Zemlia entre o Mar de Barents e o Mar de Kara, Oceano Árctico

Nova Zemlia (em russo Нoвая Зeмля, [Nóvaya Zémlya], "Terra Nova") é um arquipélago localizado entre o Mar de Barents a oeste e o Mar de Kara a leste. Situado próximo do continente, o território mais próximo é a ilha de Vaygach, a sudoeste, da qual está separado pelo estreito Karskiye Vorota. Esta ilha, por sua vez, está separada do continente por um estreito de cerca de 10 km de largura.

Nova Zemlia compõe-se de duas grandes ilhas - Ilha Severny (Norte) e Ilha Yuzhny (Sul) -, separadas por um estreito canal, o Matotchkin Shar, e de um número considerável de ilhas adjacentes. Embora geologicamente constitua o prolongamento para norte dos Montes Urais, o arquipélago é incluído na Europa.

História[editar | editar código-fonte]

Os Russos conhecem a ilha desde pelo menos o século XI, quando caçadores de Novgorod ai aportaram.

A ilha foi palco da maior explosão nuclear de todos os tempos, detonada como experiência nuclear pela União Soviética em 30 de outubro de 1961. O dispositivo foi reduzido de seu design original de 100 megatons para 57 megatons, com intenção de minimizar a escala de destruição.

A Tsar Bomba foi detonada às 11:32, aproximadamente 73.85° N 54.50° E [1] sobre o campo de testes na Baía de Mityushikha, ao norte do Círculo Polar Ártico na ilha de Nova Zembla. Ela foi lançada de uma altitude de 10.500 metros, e programada para detonar a 4.000 metros acima da superfície terrestre (4.200 metros acima do nível do mar) por sensores barométricos.

A “Tsar Bomba” era uma bomba de hidrogênio de estágios múltiplos com uma potência em torno de 50 [megatons] (Mt). Houve forte incentivo para a redução de potência, já que a maioria dos resíduos radioativos resultantes do teste da bomba acabaria chegando ao próprio território soviético.

O peso e o tamanho da Tsar Bomba limitaram o alcance e a velocidade do bombardeiro especialmente modificado que a carregava, o que a tornou impossível de ser carregada por um ICBM (Intercontinental Ballistic Missile). Muito de sua alta potência era ineficientemente irradiada pelo espaço. Foi estimado que, se detonada no seu design original de 100 Mt, o montante de resíduos radioativos seria correspondente a 25% de toda a radiação emitida na Terra desde a invenção das armas nucleares. Os soviéticos chegaram à conclusão de que um teste de tamanha potência criaria uma catástrofe nuclear e tinham a certeza de que o avião bombardeiro que a lançasse não alcançaria um lugar seguro após a detonação.

Geografia e clima[editar | editar código-fonte]

O centro das ilhas é montanhoso, com o ponto mais alto a atingir os 1547 metros. A ilha mais a norte alberga numerosos glaciares, enquanto a ilha do sul tem uma paisagem de tundra. As ilhas tem cobre, chumbo e zinco, como recursos naturais.

O clima é polar com mínimas de -30º e máximas de 5º ao longo do ano.