Nove (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nine
Nove (PT)
Nine (BR)
 Estados Unidos
 Itália

2009 • cor • 118 min 
Direção Rob Marshall
Roteiro Anthony Minghella
Michael Tolkin
Elenco Daniel Day-Lewis
Marion Cotillard
Nicole Kidman
Penelope Cruz
Judi Dench
Kate Hudson
Stacy Ferguson
Sophia Loren
Género Musical, Romance
Idioma Inglês / francês / alemão / sueco / italiano / português
Música Andrea Guerra (Partituras)
Maury Yeston (Canções)
Cinematografia Dion Beebe
Edição Claire Simpson
Wyatt Smith
Estúdio Relativity Media
Distribuição The Weinstein Company
Lançamento Reino Unido 3 de Dezembro de 2009
Estados Unidos 18 de Dezembro de 2009
Portugal 14 de Janeiro de 2010
Brasil 29 de janeiro de 2010
Orçamento US$ 80 milhões[1]
Receita US$ 53,902,165[1]
Página no IMDb (em inglês)

Nine (no Brasil e em Portugal, Nove) é um filme musical-romance norte-americano de 2009 dirigido por Rob Marshall. O roteiro, de Michael Tolkin e Anthony Minghella,[2] é baseado no livro de Arthur Kopit de 1982 para o prêmio Tony musical de mesmo nome, que foi derivada de um jogo italiano de Mario Fratti inspirado pelo filme autobiográfico de Federico Fellini 8 ½. Maury Yeston compôs a música e escreveu as letras das músicas. O filme foi lançado nos cinemas norte-americanos em 25 de dezembro de 2009.

O elenco principal é composto por atores vencedores dos óscares como Daniel Day-Lewis, Nicole Kidman, Marion Cotillard, Penélope Cruz, Judi Dench e Sophia Loren, tendo também a vencedora do Globo de ouro e indicada ao óscares, Kate Hudson e Stacy "Fergie" Ferguson, vencedora de Grammy, como elenco secundário.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Aproximando-se dos cinquenta anos, o diretor Guido Contini (Daniel Day-Lewis) está enfrentando uma crise de meia idade que está sufocando a sua criatividade e levando-o em uma variedade de complexos e envolvimentos românticos. Enquanto ele se esforça para concluir seu filme mais recente, é forçado a equilibrar as numerosas mulheres formativas na sua vida, incluindo sua esposa Luisa Contini (Marion Cotillard), sua amante Carla (Penélope Cruz), sua estrela de cinema musa Claudia Jenssen (Nicole Kidman), sua confidente e figurinista Lilliane (Judi Dench), uma jornalista de moda americana Stephanie (Kate Hudson), a prostituta da sua juventude Saraghina (Stacy "Fergie" Ferguson) e sua mãe (Sophia Loren).

Elenco[editar | editar código-fonte]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Nine tem recepção mista por parte da crítica especializada. Com tomatometer de 37% em base de 194 críticas, o Rotten Tomatoes publicou um consenso: “Tem um jogo, ótima aparência de elenco, liderado sempre pelo Daniel Day-Lewis o que vale a pena, mas Nine de Rob Marshall é caótico e curiosamente distante”. Tem 37% de aprovação por parte da audiência, usada para calcular a recepção do público a partir de votos dos usuários do site.[3]

Produção[editar | editar código-fonte]

Premissa[editar | editar código-fonte]

Em 12 de abril de 2007, Variety anunciou que Rob Marshall iria dirigir uma adaptação cinematográfica de Nine (nove) para a Weinstein Company. Marshall já havia dirigido Chicago para os Weinstein enquanto eles ainda estavam na ramax. O filme foi programado para ser co-produzido pela própria produção de Marshall, Lucamar Productions.

Arremesso[editar | editar código-fonte]

Em 4 de abril de 2008, foi relatado que Nicole Kidman tinha substituído Catherine Zeta-Jones, que recusou o papel quando o diretor Marshall recusou-se a expandir o papel para o filme. Isso marcará Kidman primeira grande ecrã musical desde Moulin Rouge.[4]

A 14 de maio de 2008, a revista Variety anunciou que Daniel Day-Lewis iria para estrelar o filme de Guido Contini, personagem principal do filme,[5] após Javier Bardem desistir devido à exaustão. Dias mais tarde, foi relatado que foram enviados vídeos de Lewis aos produtores, e estes ficaram chocados com a sua voz. Em 19 de maio de 2008, segundo a People, o ator conseguiu o papel.[6] Antonio Banderas, que atuou no renascimento de Broadway disse que estava "desapontado" por não ter sido escolhido, mas confidenciou que o trailer do filme estava ótimo e só queria o "melhor" para todos os envolvidos.[6]

Variety também informou que Penélope Cruz fez o teste para o papel de "Claudia", mas foi-lhe atribuído o papel de "Carla", e Marion Cotillard, que fez o teste para "Liliane", ficou com o de "Luisa".[7]

Kate Hudson ganhou o papel em que Anne Hathaway e Sienna Miller já haviam sido consideradas. Em 18 de julho de 2008, a revista People divulgou que Fergie foi escolhida para a personagem de "Saraghina".[8]

Katie Holmes e Demi Moore fizeram ambas o casting, mas não foram colocadas.[9]

Produção[editar | editar código-fonte]

Daniel Day-Lewis estudou italiano para seu papel e frequentemente falava a língua dentro e fora do personagem.

Os ensaios para o filme começaram em agosto de 2008, as canções foram posteriormente gravadas no final de setembro e as filmagens começaram em outubro na Sheparton Studios, em Londres. O filme havia sido definido para disparar em Toronto, no entanto, uma vez Day-Lewis, assinou contrato, a produção se mudou para Londres. Além disso, as filmagens tiveram lugares na Itália, e na Cinecittà Film Studios.

O cronograma de Nine (Nove) exigiu que Nicole Kidman poderia começar os ensaios apenas quatro semanas após o parto de sua filha.

O trailer do filme foi lançado no dia 14 de maio de 2009.

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

A trilha sonora é para ser lançado pela Geffen Records, em novembro, coincidindo com o lançamento do filme.

Variety confirmou que três novas canções foram criadas para o filme pelo compositor original da Broadway Maury Yeston, Guarda la Luna (Look at the Moon), cantada por Loren, uma canção de ninar Yeston adaptados especificamente para a voz de Loren (mas com a melodia na música Nine da pontuação Broadway).

Cinema Italiano, um número que Kate Hudson executa que tem "um toque retro, elementos do pop dos anos 60", que ilustra a importância do cinema italiano era naquela época.

E Take It All, escrito originalmente como um trio de Kidman, Cruz e Cotillard, mas antes pouco, rearranjado como um solo de Cotillard, de acordo com o supervisor musical Matt Sullivan.

Referências

  1. a b "Nine (2009) Box Office" (em inglês). Box Office Mojo. Página visitada em 8 de Janeiro de 2010.
  2. "Nine (2009) Full cast" (em inglês). IMDb. Página visitada em 8 de Janeiro de 2009.
  3. Nine (em inglês). Rotten Tomatoes. Página visitada em 11 de abril de 2014.
  4. "Kidman and Dench Rumored To Star In 'Nine'" (em inglês). Wisdom Digital Media broadwayworld.com (4 de Abril de 2008). Página visitada em 18 de Janeiro de 2010.
  5. Michael Fleming (14 de Maio de 2008). "Daniel Day-Lewis eyes 'Nine' role" (em inglês). Variety Variety Los Angeles. Página visitada em 18 de Janeiro de 2010.
  6. a b Stephen M. Silverman (19 de Maio de 2008). "Daniel Day-Lewis Lands Nine Role" (em inglês). Time Inc. People. Página visitada em 18 de Janeiro de 2010.
  7. Jon Burlingame (24 de Agosto de 2009). "Oscar winners abound in 'Nine' - Entertainment News, Music for Screens: Summer '09, Media" (em inglês). Variety. Página visitada em 18 de Janeiro de 2010.
  8. Christina Tapper (30 de Julho de 2008). "Fergie to Play a Prostitute in the Movie Musical Nine" (em inglês). Time Inc. People. Página visitada em 18 de Janeiro de 2010.
  9. "Katie Holmes and Demi Moore Audition for 'Nine' Film 2007/07/01" (em inglês). Broadwayworld.com (1 de Julho de 2007). Página visitada em 18 de Janeiro de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]