Noviciado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Noviciado é o período da formação de um religioso ou de uma religiosa que precede a emissão de seus votos. O termo designa também o prédio e a comunidade onde se realiza este período.

Na Igreja Católica, o Direito Canônico define que

“O noviciado, com o qual se começa a vida no instituto, destina-se a que os noviços conheçam melhor a vocação divina, a vocação própria do instituto, façam experiência do modo de viver do instituto, conformem com o espírito dele a mente e o coração e comprovem sua intenção e idoneidade.” (Cân. 646).

Segundo a norma canônica o noviciado deve ter um tempo mínimo de duração de um ano e máximo de dois anos.

O superior ou superiora do noviciado chama-se “Mestre de noviços” ou “Mestra de Noviças” e tem a responsabilidade da formação destes. O mestre ou a mestra deve, segundo o direito canônico, “ser membro do instituto, tenha professado os votos perpétuos e seja legitimamente designado”.

Noviço ou noviça é a designação dada à pessoa que se prepara, no noviciado, sob a direção de um mestre ou mestra, para a sua consagração religiosa.

Em muitas ordens e congregações religiosas o noviciado é precedido pelo postulantado e seguido pelo juniorado.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.