Novo Progresso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Novo Progresso
Vista aérea de Novo Progresso

Vista aérea de Novo Progresso
Bandeira de Novo Progresso
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 13 de dezembro
Fundação 21 de dezembro de 1991
Emancipação 1 de janeiro de 1993
Gentílico novoprogressense
Prefeito(a) Osvaldo Romanholi [1] [2] (PR)
(2013–2016)
Localização
Localização de Novo Progresso
Localização de Novo Progresso no Pará
Novo Progresso está localizado em: Brasil
Novo Progresso
Localização de Novo Progresso no Brasil
07° 08' 49" S 55° 22' 55" O07° 08' 49" S 55° 22' 55" O
Unidade federativa Pará Pará
Mesorregião Sudoeste Paraense IBGE/2008 [3]
Microrregião Itaituba IBGE/2008 [3]
Municípios limítrofes Itaituba ao Norte, Guarantã do Norte - MT ao Sul, Altamira ao Leste, Jacareacanga,ao Oeste.
Distância até a capital 1,194 km
Características geográficas
Área 38 162,317 km² [4]
População 25 169 hab. IBGE/2014[5]
Densidade 0,66 hab./km²
Altitude 240 m
Clima tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,673 (Lista de municípios do Pará por IDH) – médio PNUD/2010 [6]
PIB R$ 268 314,464 mil IBGE/2012[7]
PIB per capita R$ 10 668,14 IBGE/2012[7]
Página oficial

Novo Progresso é um município brasileiro do estado do Pará. Sua população, de acordo com estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), era de 25 169 habitantes em 2014.

História[editar | editar código-fonte]

O surgimento de Novo Progresso se deve a construção da rodovia Santarém - Cuiabá, que em 1973, rasgou a floresta amazônica. Em 1983, já se percebia um pequeno povoado, com uma igreja e um campo de futebol.

O ano de 1984 representou a mudança total na economia do lugar, com a descoberta de um rico filão de ouro, atraindo milhares de pessoas à localidade. Nessa época o povoado chamava-se Progresso. Surfurino Ribeiro promoveu venda de lotes, sendo que o primeiro foi vendido para Antônio Reginaldo Araújo, que ergueu um bar e restaurante, atendendo ônibus e viajantes, com alimentos e camas para dormir.

Dentre os pioneiros se destacam Otávio Onetta, comerciante e vereador da primeira legislatura; as professoras Nilda Araújo Prazeres e Doralina Ruaro. Também marcaram época Inácio de Lima e Valmor Dagostim, entre outros vários que deram seu sangue e suor por esta terra.

A comissão Pró-emancipação foi criada em 1985, sendo presidente o Sr.Laurindo Blatt. O povoado foi elevado à categoria de Município, pela Lei Estadual nº 5.700, de 13 de dezembro de 1991, com território desmembrado de Itaituba e instalado em 1º de janeiro de 1993, com denominação de Novo Progresso.

O termo "Novo" foi acrescentado para diferenciá-lo de outro município da Federação com o nome de Progresso. Tal nome também incluído por Milton Scremin.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 07º08'52" Sul e a uma longitude 55º22'52" Oeste, estando a uma altitude de 240 metros. Na sua emancipação, em 1993, tinha pouco mais de 5.000 habitantes. Hoje, a população estimada em 2014 foi de 25 169 habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Situada as margens da rodovia BR-163, no antigo km 1085 desta rodovia, está a sede do município de Novo Progresso. Está distante 1.639 km da capital do estado. O clima é quente e úmido (equatorial) com temperatura média anual variando de 25º a 28°C. Apresenta pluviosidade média de 2.200 mm. As temperaturas mais elevadas ocorrem entre os meses de agosto a dezembro e o período de maior precipitação pluviométrica é entre novembro e abril. O acesso a cidade se dá através da Rodovia Santarém-Cuiabá (BR-163), sendo a divisa do município com o estado de Mato Grosso a 367 km a Sul e a Norte a 79 km com o povoado de Moraes Almeida, localizado no município de Itaituba, PA.

Avenida Jamanxim

Economia[editar | editar código-fonte]

A principal atividade econômica é a Industria Madeireira, embora existam atividades garimpeiras e pecuária de corte. Uma das atividades econômicas de crescimento recente é a mineração em escala industrial com a vinda de multinacionais do setor, pois o subsolo é rico em ouro, chumbo e granito. A cidade tem um comércio forte graças a atividade florestal principalmente da exportação de produtos manufaturados de madeiras de lei, tais como Ipê, Jatobá e Cumaru. A cidade abrigava pelo menos 35 grandes empresas ligadas ao setor, além de outras 20 de pequeno porte, que em certa época geravam uma soma de 4.650 empregos diretos e outros tantos indiretos. A comercio vem se desenvolvendo rapidamente na cidade,com a vinda de grandes empresas nacionais de móveis e calçados,gerando muitos empregos,se tornando referência na região. Assim como a estrutura de serviços públicos com a construção de um novo hospital público.

Novo Progresso tem:

  • 4.125 Propriedades rurais;
  • 12.047 Hectares de área ocupada com culturas agrícolas;
  • 1.800 Hectares de área ocupada com plantio de arroz;
  • 350 Hectares de área ocupada com plantio de feijão;
  • 120 Hectares de área ocupada com plantio de café;
  • 9.777 Hectares de área ocupada com outros tipos de plantio
  • 400.000 Hectares de área ocupada com pastagem;
  • 689.450 Cabeças de gado;
  • 3.405 Cabeças de ovinos e caprinos;

Política[editar | editar código-fonte]

Após ser emancipado, Novo Progresso realizou sua primeira eleição em 3 de outubro de 1992.

  • 1993/1996

Prefeito: Neri Alves Prazeres.
Vice-prefeito: Genésio Segatto.

  • 1997/2000

Prefeito: Juscelino Alves Rodrigues.
Vice-prefeito: Gilberto Geraldo Garzella.

  • 2001/2004

Prefeito: Juscelino Alves Rodrigues.
Vice-prefeito: Rubem Nestor Silva.

  • 2005/2008

Prefeito: Tony Fábio Golçalves Rodrigues
Vice-prefeito: Márcio Schelles de Lima.


  • 2009/2012

Prefeito:Madalena Hoffmann.PSDB
Vice-Prefeito:Ricardo Faccin.PMDB

O município possui 9 vereadores, e seu número de eleitores cresceu gradativamente conforme a evolução do município, que em 1992 totalizavam pouco mais de 2.740; já em 1996 estavam em torno de 4.023 e no ano de 2000 eram 7.913. Nas eleições presidenciais de 2006, passavam dos 13.495, e em 2008 calcula-se 17.383 eleitores nas 53 Seções Eleitorais da zona 91, uma média de 0,80 eleitores por habitante.

Os vereadores são:

  • Antonio Hamilton Alves - PSDB - Presidente
  • Sara Maria Royer Schineider - PSDB (Reeleita) - Vice-Presidente
  • Ubiraci Soares Silva - PT (Reeleito) - 1º Secretário
  • Sebastião Detomin Bueno - PT - 2º Secretário
  • Mauro Cesar da Silva Bresciani - PT (Reeleito)
  • Paulo de Nadai Júnior - PMDB
  • Francisco Lazarin Vieira - PMDB
  • Adécio Piran - PDT (Reeleito)
  • Vagner Lopes Cipriano - PR

Os partidos de grande amplitude são PSDB, PT, PMDB, PDT e PR, mas também ocorre a presença de outros partidos como PV, PTB, PRB, PP, PTdoB e PSB, que geralmente coligam com os de grande popularidade.

* 2013/2016

Prefeito: Osvaldo Romanholi PR

Vice-Prefeito: Dr Joviano

Infra-estrutura e Serviços[editar | editar código-fonte]

Em termos gerais, Novo Progresso é o único centro de serviços na região, pois tanto Itaituba quanto Guarantã, municípios que ficam a quase 400 quilômetros de distância, além de diversas vilas, comunidades e distritos que ficam de certa forma isolados, buscam auxílio na localidade.

Atualmente a estrutura da cidade apresenta melhorias. Desde 2006, todos os bairros contam com sistema de distribuição de água, administrado pela empresa Águas de Novo Progresso. A coleta de lixo é feita freqüentemente, mas a cidade não conta com sistema de esgoto e nem possui aterro sanitário. A pavimentação das ruas já alcança quase 15 quilômetros de ruas, mas apenas 3 quilômetros possuem sistemas de coleta de água pluvial. As ruas não pavimentadas são, em parte, cascalhadas, e são molhadas durante o período de baixa pluviosidade, para amenizar a poeira. Geralmente, na época das chuvas, as condições decaem bastante e ainda há formação de lama.

A BR-163 nos trechos entre Novo Progresso e Guarantã do Norte já recebeu em grande parte pavimentação,o que melhorou o acesso à região;


A cidade possui agências do Banco do Brasil, Banco da Amazônia, Bradesco e Sicredi, além de duas Casa Lotérica, que representa a Caixa Econômica Federal. Também há postos de atendimento expresso, tanto pelo Bradesco como pelo Banco do Brasil, espalhados pela cidade. Os Correios também estão presentes, assim como um escritório da Celpa e um posto de atendimento da Telemar. O Fórum representa no município o Poder Judiciário e a Justiça Eleitoral. A cidade possui ainda o Cartório e outras entidades como a Receita Federal, JUCEPA, Adepará, SEFA e a Emater.

Serve também como ponto de ligação atráves dos transportes terrestres interurbanos, pois localiza-se centralizadamente, sendo servido pelas empresas interestaduais Real Norte, Satélite, Viação Ouro e Prata, Viação Medianeira além da Viação Tapajós. No Terminal Rodoviário também são encontradas empresas que seguem para comunidades e regiões de exploração minerais; as principais são Thomas Tur e Estrela da Manhã. A estrutura do aeroporto é moderada, contando com a presença da ASTA Linhas Aereas.

Saúde[editar | editar código-fonte]

A cidade possui três hospitais: um público e dois particulares, ambos com estrutura inadequada ao tamanho da cidade. O hospital público tem 2 médicos e um laboratório. A taxa de mortalidade em partos continua alta, mas a situação está atualmente normalizada. Sabe-se que ainda faltam ambulâncias, e casos de grande gravidade são encaminhados a grandes pólos sub-regionais ou regionais.

No hospital municipal, estão disponíveis 2 leitos de cirurgia geral, 14 leitos disponíveis na clínica geral, uma unidade de isolamento e 2 leitos de obstetrícia cirúrgica, totalizando 19 leitos. Na área do ambulatório, há 3 consultórios médicos, sala de curativos, sala de imunização e sala de odontologia. tudo em péssimo estado.

Possui aparelho de ultrasom, um conjunto de equipamentos odontológicos, um aparelho de eletroestimulação e Raios-X, e por fim uma unidade móvel da Vigilância em Saúde.

Segurança[editar | editar código-fonte]

No quadro geral, a cidade é segura. O grupo de policiais militares se encontra estruturado com 3 viaturas e motos, além do destacamento ter passado recentemente por reformas, incorporando novos alojamentos, refeitório e dispensa. A Polícia Civil conta com um pequeno grupo mas possui uma viatura. A delegacia local também passou por reformas, ampliação e melhoria das celas e do ambiente de atendimento.

Educação[editar | editar código-fonte]

Possui grande número de estudantes, desde as primeiras letras até universitários. O ensino público predomina, mas não detém grande estrutura física, assim como o ensino privado. Em relação ao Ensino Superior, estão presentes apenas faculdades a distância. O ensino privado é composto por três instituições: Colégio Hiper Ideal, que promove desde a educação infantil até o Ensino médio, A Be Able que agora se chama colegio redentor também da educação infantil até o ensino médio e a Escola Girassol, que atende somente até o Ensino Fundamental. As duas faculdades a distância particulares prestam serviços com cursos de Pedagogia, Ciências Contábeis, Turismo e Administração de empresas. O ensino público é composto pelas seguintes instituições de ensino: Ensino Infantil

  • Escola Municipal Curumim.
  • Escola Municipal Maria Doralina Ruaro.
  • Escola Municipal Lazáro Búbola.
  • Escola Municipal Dr. Cléo Bernardo.

Ensino Fundamental

  • Escola Municipal Tancredo Neves.
  • Escola Municipal Deputado João Carlos Batista.
  • Escola Municipal Waldomiro Mendes Rodrigues.
  • Escola Municipal Machado de Assis.
  • Escola Municipal Maria Ignês.
  • Escola Municipal Edelberto Oderdenge.
  • Escola Municipal Mario Dagostin.
  • Escola Municipal Dr. Cléo Bernardo.

Ensino Médio

  • Escola Estadual Waldemar Lindermayr

O Programa de Erradicação do Trabalho Infantil também está presente na cidade, atendendo a crianças no período integral, com uma estrutura pequena mas dentro das normas.

Esportes[editar | editar código-fonte]

Embora a estrutura desportiva não seja tão abrangente, Novo Progresso conta com o Ginásio Poliesportivo Jamanxim e o Estádio Simão Jatene, que juntos formam um pequeno complexo esportivo, onde são realizados campeonatos oficiais e amadores.

Mesmo não havendo grande incentivo das autoridades, a cidade já foi representada em campeonatos estaduais, na Região do Tapajós. O principal evento esportivo realizado no Município era o Campeonato Paraense de Velocidade na Terra e Marcas de Turismo, onde carros de turismo preparados e Homologados participavam do campeonato Estadual, cuja a sede era em Novo Progresso, evento homologado pela FEPAUTO - Federação Paraense de Automobilismo e pela CBA - Confederação Brasileira de Automobilismo, Ocorreu por quatro anos consecutivos, com muitas disputas e campeões diferentes, sendo o campeonato e o projeto abandonado pela administração da Prefeita Madalena Hoffmam deixando o público e os esportistas desiludidos.

Comunicação[editar | editar código-fonte]

Atualmente, Novo Progresso conta com 2 jornais escritos: o Folha do Progresso e o Tribuna do Povo, com circulação regular. Também possui uma publicação bimestral da mini-revista Progresso VIP, além disso, conta com uma rádio FM comunitária e alguns sites de atualização diária, como o ProgressoVIP.com.br, DiaDiaProgresso.com, FolhadoProgresso.com.br, DigitalNoticias.com.br entre outros. O serviço de telefonia fixa é prestado pela Telemar e a cobertura móvel é feita pela TIM e recentemente a Claro implatou seu sistema GSM. O acesso à Internet é possível apenas através de provedores wireless.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Maior queda das Cachoeiras do Rio Curuá
Vista do lado pouco explorado da Prainha

Cachoeiras do Rio Curuá

Complexo de várias quedas d'água, sendo que uma delas chega a ultrapassar 80 metros de altura. Um verdadeiro espetáculo da natureza e de acesso extremamente fácil. Quem viaja a Novo Progresso saindo do estado do Mato Grosso passa por elas. Estão localizadas bem às margens da Rodovia CUIABÁ-SANTARÉM (BR-163), na Serra do Cachimbo, a 210 Kms da cidade. Na localidade há um hotel e um restaurante; uma pequena estrutura, mas que pode atender bem os turistas, existe hoje o interesse de um grupo empresarial suiço com o objetivo de construir um hotel de selva próximo as cachoeiras ..

Rio Jamanxim

O Rio Jamanxim passa bem próximo da cidade, a cerca de 4 quilômetros do centro comercial. Nessa localidade há um balneário, A Prainha, onde banhistas se divertem com as águas do rio. A utilização do balneário ocorre apenas no período da seca, entre junho e outubro, pois nos meses seguintes o rio tem seu nível aumentado, o que proporciona a não-utilização do local.

Balneário do Bambu

O Balneário tem este nome devido ao grande número de bambuzais, que antes existiam e agora são apenas três. No local encontra-se um conjunto de piscinas naturais, formadas com a construção de represas. O local é também muito conhecido como Cachoeira do Bambu. Fica a cerca de 4 quilômetros da BR-163. O Campeonato Paraense de Marcas e Turismo - Velocidade na terra ocorre no balneário; as etapas são realizadas mensalmente atraindo grande público. A estrutura é bem diversificada: além do autódromo, conta com uma quadra de Futebol de areia - Beach Soccer, uma quadra de areia para Vôlei de praia, além de um campo de futebol Society ainda não concluído e um salão para festas.

Referências

  1. Prefeito Osvaldo Romanholi quer Novo Progresso passado a limpo Progresso VIP (7 de janeiro de 2013). Visitado em 20 de janeiro de 2012.
  2. Osvaldo Romanholi 22 - Eleito Eleições 2012. Visitado em 20 de janeiro de 2012.
  3. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  4. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  5. Estimativa populacional 2014 IBGE Estimativa populacional 2014 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2014). Visitado em 29 de agosto de 2014.
  6. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  7. a b PIBMunicipal2008-2012 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 16 dez. 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]