O Caminho da Porta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Books-aj.svg aj ashton 01.png A Wikipédia possui o
Portal de Literatura

O caminho da porta é uma comédia escrita por Machado de Assis e representada pela primeira vez em 1862, no Ateneu Dramático1 . Mário de Alencar situa a produção teatral de Machado num esforço coletivo de criar um teatro genuinamente nacional que inspirou uma grande produção nas décadas de sessenta e setenta no século XIX2 . Esta peça, como a anterior Desencantos, trata da corte a uma viúva, mas diferente da outra, que tem um tom trágico, esta tem um cômico.

Personagens[editar | editar código-fonte]

  • Doutor Cornélio, advogado experiente e cínico, faz um contraponto entre as investidas de Valentim e Inocêncio ao coração da viúva Carlota;
  • Valentim, jovem extremamente romântico e apaixonado pela viúva Carlota;
  • Inocêncio, homem de meia idade, confiante e sedutor, também faz a corte à Carlota;
  • Carlota, viúva coquete, indecisa entre os dois pretendentes.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Valentim e Inocêncio fazem a corte à Carlota, atacando-se mutuamente. Amigo deles, o doutor Cornélio diverte-se assistindo às lutas verbais e dando conselhos. Carlota, contudo, mantém-se muito indecisa. Ambos os pretendentes acabam se cansando de tanto insistir e decidem tomar “o caminho da porta”, desfecho cômico que dá o título da peça.

Referências

  1. ASSIS, Machado de. Teatro Completo. São Paulo : Editora Mérito SA, 1961. Pg 75.
  2. Apud. ASSIS, Machado de. Op. Cit., pg 8

Ver também[editar | editar código-fonte]

Peças de teatro de Machado de Assis

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Teatro (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.