O Crime do Padre Amaro (2002)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
El crimen del padre Amaro
O Crime do Padre Amaro (PT/BR)
Cartaz português do filme.
 México /  Espanha /  Argentina /  França
2002 • cor • 118 min 
Realização Carlos Carrera
Produção Daniel Birman Ripstein
Alfredo Ripstein
Coprodução José María Morales
Produção executiva Laura Imperiale
Argumento Vicente Leñero
Elenco Gael García Bernal
Ana Claudia Talancón
Sancho Gracia
Género Drama
Romance
Idioma Espanhol
Música Rosino Serrano
Direção de fotografia Guillermo Granillo
Edição Óscar Figueroa
Lançamento México 16 de agosto de 2002
Portugal 15 de novembro de 2002
Brasil 17 de janeiro de 2003
Orçamento US$ 1.800.000
Página no IMDb (em inglês)

O Crime do Padre Amaro (em espanhol El crimen del padre Amaro) é um filme méxico-hispano-franco-argentino de 2002 dirigido por Carlos Carrera, escrito por Vicente Leñero.

Trata-se de uma adaptação de O Crime do Padre Amaro, de Eça de Queirós, feita pelo roteirista Vicente Leñero e que foi indicada ao Oscar de melhor filme estrangeiro.

A produção suscitou reclamações dos católicos mexicanos,[1] que chegaram a pedir o fim do projecto cinematográfico.[2]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.