O Descobrimento do Brasil (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
O Descobrimento do Brasil
Álbum de estúdio de Legião Urbana
Lançamento 20 de dezembro de 1993
Gravação Setembro - Novembro, 1993
Gênero(s) Rock
Pop rock
Rock Psicodélico
Rock Progressivo
Duração 51:33
Idioma(s) Português
Formato(s) LP/CD/K7
Gravadora(s) EMI
Produção Mayrton Bahia e Legião Urbana
Certificação Double Platinum.png 2× Platina - ABPD[1]
Cronologia de Legião Urbana
Último
Último
V
(1991)
A Tempestade (ou O Livro dos Dias)
(1996)
Próximo
Próximo

O Descobrimento do Brasil é o sexto álbum da banda brasileira de rock Legião Urbana, lançado em 1993 pela gravadora EMI. O álbum é marcado pela angústia e ao mesmo tempo otimismo de Renato Russo para livrar-se da dependência química e com os avanços no tratamento contra o HIV. As principais canções do disco foram Vamos Fazer um Filme, Giz, Perfeição e Só Por Hoje. No Brasil foram vendidos mais de meio milhão de cópias e sendo premiado com Disco de Platina Duplo pela ABPD.[1]

A música de trabalho era Perfeição, um rap que citava com ironia toda a forma de estupidez. A letra foi tão impactante, que a MTV se ofereceu para a produção de seu vídeo clipe.

Na Faixa Vinte e Nove cita-se o Retorno de Saturno, fenômeno este descrito pela Astrologia: Saturno demora cerca de 29 anos para percorrer sua órbita e voltar ao ponto em que se encontrava no dia do nascimento do indivíduo; considera-se, então, que os vinte e nove anos de vida marcam o início de uma nova fase na vida de cada pessoa.[carece de fontes?]

Russo considerava a faixa Giz como sua favorita, tida por ele como "completinha". O título se refere à infância do compositor, que tinha o hábito de desenhar o sol durante dias de chuva.

Como o Nirvana estava no auge, a faixa Do Espírito era considerada por Renato Russo a "música grunge da Legião".

A letra da música Os Barcos mostra um momento amoroso conturbado do poeta Renato Russo: "E você diz que tudo terminou mas qualquer um pode ver/ Só terminou pra você".

O Descobrimento do Brasil é considerado por uma grande legião de fãs o melhor álbum da banda.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as letras escritas por Renato Russo

  1. "Vinte e Nove" (Renato Russo) – 3:43
  2. "A Fonte" (Renato Russo / Dado Villa-Lobos / Marcelo Bonfá) - 3:56
  3. "Do Espírito" (Renato Russo / Dado Villa-Lobos / Marcelo Bonfá) – 3:22
  4. "Perfeição" (Renato Russo / Dado Villa-Lobos / Marcelo Bonfá) – 4:37
  5. "O Passeio Da Boa Vista" (Dado Villa-Lobos / Renato Russo) – 2:02
  6. "O Descobrimento Do Brasil" (Marcelo Bonfá) – 5:03
  7. "Os Barcos" (Dado Villa-Lobos / Renato Russo) – 2:52
  8. "Vamos Fazer Um Filme" (Renato Russo) – 4:21
  9. "Os Anjos" (Dado Villa-Lobos) – 2:04
  10. "Um Dia Perfeito" (Dado Villa-Lobos) – 3:25
  11. "Giz" (Renato Russo / Dado Villa-Lobos / Marcelo Bonfá) – 3:23
  12. "Love In The Afternoon" (Dado Villa-Lobos / Renato Russo) – 4:26
  13. "La Nuova Gioventú (Dado Villa-Lobos / Marcelo Bonfá) – 4:03
  14. "Só Por Hoje" (Dado Villa-Lobos / Renato Russo) – 4:03

Letras[editar | editar código-fonte]


1 - Vinte e Nove

Perdi vinte em vinte e nove amizades
Por conta de uma pedra em minhas mãos
Me embriaguei morrendo vinte e nove vezes
Estou aprendendo a viver sem você
Já que você não me quer mais

Passei vinte e nove meses num navio
E vinte e nove dias na prisão
E aos vinte e nove com o retorno de Saturno
Decidi começar a viver

Quando você deixou de me amar
Aprendi a perdoar
E a pedir perdão

E vinte e nove anjos me saudaram
E tive vinte e nove amigos outra vez.

Créditos[editar | editar código-fonte]

  • Renato Russo: voz, contrabaixo, teclados, violão, cítara e dobro
  • Dado Villa-Lobos: guitarras, contrabaixo, violão, bandolim, dobro e vocais
  • Marcelo Bonfá: bateria, teclados, percussão, rhythm track, keyboard bass e vocais

Referências

  1. a b Legião Urbana (asp) ABPD. Visitado em 28/03/2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Legião Urbana é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.