O Dia em que o Santo Pecou

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Dia em que o Santo Pecou
Maurício do Valle, Selma Egrei (imagens maiores), Dionísio Azevedo (de chapéu), Sadi Cabral (à sua esquerda) e Canarinho, destaques do cartaz do filme, desenhado por Benício.
 Brasil
1975 • cor • 95 min 
Direção Cláudio Cunha
Produção Benedito Ruy Barbosa
Roteiro Benedito Ruy Barbosa
Elenco Maurício do Valle
Selma Egrei
Gênero Drama
Idioma Português
Página no IMDb (em inglês)

O Dia em que o Santo Pecou é um filme brasileiro de 1975 dirigido por Cláudio Cunha, com roteiro de Benedito Ruy Barbosa, baseado em história verídica.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

"Na cidade paulista de São Sebastião, o pescador João Baleia vive com uma mudinha, apelidada Feiticeira, que foi violada por três bandoleiros e é temida pelos caiçaras. Baleia consegue vingar sua mulher, matando os assaltantes e cegando um soldado, mas, por sua vez, aparece misteriosamente morto na porta da igreja local, dedicada a São Sebastião, que tem fama de santo valente. O povo atribui a morte a um milagre do Santo, pois uma testemunha afirma tê-lo visto descer do altar e praticar a ação. A imagem do santo é processada, condenada e presa. O padre local, liderando a rebelião popular, consegue modificar a pena para 'prisão domiciliar", de onde ela só sai no dia da procissão em sua honra".[2]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Cinemateca Brasileira
  2. Cinemateca Brasileira. Filmografia - O Dia em que o Santo Pecou. Página visitada em 27/04/2010.

Ver também[editar | editar código-fonte]