O Herege

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Heretic
O Herege
O Herege (BR)
Capa do livro da edição brasileira.
Autor (es) Bernard Cornwell
Idioma Inglês
País Inglaterra
Género Literatura medieval
Série A Busca do Graal
Espaço onde decorre a história Idade Média
Editora HarperCollins
Lançamento 6 de outubro de 2003
Edição portuguesa
Edição brasileira
Tradução Luiz Carlos do Nascimento Silva
Editora Editora Record
Lançamento 2011 (15ª Edição)
Páginas 392
ISBN 978-85-01-06867-5
Cronologia
Último
Último
O Andarilho
Próximo
Próximo

O Herege (publicado originalmente na Inglaterra sob o título Heretic) é um livro escrito pelo inglês Bernard Cornwell, sendo o último dos três volumes da trilogia A Busca do Graal (os outros dois são O Arqueiro e O Andarilho).

Sinopse oficial[editar | editar código-fonte]

O Santo Graal até hoje inspira muitas obras-primas da literatura. Tornou-se o mais mítico dos objetos, imortalizado no imaginário de todo o mundo ocidental. Sua lenda é normalmente ligada as histórias de Artur e seus cavaleiros, mas, desta vez, Bernard Cornwell transporta a saga de sua busca para o século XIV, em plena Guerra dos Cem Anos entre Inglaterra e França.

O Herege é o terceiro volume desta trilogia, iniciada com o empolgante romance O Arqueiro. Thomas de Hookton, o valente arqueiro inglês, viaja à frente de alguns homens até o interior da França. Lá, toma uma fortificação inimiga que usa como base para suas expedições a Astarac, terra de seus ancestrais, a família Vexille, que teria sido guardiã do Graal. Pretende, com essa arriscada expedição, atrair a atenção de seu primo e inimigo, Guy Vexille, conhecido como Arlequin e que também busca o Cálice Sagrado.

Mas jogos políticos e uma bela jovem acusada de feitiçaria podem atrapalhar os planos de Thomas, e fazer com que a maior relíquia da cristandade caia nas mãos de homens inescrupulosos que ambicionam apenas o poder e a fortuna que um objeto tão venerável lhes proporcionaria.

Entre arqueiros, mercenários, Reis, monges, guerreiros, cardeais, inquisidores, nobres e lindas mulheres, Thomas leva os leitores ao desfecho de uma aventura inesquecível pelo século XIV. Um livro apaixonante sobre um dos períodos mais conturbados da História Inglesa. Cornwell confirma com O Herege a reputação de grande escritor conquistada com a sua releitura das aventuras de Artur e seus cavaleiros.