O Homem da Máscara de Ferro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Man in The Iron Mask
O Homem da Máscara de Ferro (PT/BR)
 Estados Unidos
1998 • cor • 132 min 
Direção Randall Wallace
Produção Russell Smith
Randall Wallace
Roteiro Randall Wallace, baseado no romance de Alexandre Dumas
Elenco Leonardo DiCaprio
John Malkovich
Jeremy Irons
Gabriel Byrne
Gérard Depardieu
Anne Parillaud
Judith Godreche
Género aventura
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

The Man in the Iron Mask (br/pt: O Homem da Máscara de Ferro) é um filme estadunidense de 1998, uma aventura dirigida por Randall Wallace.

Seqüência não-oficial do filme Os Três Mosqueteiros. Baseado no romance de Alexandre Dumas, O Visconde de Bragelonne, tem como personagens centrais o rei francês Luís XIV e seus mosqueteiros (Athos, Porthos, Aramis e D'Artagnan). No filme, descobre-se que o rei possui um irmão gêmeo, que é mantido preso em um local ermo, com uma máscara de ferro cobrindo-lhe o rosto.

Ainda que considerado um fracasso de crítica,[1] o filme é notável por encerrar um período de seis meses em que Titanic esteve no topo da bilheteria dos Estados Unidos.[2]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

A França está sob o reinado de uma versão cruel e egoísta do Rei Luis XIV, que gasta seu tempo declarando guerras, distribuindo alimentos podres para os já indignados cidadãos de Paris, e seduzindo mulheres que esperam que ele se apaixone por elas e as faça rainhas.

Aramis é um clérigo que está envelhecendo, e Porthos prefere passar seus dias bebendo e andando com mulheres com metade de sua idade. Mas Athos é diferente: ele tem um filho chamado Raoul (na casa dos vinte anos), que está preparado a se unir aos Mosqueteiros e que conseguiu coragem o bastante para pedir a mão da moça que ama, Christine Bellefort. No festival, os dois amantes são saudados por um maduro D'Artagnan, que os deseja sorte. Mas, logo antes que Raoul possa se declarar, os olhos de Louis caem sobre Christine, e ele imediatamente planeja a morte de Raoul.

D'Artagnan informa Athos sobre isso, e Athos jura que se Louis ousar ferir a Raoul, Louis se tornará seu inimigo bem como aqueles que interferirem, até mesmo D'Artagnan. Infelizmente, a amizade de Athos com D'Artagnan é destruída quando Raoul é enviado à guerra e morto pelos canhões no fronte de batalha. Movido pela vingança, Athos tenta assassinar Louis, mas ele é parado pelos guardas e somente poupado quando D'Artagnan ordena que deixem Athos ir para casa. Athos ainda se refere a D'Artagnan como um traidor.

Após saber destes fatos, Aramis planeja depor Louis com a ajuda de Athos e Porthos (D'Artagnan se recusa a ajudá-los, citando seu juramento de proteger ao rei) usando um plano secreto que formulou. Os três mosqueteiros libertam um misterioso jovem de uma prisão remota (possivelmente o Chateau d'If): um homem em uma máscara de ferro.

Eles levam o homem a uma casa segura em um vilarejo e o desmascaram, assim vendo que ele é o gêmeo idêntico de Louis: Phillipe. Ainda que sua aparência seja a mesma de seu irmão de coração frio, Phillipe é exatamente o contrário, e aceita a verdade de seu passado. É descoberto que ele foi levado ao interior do país para evitar que os dois irmãos brigassem pelo trono e dividissem a França. Quando Louis ascendeu ao trono, ele soube de seu irmão e o trancafia com a máscara ("Use-a, até que você a ame. E MORRA com ela!")

Enquanto isso, Louis consegue atrair Christine com a promessa de cuidar de sua mãe doente e de sua irmã, já que ela sozinha não o consegue.

Athos, Porthos e Aramis ensinam Phillipe a agir como Louis, planejando uma troca. Eles tentam seqüestrar Louis e levá-lo para a prisão durante um baile de máscaras. Por um momento, eles até conseguem, mas a boa índole de Phillipe acaba por comprometer seu disfarce, especialmente após ajudar uma mulher a se levantar após uma queda e por poupar a vida de Christine, após ela chamá-lo de um assassino mentiroso (Ela acabara de descobrir a verdade sobre a morte de Raoul).

D'Artagnan pede que Phillipe vá às catacumbas com ele, e Phillipe não pode recusar. Eles chegam às catacumbas quando Athos, Porthos e Aramis estão prestes a navegar para a Bastilha. Eles trocam os irmãos, mas durante a fuga, Phillipe é recapturado. Depois, em seus aposentos, Louis confronta seu irmão. Somente então D'Artagnan percebe que o rei tem um irmão gêmeo.

D'Artagnan depois se encontra com a Rainha Anne, e descobre-se que os dois tiveram um caso secreto, que resultou no nascimento de Louis e Phillipe. Phillipe uma vez mais é colocado em sua máscara de ferro e mandado de volta à prisão. Ao mesmo tempo, Christine se enforca da janela de seus aposentos.

Athos, Porthos e Aramis (com a ajuda de D'Artagnan, desta vez) mais uma vez se infiltram e escapam com Phillipe. Louis, antevendo o que aconteceria, preparou uma emboscada e prende os quatro mosqueteiros e Phillipe em um túnel/corredor. Os cinco lutam com bravura, e os soldados do rei ficam divididos entre obedecer ao rei e lutar contra tão respeitáveis mosqueteiros.

Louis reage violentamente quando seus próprios soldados se recusam a atacar, e tenta ele mesmo apunhalar Phillipe. Mas, D'Artagnan salva Phillipe colocando seu próprio corpo no caminho do punhal. Louis fere mortalmente seu guarda mais leal. O homem que servia como o braço direito de D'Artagnan, Tenente Andre, manda os outros guardas deixarem o recinto e é neste momento em que D'Artagnan revela que ser pai dos gêmeos.

Andre se mostra furioso pela maldade latente de Louis ao matar seu mentor ("Toda minha vida, tudo que eu SEMPRE quis ser... era ele."). Quando os outros guardas conseguem chegar na cena, os mosqueteiros (com a ajuda do tenente) trocaram os irmãos, e Phillipe (agindo como Louis), ordena aos guardas que levem o homem na máscara de ferro a uma cela em que ninguém possa ouvir suas insanidades, que fosse alimentado por um servo surdo-mudo.

No dia seguinte, Phillipe, Athos, Porthos, Aramis e a Rainha Anne vão ao funeral de D'Artagnan, no qual os três mosqueteiros finalmente encontram sua redenção. Contam Louis recebeu o perdão real, e agora vive no interior do país. A França agora está em paz, graças à Phillipe.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Inconsistências históricas e literárias[editar | editar código-fonte]

Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Observam-se várias falhas durante o filme:

  • Um retrato de Louis XV pode ser visto nos quartos de Louis XIV: o filme se passa quase meio-século antes que o bisneto e sucessor de Louis XIV tivesse sequer nascido.
  • O fato que Louis XIV, após ser trocado por seu irmão gêmeo, fosse lembrado como um dos reis mais generosos da França é geralmente visto como hilário pelos franceses. Louis XIV é tido pelo público em geral como um rei autoritário e sem coração, ainda que um gênio político
  • A morte de D'Artagnan é inconsistente com a verdadeira biografia do personagem: O verdadeiro D'Artagnan morreu em batalha, como mostrado n'O Visconde de Bragelonne.
  • Louis XIV teve, em sua vida real, um irmão chamado Phillipe: o verdadeiro Filipe I d'Orleans, que não é mostrado no filme, e nem era irmão gêmeo do Rei.
  • O filme é ainda inconsistente dentro do próprio universo ficcional de Alexandre Dumas: o enredo sugere que D'Artagnan era o amante de Ana de Áustria (portanto pai de Louis XIV e seu irmão gêmeo), porém nenhuma das obras de Dumas remotamente sugeriu tal relacionamento. Por outro lado, na versão literária, os quatro mosqueteiros não chegam sequer a reunir-se, tendo a iniciativa da troca de reis sido levada a cabo por Aramis e Porthos. Athos havia já morrido após saber do falecimento de seu filho.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o