O Jeca e a Égua Milagrosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Jeca e a égua milagrosa
 Brasil
1980 • cor • 102 min 
Direção Pio Zamuner
Roteiro Kleber Afonso
Amácio Mazzaropi
Elenco Amácio Mazzaropi
Gênero comédia
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

O Jeca e a égua milagrosa é um filme de comédia brasileiro de 1980, dirigido por Pio Zamuner. Foi o último filme de Amácio Mazzaropi, que neste filme acumula as funções de protagonista, considerando-se que Maria Tomba Homem, planejado para começar a produção nesse ano e que seria o próximo filme de Mazzaropi, não foi sequer iniciado devido à doença que o matou no ano seguinte[1] .

Sinopse[2] [editar | editar código-fonte]

Dois fazendeiros, Libório e Afonso, disputam votos para ganharem a eleição para a prefeitura de uma cidade pequena. Os dois têm terreiros de umbanda e candomblé, utilizando os espaços para ganharem frequentadores e votos. Raimundo (Mazzaropi) é amigo do coronel Afonso. O rival de Afonso, Libório, tem uma égua, à qual as pessoas atribuem poderes milagrosos de cura. Os milagres da égua indispõem os dois fazendeiros. Raimundo gosta da égua, mas sua amizade com o coronel Afonso o afasta dele. Raimundo se envolve em confusões enquanto as eleições se aproximam.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ficha técnica[3] [editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. O Estado de São Paulo (14 de junho de 1981). Aos 69 anos, morre Mazzaropi, o maior sucesso do cinema nacional Museu Mazzaropi. Visitado em 24 de junho de 2011.
  2. Araken Campos Pereira Júnior, Cinema Brasileiro (1908-1978). O Jeca e a égua milagrosa Museu Mazzaropi. Visitado em 24/06/2011.
  3. Cinema Clássico. O Jeca e a égua milagrosa. Visitado em 24/06/2011.
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.