O Jovem Tataravô

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Jovem Tataravô é um filme brasileiro, dirigido em 1936 por Luiz de Barros[1] [2] .

Produzida por Adhemar de Barros para a Cinédia, a comédia é uma das primeiras na história do cinema brasileiro a explorar números musicais, sendo por isso considerada uma precursora das chanchadas da Atlântida Cinematográfica[3] .

O próprio Luiz de Barros, que já havia inaugurado o cinema sonoro no Brasil com Acabaram-se os otários (1929) escreveu o roteiro, baseado na peça O tataravô (1926), de Gilberto de Andrade. A principal inovação, do ponto de vista técnico, foi a filmagem de cenas ao ar livre com som direto, utilizando as câmeras sonoras portáteis Akeley Recorder.

A história conta as peripécias de Victor Eulálio, que morreu em 1823 e é trazido de volta à vida por seus descendentes, que se utilizam de uma "caixa de segredos" que teria pertencido a Estácio de Sá e continha segredos retirados da tumba do faraó Ramsés II. Ao despertar no Brasil da década de 1930, ele se mostra mais avançado que seus tataranetos, especialmente no que diz respeito à sexualidade[4] .

Elenco[5] [editar | editar código-fonte]

Cena de O Jovem Tataravô
  • Marcel Klass (Victor Eulálio)
  • Dulce Weytingh (Loura Dora)
  • Darcy Cazarré (Eduardo)
  • Luíza Fonseca (Sra. Eduardo)
  • Manuel F. Araujo (Dono do cabaré)
  • Alfredo Silva (Amigo careca)
  • Gina Bianchi (Russa)
  • Louie Cole (Oswaldo Viana)
  • Arnaldo Coutinho (Marido)
  • Juracy de Oliveira (Empregada)
  • Carlos Frias (Noivo de Dora)
  • Manoel Rocha (Amigo)
  • Lygia Sarmento (Senhora moderna)
  • Georgina Teixeira (Mulher do Comendador)
  • Manoelino Teixeira (Comendador)
  • Castro Viana (Leiloeiro)
  • Ben Wright (Rapaz louro)

Bailarinos[editar | editar código-fonte]

  • Albertina
  • Armando Nascimento
  • Da Ferreira
  • Ary Viana

Outros[editar | editar código-fonte]

  • Emílio Amoroso
  • Raphael Augusto
  • J. Cantuária
  • Jim de Almeida
  • Henrique de Oliveira
  • J. Mafra
  • Francisco Moreno

Referências

  1. Cinédia - Cinema Brasileiro
  2. O jovem tataravô - Fantaspoa
  3. Programa 121: O jovem tataravô e Os óculos do vovô. Programadora Brasil
  4. Chanchada é tema de especial de cinema no SESC Campinas. Campinas.com.br, 17 de dezembro de 2011
  5. O Jovem Tataravô - Cinédia

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.