O Menino da Porteira (2009)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Menino da Porteira
Pôster promocional do filme no Brasil.
 Brasil
2009 • cor • 94 min 
Direção Jeremias Moreira Filho
Coprodução Ian Rapoport
Jerê Filmes
Moracy do Val
Daniel Produções
Sony Pictures
HPR Produções
Videolar
Roteiro Jeremias Moreira Filho
Carlos Nascimbeni
Elenco João Pedro Carvalho
Rosi Campos
José de Abreu
Vanessa Giácomo
Daniel
(ver mais)
Gênero Drama
Idioma Português
Direção de arte Adrian Cooper[1]
Direção de fotografia Pedro Farkas[1]
Figurino Marjorie Gueler[1]
Edição Manga Campion[1]
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento 6 de março de 2009
Cronologia
Último
Último
O Menino da Porteira
(1976)
Próximo
Próximo
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

O Menino da Porteira é um filme de drama brasileiro de 2009 dirigido por Jeremias Moreira Filho e roteirizado por Jeremias e Carlos Nascimbeni. O filme é inspirado na canção "O Menino da Porteira" gravada em 1955, composta Teddy Vieira e Luisinho, e também no longa homônimo lançado na década de 70.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Diogo (Daniel) é um boiadeiro que trabalha levando a boiada para a fazenda Ouro Fino. No sítio de Remanso ele encontra com Rodrigo (João Pedro Carvalho), um jovem menino que sonha ser como ele. Diogo ao conhecer a história do local, resolve defender os moradores do vilarejo, atrás de um preço mais justo. Isso faz com que o dono da fazenda Ouro Fino, Major Batista (José de Abreu) o pressione para não aceitar o trabalho de Otacílio Mendes (Eucir de Souza), que juntamente com Dr. Almeida (Zedu Neves) pretendem tirar as terras do monopolizador dono de grande parte das terras.[2] Não cedendo, o major manda seus capangas perseguirem os moradores, para fazerem com que eles vendam o gado a seu preço.[2] Apaixonado por Juliana (Vanessa Giácomo), filho de Batista, ali começa uma história de amor.

Em uma reunião secreta se reúnem um certo grupo de moradores dispostos a controlar o comércio de gado, enquanto isto, capangas de Major Batista incendeiam a casa de um deles.[3] Em uma perseguição a Diogo, Rodrigo acaba sendo morto, pisoteado pela boiada. Revoltados, toda a comunidade vai até a fazenda do major para tirar satisfação, não se importando com a situação, Batista diz que a culpa não foi dele, já que o menino entrou na frente dos bois. Diogo fica furioso com isso e pega uma arma para atirar nele, mas acaba abrindo a porteira aonde está um boi. Certamente, isso faz com que o vilão morra naquele momento.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Filmagens[editar | editar código-fonte]

O filme foi gravado nas cidades de Brotas e Paulínia e contou com a atuação do cantor Daniel.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Edu Fernandes do site Cine Pop, avaliou o longa com três estrelas e meia, ele elogiou a algumas produções do filme e as atuações.[4] Já Juliano Mion do Cine Players, disse que o filme é chato de tão clichê, e que é oportunista em ter embalado no filme 2 Filhos de Francisco (2005), "entrando na onda e na “modinha” country".[3] Dos atores do filme, ele elogiou apenas a atuação de José de Abreu com o personagem Major Batista, criticando ainda seu papel de pai com a atriz Vanessa Giácomo, em que não existe alguma situação de paternidade.[3]

Referências

  1. a b c d O Menino da Porteira. O Menino da Porteira. Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. Página visitada em 29 de março de 2013.
  2. a b O Menino da Porteira - Filme 2009 - AdoroCinema. AdoroCinema. AlloCiné. Página visitada em 29 de março de 2013.
  3. a b c Mion, Juliano (5 de março de 2009). O Menino da Porteira (2009) - Crítica. Cine Players. Globo.com. Página visitada em 29 de março de 2013.
  4. Fernandes, Edu. O Menino da Porteira - Crítica. CinePop. Página visitada em 29 de março de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.