O Olho Mágico do Amor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
O Olho Mágico do Amor
 Brasil
1981 • cor • 85 min 
Direção José Antônio Garcia, Ícaro Martins
Roteiro José Antônio Garcia, Ícaro Martins
Elenco Carla Camurati
Tânia Alves
Género Comédia, Drama
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

O Olho Mágico do Amor é um filme brasileiro de 1981, dirigido por José Antônio Garcia e Ícaro Martins.


Diretores[editar | editar código-fonte]

Roteiristas[editar | editar código-fonte]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Carla Camurati é uma jovem em São Paulo em busca de emprego. Após várias tentativas, acaba conseguindo uma vaga como secretária em um escritório, no centro antigo da cidade. Seu patrão, Sérgio Mamberti lhe confia as chaves do recinto e todas as tarefas do dia. O serviço parece enfadonho, até ela descobrir que sua sala fica ao lado de um prostíbulo, onde trabalha a prostituta vivida por Tânia Alves. Através de um olho mágico improvisado, que dá título ao filme, ela observa os encontros amorosos e sexuais na casa vizinha o que lhe atiça as mais profundas fantasias.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Lista de filmes brasileiros

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.