O Que

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de O Quê)
Ir para: navegação, pesquisa
"O Que"
Single de Titãs
do álbum Cabeça Dinossauro
Lado B AA UU [Remix]
Lançamento Julho de 1986[1]
Formato(s) 7" Promo
Gravação 1986
Gênero(s) Funk rock, rock brasileiro, new wave
Duração 5:44
Gravadora(s) WEA
Composição Arnaldo Antunes
Produção Liminha, Pena Schmidt, Vitor Farias
Remix por: DJ Greco e DJ Dinamyk Duo
Informações sobre o vídeo musical
Gravação 1986
Lançamento 1986
Duração 3:15
Cronologia de singles de Titãs
Último
Último
"AA UU"
1986
"Polícia"
1986
Próximo
Próximo

"O Que" é uma canção da banda de rock brasileira Titãs, a décima-terceira faixa do álbum Cabeça Dinossauro e lançada como o segundo single promocional dele em 1986. É cantada por Arnaldo Antunes e sua duração é a maior dentre as faixas do álbum: 5'40".

Estrutura e gravação[editar | editar código-fonte]

Liricamente, trata-se de uma poesia concreta de Arnaldo Antunes em que a frase "Que não é o que não pode ser?" é repetida numa espiral. Tal estrutura é exibida na capa do single promocional. Transformada em música a poesia, ganhou a estrutura de estrofe e refrão, que é como está exibida no encarte interno do álbum. Originalmente, a canção era grafada "O Que", sem acento, como se pode ver no LP Cabeça Dinossauro e no single promocional. Porém, quando da reedição em CD, a grafia foi alterada para "O Quê". Posteriormente, voltou-se a grafar como era originalmente.

Seu ritmo é de funk rock, sendo notáveis seus riffs de baixo e guitarra. Próximo ao meio da música, Nando Reis, Sérgio Britto e Tony Bellotto, em sequência, ganham espaço para fazerem solos de seus instrumentos - baixo, teclado e guitarra respectivamente. Ao longo de toda a canção, estão presentes caixas de ritmos, executada pelo produtor Liminha, que também faz incursões com efeitos sonoros por meio de um sampler.

A gravação da canção durou uma semana. Inicialmente, a ideia dos Titãs para a canção era de um funk rock mais rápido, e com maior predomínio da guitarra, semelhante ao de "Bichos Escrotos" - é o que se vê da versão demo da canção lançada em 2012 na reedição do álbum Cabeça Dinossauro. A ideia de diminuir a velocidade da música, trazendo-a de um andamento vivace (aproximadamente 136 bpm) a um allegretto (aproximadamente 116 bpm), foi de Liminha, que também sugeriu a adoção de elementos eletrônicos. Isto deu à música um ar mais disco que remete a "Rapture", do Blondie. Com as caixas de ritmos marcando o compasso da canção, Charles Gavin dedica-se a viradas de bateria. A voz principal coube a Arnaldo Antunes, compositor da letra.

Lançamento e promoção[editar | editar código-fonte]

Quando do lançamento do álbum Cabeça Dinossauro, a maioria das canções, trazendo críticas ácidas a diversas instituições, foram consideradas muito agressivas, e as rádios tinham resistência a tocá-las. Assim, canções mais amenas foram escolhidas para os singles promocionais iniciais: "AA UU" e "O Que". "AA UU" foi um enorme sucesso; já "O Que", apesar de ter sido bem executada, foi lançada num momento em que o público já comprava o álbum com grande entusiasmo e buscava ouvir as canções mais agressivas. De fato, após "O Que", foram lançadas como singles promocionais as mais críticas "Polícia", "Homem Primata", "Família" e "Bichos Escrotos".

Para promover a canção na televisão, foram feitas aparições em programas de auditório, como o Cassino do Chacrinha, e produzido um videoclipe. Este traz uma versão editada da canção e alterna imagens de dois palcos iguais onde estão dispostos interpretando a música, num, os Titãs e, noutro, pessoas comuns simulando cada integrante da banda, criando uma ilusão segundo a qual quem pode estar tocando a canção são os Titãs ou não.

A canção foi executada na turnê Cabeça Dinossauro, de 1986 a 1987, que visava à promoção do álbum homônimo.

Recepção e legado[editar | editar código-fonte]

"O Que" ilustrava uma mudança na sonoridade da banda. O álbum Cabeça Dinossauro trouxe faixas mais hard rock (como "Polícia" e "A Face do Destruidor") e outras funk rock (como "Bichos Escrotos" e "Estado Violência"). Essa direção pôde ser melhor vista no LP seguinte dos Titãs, Jesus Não Tem Dentes no País dos Banguelas, que tinha um lado inteiro de funk rock e outro de hard rock. Essa mudança de sonoridade foi louvada por crítica e público, fazendo com que o álbum seja considerado um dos mais clássicos dos Titãs, além de ter vendido mais de quinhentas mil cópias.

Versões distintas[editar | editar código-fonte]

Ao vivo[editar | editar código-fonte]

Arnaldo Antunes, nos concertos da turnê (digressão) Cabeça Dinossauro, entre 1986 e 1987, adicionava ao final da música frases como "Quem é que pensa: é a cabeça ou o coração?", "É questão de substância!" ou "Agora todo o mundo na real!".

Um solo tocado com um teclado entre o primeiro verso e o segundo na versão do álbum era executado originalmente ao vivo com um saxofone por Paulo Miklos na forma de um riff recorrente durante a canção.

Atualmente, com a banda tendo sido reduzida a quatro integrantes, dos oito originais, Paulo Miklos canta a canção e toca guitarra base e Branco Mello fica responsável pelo baixo, tendo Sérgio Britto e Tony Bellotto mantido seus postos originais, e Mário Fabre substituído Charles Gavin na bateria.

Remixes[editar | editar código-fonte]

Oficialmente, três remixes (remisturas) foram feitas para a música por Iraí Campos e Tuta Aquino e lançadas como lados B no single promocional de "Polícia". A "extended version" tem 6'40" e contém raps cantados em inglês por um rapper autointitulado Raven T, além de mais efeitos eletrônicos. A "radio version" tem 4'30" e é uma edição da "extended version". A "Is It a Dub?" tem 4'20" e pretende ser uma versão dub. O título é derivado da polêmica sobre o que vem a ser dub, já que este era originalmente uma forma de remix de canções reggae. Dessas três versões, apenas a extended version apareceu em CD, na coletânea E-collection, de 2000.

Faixas[editar | editar código-fonte]

12" (WEA 1028 - Promo nº 28)
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "O Que"   A. Antunes 5:38
2. "AA UU (Versão Remix)" (DJ Greco & DJ Dinamik Duo) S. Britto & M. Fromer 5:33
Duração total:
11:11

Ficha Técnica[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. O Que by Titãs: Reviews and Ratings Rate Your Music. Visitado em 10 jan. 2013.