O Rato do Campo e o Rato da Cidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Os ratos no campo.

O Rato do Campo e o Rato da Cidade é uma fábula atribuída a Esopo. No decorrer do tempo, a história foi recontada com algumas alterações, mas o sentido permaneceu.

A fábula[editar | editar código-fonte]

Um dia um rato do campo convidou o rato que morava na cidade para ir visitá-lo. O rato da cidade foi, mas não gostou da comida simples que lhe foi oferecida. Chamou então o rato do campo para acompanhá-lo na volta à cidade, prometendo mostrar-lhe o que era uma "boa vida".

E lá se foi o rato do campo para a cidade, onde ele lhe foi apresentada uma mesa repleta de iguarias como queijo,mel,cereais,figos e tâmaras.

Os ratos na cidade.

Resolveram começar a comer, mas, mal haviam iniciado, a porta da despensa abriu-se e alguém entrou. Os dois ratinhos fugiram apavorados, e esconderam-se no primeiro buraco apertado que encontraram. Quando acharam que o perigo tinha passado, e iam a sair do esconderijo, mas alguém entrou na despensa, e foi preciso fugir de novo. A essas alturas, o ratinho do campo estava já muito assustado e decidiu regressar para casa, onde podia comer em paz sem perigos ou frustrações.

Moral[editar | editar código-fonte]

Mais vale uma vida modesta com paz e sossego que todo o luxo do mundo com perigos,preocupações e frustrações."

Seja grato.Agradeça o que a vida lhe dá e não exija o desnecessário.

Ver também[editar | editar código-fonte]