O Rei Arthur e Os Cavaleiros da Távola Redonda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde agosto de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O Rei Arthur e Os Cavaleiros da Távola Redonda são as sagas mais famosas que envolvem o Ciclo Arturiano criadas pelo romancista inglês Thomas Malory. Contam a historia de Arthur que um dia tirou a espada Excalibur da pedra e se tornou rei e comandou uma das maiores sagas contadas em livros da história.

História de Malory[editar | editar código-fonte]

A obra de Malory foi escrita equando cumpria o mandato de prisão na cidade inglesa de Londres. Malory criou uma das histórias mais fantásticas sobre cavalaria que influenciou gerações e criou a lenda do Rei Artur. Quase todos os dados da vida do inglês Thomas Malory são incertos. No entanto sabe-se que ele viveu na Inglaterra no século XV. Malory criou um outro livro chamado La morte d'Artur (A morte de Artur). Malory escreveu o livro no ano do reinado de Eduardo IV (4 de março de1461 até 31 de outubro de 1483).

Excalibur.

Excalibur[editar | editar código-fonte]

A Excalibur foi uma espada, nas sagas de Malory, a que Arthur usou durante o seu reinado. A história diz que quem tirasse a espada da pedra ganharia o título de rei. Do livro "O rei Artur e os Cavaleiros da Távola Redonda: Quem conseguir tirar esta espada da pedra e da bigorna é por direito o rei de toda a Inglaterra. Duas pessoas que queriam tornar-se rei da Inglaterra: Key que confiava em Sir Ector e Arthur que confiava no mago Merlin. Arthur conseguiu tirar a espada, mas Key, com inveja, tirou a espada a Arthur e mostrou-a a Sir Ector. Algumas lendas dizem que a Excalibur corta tudo aquilo que toca.

Geografia da Grã-Bretanha por volta dos anos 500.

Onde se passa a história[editar | editar código-fonte]

Embora seja uma pergunta simples ela é essencial na saga do rei Arthur porque onde o Rei Arthur reinou? A resposta para essa pergunta está séculos atrás desde que Malory criou o livro que diz que foi na Inglaterra antes de ter esse nome. Foi na Grã-Bretanha entre os séculos XII e XIII, isso leva uma discussão em dizer que O Rei Arthur nasceu na França ou na Grã-Bretanha. Também existe outra discussão: Arthur nasceu entre finais do século XI e começos do séc. XII e na caçada do sangue real o Santo Graal o sangue real de Cristo que naquele século a Europa estava passando por sérios problemas (Trevas) como dizia o mago Merlin. A caçada de onde passou a história leva historiadores e arqueólogos falarem críticas sobre a história porque falta provas, histórias relacionadas a Grã-Bretanha e a França o sangue real (Santo Graal em francês) foi dito nas histórias em vez de Santo Graal. Na história do rei Arthur também há vestígios de celtas e Gauleses. E por isso a história não só envolve França e Grã-Bretanha mas também Roma. No reinado de Honório estava cansado das revoltas nas províncias da Bretanha. Arthur viaja pela Bretanha em suas aventuras tornando o livro mais interessante e com ação.

Santo Graal[editar | editar código-fonte]

O Santo Graal foi uma das aventuras mais intrigantes, duvidosas, fascinantes, conhecidas do Rei Arthur.Foi também uma história polêmica e confusa que muitos não entenderam perfeitamente. A história foi quando a Grã-Bretanha estava passando por sérias dificuldades: as trevas, mas antes que todos fossem a procura do Santo Graal Lancelote e Gawaine antes de ir perguntaram à Bruxos, Eremitas, Andarilhos, Filósofos e Alquimistas sobre o Santo Graal também pesquisavam em Bibliotecas sobre o Calice e então o nobres cavaleiros seguiram em busca do Cálice Sagrado e foi uma jornada bastante longa partindo de Camelot numa árdua busca pelo cálice usado por Jesus na Ultima Ceia.

Távola Redonda[editar | editar código-fonte]

Na história do Rei Arthur a Távola Redonda é uma grande mesa redonda onde os Cavaleiros do Rei Arthur faziam reuniões.Nessa mesa não havia pontas pois eram todos considerados irmãos e iguais, essa mesa foi muito importante para o andamento da história. Foi lá onde os guerreiros e o próprio Artur fizeram reuniões de batalha.

[1]

Referências

  1. Livro O Rei Arthur