O Soldadinho de Chumbo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Soldadinho de Chumbo é um conto de fadas escrito por Hans Christian Andersen e publicado pela primeira vez em 1838.[editar | editar código-fonte]

Conta a história de um boneco que tem apenas uma perna e que se apaixona por uma bailarina que também é uma boneca. Foi o primeiro conto escrito totalmente pelo autor e não tem um final feliz.

A história do soldadinho de chumbo — de estanho no texto original — foi adaptada para um dos segmentos do filme de animação Fantasia 2000, da Disney. O mesmo conto também serviu de inspiração para o filme Toy Story, igualmente produzido pela Disney.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Um menino, em seu aniversário, ganha uma caixa com 25 soldados feitos de estanho e os alinha em cima de uma mesa. O último dos soldados tem apenas uma perna. Perto, há uma bailarina de papel usando uma faixa onde há uma lantejoula, e ela se equilibra somente em uma perna, com os braços levantados. O soldado de uma perna só acredita que a bailarina também tem somente uma perna, e inicia um amor platônico. Naquela noite, um goblin entre os outros brinquedos adverte o soldado para que ele pare de olhar para a bailarina, mas o soldado o ignora. No dia seguinte, o soldado cai do parapeito da janela — presumivelmente um trabalho do goblin — e fica na calçada. Dois meninos encontram o soldado, o colocam num barquinho de papel e o lançam pela sarjeta. O barquinho cai no esgoto, onde um rato obriga o soldado a pagar um pedágio, mas o soldado continua navegando até cair num canal, onde é engolido por um peixe. Quando este é pescado e cortado, o soldado está na mesma casa de antes, e é colocado de volta próximo à bailarina. Inexplicavelmente, o menino joga o soldado no fogo. Um vento sopra e derruba a bailarina também no fogo; ela é consumida instantaneamente, somente restando a lantejoula. O soldado derrete numa poça em forma de coração.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]