Obelisco de Buenos Aires

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Obelisco de Buenos Aires
20060128 - Obelisco (Buenos Aires).jpg
Patrocinador Mariano de Vedia y Mitre
Construção 1936
Material cimento INCOR
Inscrições Poema
Altura 67 metros
Local original Buenos Aires
Local atual Argentina Buenos Aires
Data de instalação 23 de maio e 1936
Obelisco de Buenos Aires.

O Obelisco de Buenos Aires (em espanhol:Obelisco de Buenos Aires ou El Obelisco) é um monumento histórico da cidade de Buenos Aires, Argentina. Foi erguido na Praça da República, no cruzamento das avenidas Corrientes e 9 de julho, em comemoração ao quarto centenário da fundação da cidade.

História[editar | editar código-fonte]

As obras começaram em 20 de março de 1936, e o monumento foi inaugurado em 23 de maio 1936. Ele foi projetado pelo arquiteto Alberto Prebisch (um dos principais arquitetos do modernismo argentino e autor também do Teatro Gran Rex), a pedido do prefeito Mariano de Vedia e Mitre.No que se refere à questão da forma do monumento Prebisch disse:

"Foi adotado esta simples e honesta forma geométrica, porque é a forma de um obelisco tradicional … Ele foi chamado de "Obelisco", porque havia de chamar-lhe de alguma coisa. Eu reivindico para mim o direito de chama-lo de uma forma mais abrangente e genérica "Monumento".

A construção do obelisco esteve a cargo da empresa Alemã GEOPE-Siemens Bauunion - Bilfinger & Grün, que concluiu o seu trabalho em tempo recorde de 31 dias, empregando 157 trabalhadores. Maximizando a utilização do tempo foi utilizado o cimento INCOR de endurecimento.

Ele tem a altura máxima permitida no âmbito da linha de construção da avenida Roque Sáenz Peña (Diagonal Norte):67,5 m de altura, distribuidos da seguinte forma: 63 m para o início do ápice, que é 3,5 m por 3,5 m. A ponta mede 40 centímetros. Culminando com um pára-raios, cujos fios correm através do interior do obelisco. A base mede 49 m².

Obelisco a noite.

Ele tem uma única entrada (no lado Oeste) e em seu auge há quatro janelas, que só podem ser atingidas através de uma escada reta de 206 degraus.

Em 29 de fevereiro 1938, Roberto M. Ortiz sucedeu Justo, e foi nomeado como novo Presidente da Câmara da cidade Arturo Goyeneche. Em junho de 1939, o Conselho deliberativo sancionou a demolição do obelisco pelo Despacho n. º 10251, invocando razões econômicas, estéticas e de segurança pública. Mas foi vetado pelo Poder executivo municipal, caracterizado como um acto desprovido de conteúdo e valor jurídico,porque ela modifica o estado das coisas, emanados do poder executivo e que se tratava de um monumento ao abrigo da competência e da guarda da Nação, cujo patrimonio pertence.

Nos local onde esta localizado o obelisco, anteriormente, havia uma igreja dedicada a São Nicolau de Mira. Nessa igreja pela primeira vez oficialmente a bandeira Argentina foi asteada, dentro de Buenos Aires, em 1812: em memória ao fato existe inscrições do lado norte do obelisco.

Para a sua construção, que custou 200.000 pesos foram utilizados 680 m³ de cimento e 1360 m² de pedra branca de Córdoba.

O estabelecimento da linha B do metrô favoreceu a construção do monumento uma vez que facilitou a colocação da fundação pois os túneis formam uma base concreta de 20 metros. A laje plana do metrô permite a passagem da laje de fundação do obelisco.

Como resultado de alguns desprendimentos do revestimento de pedra, ocorridos na noite de 20 para 21 de junho de 1938, um dia após a um evento público com a presença do Presidente Ortiz no local do obelisco, decidiu-se retirar o revestimento em 1943, e foi substituído por um cimento polido também foram realizadas fissuras que simulam as junções das pedras. Ao eliminar as lajes do obelisco não foi tido em conta que se retirou uma legenda que dizia "Alberto Prebisch foi o seu arquiteto ."

O monumento hoje[editar | editar código-fonte]

O obelisco é frequentemente utilizada como um ponto de reunião para diversas manifestações, que incluem também as avenidas 9 de julho e avenida Corrientes em torno dele, semelhante ao que acontece na Praça de Maio.

20 de septiembre de 2007 1 de diciembre de 2005
Obelisco de Buenos Aires - 150 aniversario de las relaciones diplomáticas argentino-germanas.jpg Condom on Obelisk, Buenos Aires.jpg
Obelisco de Buenos Aires com as cores argentinas e alemãs, comemorando o 150 º aniversário das relações diplomáticas entre ambos os países.[1] O obelisco de Buenos Aires foi adornado como um preservativo, de 67 metros, em comemoração do Dia Mundial de Luta Contra a AIDS.[2]

Poema[editar | editar código-fonte]

Na fronte sul, na base do obelisco, em um pequeno retângulo, se encontra escrito este soneto de Baldomero Fernandez Moreno, que escreveu durante um jantar em homenagem a Prebisch (conta a história ele foi escrito em um pequeno guardanapo e o entregou a sua esposa).

El Obelisco
¿Donde tenía la ciudad guardada
esta espada de plata refulgente
desenvainada repentinamente
y a los cielos azules asestada?
Ahora puede lanzarse la mirada
harta de andar rastrera y penitente
piedra arriba hacia el Sol omnipotente
y descender espiritualizada.
Rayo de luna o desgarrón de viento
en símbolo cuajado y monumento
índice, surtidor, llama, palmera.
La estrella arriba y la centella abajo,
que la idea, el ensueño y el trabajo
giren a tus pies, devanedera.

Tradução

O obelisco
Quando a cidade foi salva
esta espada de prata refulgente
ele chama repentinamente
o céu azul e surpreendente?
Agora você pode jogar o olhar
cansados de andar e de rastreamento penitente
pedra superior ao Sol onipotente
em espiritual declínio.
Raio de lua ou soprão de vento
um símbolo e monumento
índice de jato, chamado de palma.
A estrela acima e abaixo cintila,
que a idéia, o sonho e o trabalho
vire a seus pés.

Inscrições[editar | editar código-fonte]

Fachada norte Fachada oeste Fachada sul Fachada leste Poema
Frente norte. Frente oeste. Frente sur. Frente este. Poema.
En este sitio
en la torre de San Nicolás
fue izada por primera vez
en la ciudad
la Bandera Nacional
el XXIII de agosto de
MDCCCXII.
(pt:"Neste lugar
na torre de São Nicolau
foi içada pela
primeira vez na cidade
a Bandeira Nacional
XXIII de agosto de
MDCCCXII.
")
Capital Federal
Ley dictada por el Congreso Nacional
el XX de setiembre de MDCCCLXXX
a iniciativa del Presidente
Nicolás Avellaneda
Decreto del Presidente Julio A. Roca
VI de diciembre MDCCCLXXX.
(pt:"Capital Federal
Lei emitida pelo Congresso Nacional
XX de setembro de MDCCCLXXX
por iniciativa do Presidente
Nicolás Avellaneda
Decreto do Presidente Julio A. Roca
VI de dezembro de MDCCCLXXX.
")
Segunda Fundación por
Juan de Garay
XI de junio de MDLXXX.
(pt:"Segunda Fundação
Juan de Garay
XI de junho de MDLXXX
.")
Buenos Aires
a la República

En el IV Centenario de la fundación
de la ciudad por
Don Pedro de Mendoza.
II de Febrero de MDXXXVI.
(pt:"República de Buenos Aires

No IV centenário da fundação
da cidade por
Dom Pedro de Mendoza.
II de fevereiro de MDXXXVI.")
Poema de Baldomero Fernández Moreno inscripto sobre el frente sur.
(pt:"Poema de Baldomero Fernandez Moreno inscrito na fachada sul.")

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Obelisco de Buenos Aires