Obras corporativas do Opus Dei

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Obras corporativas do Opus Dei são obras de apostolado corporativo nas quais o Opus Dei garante moralmente a orientação cristã da atividade que nelas se desenvolve, os acordos com a prelatura não modificam de modo algum a natureza civil da entidade interessada.

A responsabilidade plena da sua gestão e direção cabe sempre aos seus promotores, que serão pessoas ou entidades civis e não a prelatura. Nestes casos a prelatura proporciona orientação doutrinal e atenção sacerdotal, sem discriminação de raça, religião ou condição social. Em todo caso deve tratar-se de iniciativas de inequívoco interesse social, sem fins comerciais ou políticos.

As obras corporativas do Opus Dei, atualmente, incluem quinze universidades, sete hospitais, onze faculdades de administração, trinta e seis escolas de ensino fundamental e médio, noventa e sete escolas vocacionais-técnicas e cento e sessenta e seis residências universitárias em todo o mundo.[1] Dentre as chamadas "obras corporativas" da prelatura encontram-se:

Universitárias
Sociais

São, também, exemplos de obras de apostolado corporativo:

  • o "Midtown Sports and Cultural Center" em Chicago,
  • a "Heights School" em Washington (EUA),
  • o "Hospital Monkole", em Kinshasa (Congo) que atende milhares de pessoas anualmente que se encontram em situação de extrema necessidade,
  • a "Punlaan", em Manila, escola profissionalizante em hotelaria e turismo,
  • a escola "Toshi", na cidade do México, numa região rural habitada por indígenas das etnias otomi e mazahua,
  • o "Centro ELIS", (Roma) para formação de jovens profissionais da periferia;
  • "Centro de treinamento rural Condoray", para mulheres em Cañete, que alfabetizou e ensinou rudimentos comerciais a mais de 20 mil mulheres agricultoras de uma das regiões mais pobres do Peru;
  • "Instituto do Setor Informal da Economia", em Nairóbi, Quênia, com o objetivo de ensinar técnicas comerciais básicas a homens pobres que se encontram na informalidade econômica.

Desde 1957 a Santa Sé confiou ao Opus Dei os cuidados da Prelazia territorial de Yauyos, no Peru, numa das regiões mais pobres da América Latina.

Referências

  1. ALLEN JR., John L. Opus Dei: os mitos e a realidade. Tradução de Regina Lyra. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006, pgs. 36 e 258. ISBN 85-352-1812-2

Vide também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]