Observatório David Dunlap

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Observatório David Dunlap.

O Observatório David Dunlap (em inglês: David Dunlap Observatory, também por vezes referido como DDO) é um observatório astronômico localizado em Richmond Hill, Ontário, Canadá. Foi anteriormente propriedade da Universidade de Toronto. Possui um telescópio refletor de 1,88 metro de diâmetro, que foi a certo ponto o segundo maior do mundo, e ainda é o maior do Canadá. Entre suas descobertas estão o fornecimento das primeiras evidências mostrando que Cygnus x-1 é um buraco negro,[1] [2] , e que a estrela polar estava estabilizando e aparentava "cair fora" da variável cefeida.[3] Devido à urbanização em torno do observatório, sua habilidade de observação foi diminuido, e devido à poluição visual, foi vendida em 2008,[4] embora possa realizar observações espectroscópicas, e ainda seja utilizada como centro de pesquisas.

Referências

  1. Tom Bolton, "Identification of Cygnus X-1 with HDE 226868", Nature, vol. 235 (February 4, 1972) pp. 271-273, doi:10.1038/235271b0
  2. Bruce Rolston, "The First Black Hole", The Bulletin, University of Toronto, November 10, 1997
  3. Polaris - The Story Continues Photoelectric Photometry Newsletter, American Association of Variable Star Observers, May 1998
  4. Wagler, Jenny. "Dunlap Observatory closing sparks anger, frustration", National Post, 03-07-2008. Página visitada em 08-12-2009.
Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.