Oceano Ártico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Oceano Ártico
Localização do Oceano Ártico
Localização do Oceano Ártico
Área total 13 milhões km²
Coordenadas 90° N 0° E
Maior profundidade 4 km
Continentes que abrange América do Norte, Ásia, Europa
Países que banha Canadá, Noruega, Suécia, Finlândia, Islândia, Rússia, Gronelândia e Estados Unidos
Fronteira com Oceano Pacífico, Oceano Atlântico

O Oceano Ártico (AO 1945: Oceano Árctico), localizado no Hemisfério Norte e em sua maioria na região polar ártica, é a menor, e mais rasa das cinco grandes divisões oceânicas do mundo.[1] A Organização Hidrográfica Internacional (OHI) reconhece o Oceano Ártico como um oceano, embora alguns oceanografistas o chamam de Mar Ártico Mediterrâneo ou simplesmente Mar Ártico, classificando-o como um dos mares mediterrâneos do Oceano Atlântico.[2] Por outro lado, o Oceano Ártico pode ser visto como o lobo norte do Oceano Mundial.

Quase completamente envolvida pela Eurásia e a América do Norte, o Oceano Ártico é parcialmente coberto por gelo durante todo o ano[3] (e quase completamente no inverno). A temperatura e a salinidade do Oceano Ártico variam sazonalmente quando a cobertura de gelo derrete e congela;[4] sua média de salinidade é a mais baixa em comparação aos cinco grandes oceanos, devido à baixa evaporação, fluxo pesado de água doce de rios e córregos, e conexão limitada com águas oceânicas de salinidade mais elevada. No verão o nível do gelo diminui em 50%.[1] O National Snow and Ice Data Center (NSIDC) usa dados de satélite para fornecer um registro diário da cobertura de gelo do mar Ártico e a taxa de fusão, em comparação à um período médio nos últimos anos.

Características[editar | editar código-fonte]

Batimetria e topografia do Oceano Ártico e as terras vizinhas.
A região ártica; a fronteira sul da região neste mapa é representada por uma isoterma vermelha, pela qual em todo o território ao norte tem temperaturas médias inferiores a 10° C em julho.

O Oceano Ártico ocupa uma bacia aproximadamente circular e cobre uma área de cerca de 14.056.000 km2, quase do tamanho da Rússia.[5] [6] O litoral tem comprimento de 45390 km.[5] [7] É cercado pelas massas terrestres da Eurásia, América do Norte, Gronelândia, e por várias ilhas.

É geralmente considerado como incluindo a Baía de Baffin, Mar de Barents, Mar de Beaufort, Mar de Chukchi, Mar Siberiano Oriental, Mar da Gronelândia, Baía de Hudson, Estreito de Hudson, Mar de Kara, Mar de Laptev, Mar Branco e outros corpos de água tributários. Está ligado ao Oceano Pacífico pelo Estreito de Bering e para o Oceano Atlântico através do Mar da Groenlândia e do Mar do Labrador.[1]

A borda do Oceano Glacial Ártico está repartida entre diversos mares secundários, separados por arquipélagos costeiros; da Escandinávia à Rússia e à América do Norte sucedem-se: o Mar de Barents, o Mar de Kara, o Mar de Laptev, o Mar da Sibéria Oriental, o Mar de Chukchi, o Mar de Beaufort e o Mar de Lincoln, ao norte da América. Limitado por soleira de pequena profundidade, o Oceano glacial Ártico realiza pouquíssimas trocas com as águas dos outros oceanos. Sob a banquisa, a massa de água fria (0°C) é pouco salgada (menos de 30).

A banquisa, cuja superfície caótica se deve aos movimentos que a animam, tem uma espessura de dois a quatro metros; é afetada por uma deriva, da ilha de Wrangel até o pólo Norte e o arquipélago de Svalbard. Os limites da banquisa, variáveis de acordo com as estações, permitem, no verão, uma certa circulação marítima do Mar de Barents ao cabo Tcheliuskin, a outras costas estão cercadas de perto pelos gelos.

Oceano Ártico (Earth)
85°
Paralelo 85 norte

Paralelo 85 N[editar | editar código-fonte]

O Paralelo 85 N é um paralelo no 85° grau a norte do plano equatorial terrestre, o qual marca o centro do Oceano Ártico.

Dimensões[editar | editar código-fonte]

Conforme o sistema geodésico WGS 84, no nível de latitude 85° N, um grau de longitude equivale a 9,74 km[8]  ; a extensão total do paralelo 85° é portanto 3.505 km, cerca de 8,5% da extensão do Equador, da qual esse paralelo dista 9.444 km, distando 558 km do polo norte[9] [10]

Cruzamentos[editar | editar código-fonte]

Assim como todos os paralelos ao norte da latitude 83°40' N que passam por Kaffeklubben (extremo norte da Gronelândia), o Paralelo 85 N e passa totalmente sobre o Oceano Ártico e suas plataformas de gelo, sem cruzar terra firme.

Clima[editar | editar código-fonte]

O oceano está situado na zona de clima polar, em que as temperaturas mínimas podem descer abaixo de -50 °C, existindo frio permanente e pouca variabilidade sazonal. Os Invernos são caracterizados por escuridão contínua e condições estáveis com céu limpo; os Verões pelo Sol da meia-noite, céu nublado e ciclones com neve ou chuva, embora de fraca intensidade.

A temperatura da superfície do Oceano Árctico é praticamente constante, próxima do ponto de congelação da água do mar, pouco superior a 0°C. No Inverno o mar exerce uma influência moderadora, mesmo que coberto por gelo (na forma de banquisa), pelo que no Ártico nunca se verificam os extremos de temperatura que ocorrem na Antártica.

Geografia[editar | editar código-fonte]

A Geografia desse oceano é de extrema solidão, com numerosos icebergs, que são água congelada à deriva e que não são como a Antártica ou a Groenlândia que são gelo de terra firme. Tal como na Antártica a noite é bem escura e fria, e chega aos -75 °C. Ocorre o fenômeno de aurora boreal (que na Antártica é designada por aurora austral).

Ambiente[editar | editar código-fonte]

Cheio de gelo e neve, só algumas algas, líquenes, briófitas e fungos sobrevivem. Entre os animais encontram-se o urso-polar, focas, leões-marinhos, raposas-do-ártico, lebre-ártica, krill e alguns peixes e baleias.

Degelo[editar | editar código-fonte]

O degelo do Ártico é principalmente causado pelo efeito de estufa (ou efeito estufa) e o aquecimento global, que juntos provocam o descongelamento rápido de vastas reservas de água doce.[11]

Em Setembro de 2007 é registado, pelo satélite da ESA, o ENVISAT, o maior degelo do Oceano Árctico [1], abrindo à navegação a Passagem do Noroeste.

Referências

  1. a b c Michael Pidwirny (2006). Introduction to the Oceans. www.physicalgeography.net. Página visitada em 2006-12-07.
  2. Tomczak, Matthias; Godfrey, J. Stuart (2003), Regional Oceanography: an Introduction (2 ed.), Delhi: Daya Publishing House, ISBN 81-7035-306-8, http://www.es.flinders.edu.au/~mattom/regoc/ 
  3. Since the beginning of the 21st century, sea ice covers only 1/3 to 1/2 the surface of the Arctic Ocean at the end of summer.
  4. Some Thoughts on the Freezing and Melting of Sea Ice and Their Effects on the Ocean K. Aagaard and R. A. Woodgate, Polar Science Center, Applied Physics Laboratory, University of Washington, January 2001. Retrieved 7 December 2006.
  5. a b Wright, John W. (ed.); Editors and reporters of The New York Times. The New York Times Almanac. 2007 ed. New York, New York: Penguin Books, 2006. p. 455. ISBN 0-14-303820-6
  6. Oceans of the World. rst2.edu. Página visitada em 28 de outubro de 2010.
  7. Arctic Ocean Fast Facts. wwf.pandora.org (World Wildlife Foundation). Página visitada em 28 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 29 de outubro de 2010.
  8. "Length of a Degree of Latitude and Longitude" - editado por "National Geospatial-Intelligence Agency" (em inglês). NGA mil. Página visitada em 5 de outubro de 2009.
  9. "Direct and Inverse Solutions of Geodesics on the Ellipsoid with application of nested equation" - autor: T. Vincenty (em inglês). NGA mil. Página visitada em 5 de outubro de 2009.
  10. "Vincenty formula for distance between two Latitude/Longitude points" (em inglês). NGA mil. Página visitada em 5 de outubro de 2009.
  11. "Um atalho no gelo", Revista Veja (23 de setembro de 2009) - http://veja.abril.com.br/230909/um-atalho-gelo-p-106.shtml

Ver também[editar | editar código-fonte]

Os cinco oceanos
800px-LocationSouthernOcean.png
Antártico
800px-LocationArcticOcean.png
Ártico
800px-LocationAtlanticOcean.png
Atlântico
800px-LocationIndianOcean.png
Índico
800px-LocationPacificOcean.png
Pacífico