Oeiras (Piauí)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Município de Oeiras
"Capital da Fé"
"velha cap"
"berço do Piaui""
Bandeira de Oeiras
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 26 de dezembro
Fundação 26 de dezembro de 1695 (318 anos)
Gentílico oeirense
Lema Oeiras invicta tu sempre serás
Prefeito(a) Lukano Araújo Costa dos Reis Sá (PSB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Oeiras
Localização de Oeiras no Piauí
Oeiras está localizado em: Brasil
Oeiras
Localização de Oeiras no Brasil
07° 01' 30" S 42° 07' 51" O07° 01' 30" S 42° 07' 51" O
Unidade federativa  Piauí
Mesorregião Sudeste Piauiense IBGE/2008[1]
Microrregião Picos IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Colônia do Piauí, São João da Varjota, Ipiranga do Piauí, Nazaré do Piauí.
Distância até a capital 313 km
Características geográficas
Área 2 719,536 km² [2]
População 35 646 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 13,11 hab./km²
Clima tropical Bsa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,625 médio PNUD/2000[4]
PIB R$ 127 733,458 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 540,09 IBGE/2008[5]
Página oficial

Oeiras é um município brasileiro do estado do Piauí. Localiza-se a uma latitude 07º01'30" sul e a uma longitude 42º07'51" oeste, tendo uma população estimada em 2008 em 36.082 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

A cidade de Oeiras tem seu surgimento motivado pela criação bovina. Em meados do século XVII, a criação de gado é empurrada pela coroa portuguesa para o interior no intuito de deixar as terras próximas ao litoral livres para o plantio da cana de açúcar, atividade mais lucrativa da colônia à época. Com isso o governo português doa terras no interior do nordeste para a povoação e criação bovina. Essa política de doação de terras foi bastante comum no período colonial e ficou conhecido como sesmarias.

Sendo assim dezenas de desbravadores se embrenharam pelas terras do interior nordestino em busca de terras apropriadas. Um desses é Domingos Afonso Mafrense e seu irmão Julião Serra que são os responsáveis pela colonização das terras onde hoje se localiza o município de Oeiras.

Várias fazendas de gado foram instaladas no vale do Riacho Mocha entre elas a fazenda Cabrobó (possivelmente da década de 70 do século XVII), que deu origem ao núcleo populacional da Vila da Mocha.

Com o crescimento da população há a necessidade da instalação de igrejas no território. Sendo assim o bispo de Pernambuco autoriza a criação de uma freguesia com o nome de nossa senhora das Vitórias em uma região localizada entre o Riacho Mocha e o Rio Canindé.

A evolução do povoado é grande e em 1712 a Mocha se torna se torna vila por ordem do rei D João V. Em 1718 o Piauí é desmembrado da capitania do Maranhão e se torna independente. A ordem do rei é para que se instale a capital na Vila da Mocha. O decreto só vem a ser cumprido em 1759 quando chega o primeiro governador João Pereira Caldas. Mas só em 1761, dois anos após se tornar capital é que a Vila da Mocha é elevada a categoria de cidade com o nome de Oeiras, em homenagem ao ministro português Sebastião José de Carvalho Melo então conde de Oeiras e futuro Marques de Pombal.

Oeiras foi capital por 92 anos. Nesse período Oeiras foi a mais importante cidade da capitania e depois da independência da província do Piauí. Foi ai que em 24 de Janeiro de 1823 sob a liderança de Manuel de Sousa Martins, o Visconde da Parnaíba foi proclamada a adesão do Piauí a independência do Brasil.

Após deixar de ser capital em 1852, Oeiras entrou em decadência. O século XX chegou com Oeiras num marasmo cultural que prejudicou o desenvolvimento da cidade.

A mudança só veio com a chegada da era Vargas, foi quando Oeiras passou a se desenvolver. Grandes obras públicas desse período permanecem intactas até os dias atuais como o Cine Teatro, o Passeio Público Leônidas Melo, o Mercado Público, etc.

Oeiras chegou ao século XXI com um crescimento importante da iniciativa privada no setor de serviços, além de permanecer como polo primário de destaque regional.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

Segundo o dicionário onomástico etimológico de língua portuguesa, Oeiras pode vir do latino aurarias, acusativo plural de auraria, <de ouro, esp. mina de ouro>.

Deste modo, o nome de Oeiras leva-nos a aproximar a fundação da povoação a a eventuais atividades auríferas no local.

O nome da cidade é uma homenagem ao todo poderoso primeiro ,"Ministro do Reino, o futuro Marquês de Pombal conde de Oeiras de Portugal."

Geografia[editar | editar código-fonte]

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística sua população em 2009 era de 36.293 habitantes. Sua extensão territorial é de 2.720 km², o que lhe confere a densidade demográfica de 12,7 hab/km²

Localização[editar | editar código-fonte]

Oeiras esta situado no estado do Piauí, mais precisamente na menor região do sudeste piauiense, na microrregião de Picos. Por ter sido a primeira capital sua localização é estratégica, no centro do estado.

Geologia[editar | editar código-fonte]

Grande parte do Piauí esta localizado na bacia sedimentar Piauí/Maranhão, e Oeiras esta nessa área sedimentar.

A base geológica do solo oeirense é composto pela formação dos depósitos colúvio-eluviais, formação da pedra do fogo, e formação cabeças. A argila é o principal mineral produzido no município.

Relevo[editar | editar código-fonte]

Localizada nos baixos planaltos do médio-baixo Parnaíba, mais precisamente no vale do rio Canidé, tem altitudes máximas de 300 metros, com vários morros dentro e ao redor da cidade. é perceptível a irregularidade do relevo oeirense nos bairros que variam de altitude, uns altos e outros mais baixos. As maiores altitudes são encontradas no bairro Soizão que praticamente fica em cima de um morro. Já as menores altitudes ficam próximos ao rio Canindé no bairro Fomento, mais conhecido como beira rio.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Águas subterrâneas

O potencial hídrico subterrâneo é médio a forte formando assim muitos "olhos d'água", gerando áreas úmidas chamadas regionalmente de brejos, dando assim origem a riachos e grotas.

Águas superficiais

O principal curso d´água é o rio Canindé, que é um rio temporário. Seu volume de água varia de acordo com o tempo, geralmente está mais cheio no verão e mais seco no inverno período que chove menos. Outras fontes de água presente estão riachos na zona rural, açudes, e as barragens Soizão e Salinas.

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima é tropical semiárido, este clima tem condição seca por apresentar índices pluviométricos médios anuais de 400mm até 800mm, com distribuição de chuvas concentradas em 3 ou 4 meses do ano. O período seco prolonga por 8 ou 9 meses do ano.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

Sua localização lhe coloca numa região de transição entre o bioma cerrado/caatinga, tendo uma diversidade biológica típica piauiense.

Muitas plantas são encontradas nesses dois biomas como ; carnaúba, buriti, juazeiro, pequi, jatobá...

Dentre as espécies da fauna encontramos; tatu, carcará (ave símbolo da cidade), onça pintada, gambá, sapo cururu...

Limites municipais[editar | editar código-fonte]

  • Norte: Cajazeiras do Piauí, Santa Rosa do Piauí, Barra d'Alcântara, Novo Oriente do Piauí e Tanque do Piauí.
  • Sul: São Francisco do Piauí, Colônia do Piauí e Wall Ferraz.
  • Leste: Ipiranga do Piauí, São João da Varjota e Santa Cruz do Piauí.
  • Oeste: Nazaré do Piauí.

Cidades irmãs[editar | editar código-fonte]

Oeiras é atualmente geminada com:

Economia[editar | editar código-fonte]

Comércio[editar | editar código-fonte]

O comércio representa a principal fonte de renda do município. Oeiras é o principal centro comercial do vale do Rio Canindé articulando uma região de mais de 100.000 pessoas que fazem o setor de comércio oeirense se dinamizar. A Área comercial da cidade esta localizada ao redor do Mercado Público Municipal sendo que este sofre uma expansão considerável na direção leste.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Oeiras é tida como uma das cidades mais religiosas do estado.[carece de fontes?] Destacam-se as festas da Padroeira Nossa Senhora da Vitória, em 15/08, de Nossa Senhora da Conceição, em 08/12 e a Semana Santa.

Igreja de N.S do Rosário.

Oeiras é um ponto de peregrinação de fiéis em diversas datas religiosas. A tradicional Semana Santa, maior festa religiosa da região, atrai pessoas de várias regiões do Piauí. A Procissão de Bom Jesus do Passos, a Procissão do Fogaréu e a Descida da Cruz são uns dos mais significativos eventos da Primeira Capital piauiense.

Educação[editar | editar código-fonte]

Oeiras conta com diversas redes de ensino privado e público.

Algumas das escolas públicas e privadas de Educação Básica:

U.E. Armando Burlamaqui

U.E. Prof. Balduíno B. de Deus - CAIC

Centro de Ensino Médio de Tempo Integral (CEMTI) - Pedro Sá

Centro de Ensino Médio de Tempo Integral(CEMTI)- Rocha Neto

U.E. Costa Alvarenga

U.E. Dr. José Coelho Reis

U.E. Orlando Carvalho

U.E. Nogueira Tapety

U.E. Farmacêutico João Carvalho

U.E. Jean Piaget - privada

U.E. Paulo Freire - privada

Instituto Barros de Ensino - IBENS - privada

Cooperativa Educacional Mista de Oeiras - CEMOPI - privada

Instituto Educacional Mahatma Gandhi - privada

Instituto Fontes de Ensino - privada

Escolas públicas e privadas de Ensino Técnico:

CEEP - Centro Estadual de Educação Profissional

Instituto Fontes de Ensino

Universidades públicas e privadas:

Universidade Estadual do Piauí - UESPI

Universidade Norte do Paraná - UNOPAR

Universidade Federal do Piauí - UFPI/UAB

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí - IFPI

Instituto Educacional Kairós

Comunicações[editar | editar código-fonte]

Estações de rádios[editar | editar código-fonte]

Consulte abaixo a listagem das rádios que são captadas em Oeiras:

Emissoras de TV[editar | editar código-fonte]

Consulte abaixo a listagem dos canais de televisão que são captadas em Oeiras:

Cultura[editar | editar código-fonte]

Oeiras é um importante polo cultural do Piauí, sua diversidade é extensa e importante para o estado. Foi tombada pelo IPHAN no ano de 2012 como patrimônio cultural nacional, se assim reconhecida sua importância cultural no cenário piauiense e brasileiro.

Espaços culturais[editar | editar código-fonte]

Espaço cultural Solar das Doze Janelas.
  • Casa da Cultura (Solar das Doze Janelas): Espaço cultural com biblioteca, espaço teatral, sala de informática, e exposições históricas.
  • Centro de artesanato Salomé Tapety: Espaço de exposição e venda de artesanato.
  • Museu de Arte Sacra: Principal museu da cidade.
  • Sobrado Major Selemérico: Edifício histórico com exposição de objetos históricos.
  • Casa da Pólvora: o primeiro museu do Piauí, onde eram guardadas armas que utilizavam pólvora.
  • Museu do Divino Espírito Santo: Exposição de objetos sacros com esculturas, objetos e quadros.
  • Cine Teatro de Oeiras: Cinema-teatro.
  • Centro Histórico de Oeiras(tombada pelo IPHAN)
  • Ponte Grande (primeira ponte de pedra do Piauí)[6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  6. iphan. Página visitada em 24 de julho de 2014.

</noinclude>

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Piauí é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.