Office de Radiodiffusion Télévision Française

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O Office de Radiodiffusion Télévision Française (ORTF), Ofício de Radiodifusão Televisão Francesa, foi a agência nacional responsável, entre 1964 e 1974, pelo fornecimento de serviço público de rádio e televisão na França.

Pós II Guerra Mundial[editar | editar código-fonte]

Um monopólio público sobre a radiodifusão na França tinha sido estabelecido com a formação da Radiodifusão Francesa (RDF), em 1945. A RDF foi renomeada Radiodiffusion-Télévision Française (RTF) em 1949 e substituída pela ORTF em 1964.

Desde o início, a emissora pública experimentou forte concorrência das "estações periféricas": Estações de língua francesa destinadas ao público francês, mas transmitindo em ondas longas de países vizinhos, como a Radio Monte Carlo (RMC) de Mônaco, Radio Luxembourg (mais tarde RTL) de Luxemburgo e Europe 1 da Alemanha (excepcionalmente, em 1974, RMC foi autorizada a criar um transmissor em território francês).

Mudanças na televisão francesa[editar | editar código-fonte]

Em 8 de agosto de 1974, a ORTF foi dividida em sete instituições:

Um novo consórcio[editar | editar código-fonte]

Após a dissolução da ORTF, TDF recuperou o status de radiodifusor francês na EBU, apesar do fato de que a TF1 tornou-se membro da união desde 1975. Em 1982, Antenne 2, FR3 e Rádio France tornaram-se membros da UER.

Em 1983, TF1, Antenne 2, FR3, Radio France e TDF se uniram para formar o Organisme français de radiodiffusion et de télévision (OFRT), Organização de Rádio e Televisão Francesa, cuja sigla é uma reminiscência do antigo difusor francês. Nove anos depois, em 1992, o OFRT se tornou o Groupement des radiodiffuseurs français de l’UER (GRF), Agrupamento dos radiodifusores franceses da UER.

O GRF é hoje composto por TF1, France Télévisions, Canal +, Radio France e Radio France Internationale (RFI).

Ver também[editar | editar código-fonte]