Vorbis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ogg Vorbis)
Ir para: navegação, pesquisa
Mergefrom 2.svg
O artigo ou secção Ogg deverá ser fundido aqui. (desde dezembro de 2011)
(por favor crie o espaço de discussão sobre essa fusão e justifique o motivo aqui; não é necessário criar o espaço em ambas as páginas, crie-o somente uma vez. Perceba que para casos antigos é provável que já haja uma discussão acontecendo na página de discussão de um dos artigos. Cheque ambas (1, 2) e não esqueça de levar toda a discussão quando levar o caso para a central.).
Vorbis
VLC ogg.png
Extensão do arquivo .ogg .oga
Desenvolvido por Xiph.Org
Tipo de formato Áudio digital compactado por meio de análise da psicoacústica
Página oficial http://www.vorbis.com/

Vorbis é uma tecnologia que por meio de um algoritmo grava música e voz consumindo pouco espaço virtual no meio de registro, como por exemplo um disco rígido. Por ter muitos predicados, a disseminação do Vorbis é cada vez mais vasta tanto no computador de mesa (desktop) quanto nas empresas, corporações, governos, instituições e entidades. É usado por profissionais para transmissões pela rede mundial de computadores e sistemas de comunicações terrestres. O Vorbis está em todo lugar, até mesmo em jogos eletrônicos. É administrado pela Xiph.Org Foundation. Todo o mecanismo envolvido na tecnologia Vorbis é gratuito, bem documentado, de código aberto e sem patentes.

História[editar | editar código-fonte]

O primeiro algoritmo desenvolvido pela fundação Xiph.Org como parte do projeto multimedia foi o Vorbis. Em setembro de 1998, a Fraunhofer emitiu a Carta de Infração para muitos comerciantes e programadores que haviam utilizado as especificações do MPEG-Layer 3 (MP3) para desenvolver arquivos binários.1 Percebeu-se então que a estratégia da associação Fraunhofer era popularizar o MPEG-Layer 3 por meio de uma gratuidade inicial para mais tarde cobrar valores. Depois desse dissentimento, Chris Montgomery2 dedicou-se ainda mais ao código do Vorbis. Deve-se notar que a plataforma virtual de arquivo, o Ogg, já existia antes de 1998.

Tecnologia[editar | editar código-fonte]

O Vorbis faz compactação com perda de qualidade, de modo a reduzir intensamente o espaço virtual necessário para reter os arquivos. Matematicamente, um áudio em Vorbis não é igual ao áudio de origem.3 4

Exemplos de algoritmos com perda de qualidade projetados para áudio digital:

  • MPEG-Layer 3, conhecido por meio da sigla MP3
  • Advanced Audio Coding, conhecido por meio da sigla AAC
  • Dolby Digital/AC-3 e variantes EX; Surround EX
  • Windows Media Audio, conhecido por meio da sigla WMA (que não utilize algoritmo Lossless)

Exemplos de algoritmos com perda de qualidade projetados para vídeo digital:

Qualidade[editar | editar código-fonte]

Devido a extrema eficiência do algoritmo e sua capacidade de adaptação, o mercado é permissível ao Vorbis. Exemplos de jogos eletrônicos que utilizam o Vorbis:5

  • Grand Theft Auto: Vice City
  • Grand Theft Auto: San Andreas
  • Duke Nukem: Manhattan Project
  • Doom 3
  • Quake 4
  • Unreal Tournament 2003
  • Unreal Tournament 2004
  • America’s Army
  • Awesomenauts
  • Halo
  • FarCry
  • 007: Nightfire
  • EA Games (Harry Potter and the Chamber of Secrets)6
  • Crystal Dynamics (Soul Reaver 2, Blood Omen 2)
  • Croteam (Serious Sam: The Second Encounter)
  • Pyrogon (Candy Cruncher)
  • PopCap Games (Alchemy)
  • Minecraft

Mozilla Firefox, Google Chrome e Opera Software[editar | editar código-fonte]

No dia 30 de junho de 2009, o Mozilla Firefox, por meio do Theora e do Vorbis, tornou-se o primeiro navegador capaz de exibir vídeos e executar áudio sem a necessidade de complementos. 7 8 9 O segundo navegador que atingiu a meta de suportar Vorbis e Theora foi o Google Chrome 3. 10 O terceiro foi o SeaMonkey 2.0. 11 O quarto é o navegador da empresa Opera Software ASA. O Opera 10.50 garante a compatibilidade com o Vorbis e o Theora por meio da camada de software Gstreamer. 12 13 14 Em maio de 2010 a empresa Google anunciou o grande projeto de tecnologia para transmissão e compactação de áudio e vídeo chamado de WebM.15 Este projeto, que incorpora o Vorbis, implicará maior aderência de vídeo e áudio de altíssima qualidade à rede mundial de computadores.16 17 18

Compatibilidade[editar | editar código-fonte]

O Vorbis, é potencialmente compatível com qualquer sistema, desde que haja interesse de programadores e engenheiros. Fique consciente dos programas compatíveis já existentes para os seguintes sistemas.19

Google Chrome OS[editar | editar código-fonte]

O Google Chrome OS é capaz de tocar arquivos Ogg. 20

Google Android[editar | editar código-fonte]

A plataforma para telefone móvel, Google Android, suporta Vorbis. 21 22

Sistemas baseados no núcleo Linux[editar | editar código-fonte]

Navegadores (em Inglês: browser): Estes listados aqui abaixo permitem ouvir áudio de forma integrada na Internet. Rádio, podcast, música, vídeo com som, entre outros.

Programas de propósito geral (trabalho geral com o Vorbis): escutar; ouvir; tocar; abrir; converter; copiar; gravar; editar; criar; gerar, alterar.

Microsoft Windows[editar | editar código-fonte]

Navegadores (em Inglês: browser): Estes listados aqui abaixo permitem ouvir áudio de forma integrada na Internet. Rádio, podcast, música, vídeo com som, entre outros.

Programas de propósito geral (trabalho geral com o Vorbis): escutar; ouvir; tocar; abrir; converter; copiar; gravar; editar; criar; gerar, alterar.

Mac OS X[editar | editar código-fonte]

Navegadores (em Inglês: browser): Estes listados aqui abaixo permitem ouvir áudio de forma integrada na Internet. Rádio, podcast, música, vídeo com som, entre outros.

  • Mozilla Firefox 3.5 e versões mais recentes
  • SeaMonkey 2.0 e versões mais recentes
  • Opera 10.52 e versões mais recentes
  • SRWare Iron

Programas de propósito geral (trabalho geral com o Vorbis): escutar; ouvir; tocar; abrir; converter; copiar; gravar; editar; criar; gerar, alterar.

Ogg[editar | editar código-fonte]

O Ogg é uma plataforma virtual de arquivo para conteúdo multimedia.25 Pode guardar áudio, vídeo e legendas por meio de todos os algoritmos administrados pela Xiph.Org Foundation. A informação sobre o conteúdo sonoro e visual, como nome do artista e intérprete, é gravada por meio da especificação Vorbis Comment.

Confusão[editar | editar código-fonte]

Por conseqüencia da falta de informação, muitas pessoas não discriminam o Ogg do Vorbis, freqüentemente chamando todo o projeto de Ogg Vorbis. Outro erro é associar algoritmos com perdas aos algoritmos sem perdas. O FLAC é um algoritmo fiel ao som de origem. Não deve ser confundido com Vorbis ou com o MPEG-Layer 3 (MP3). Mesmo que o FLAC ofereça compactação, ainda assim não ocorre perda de qualidade do sinal. O FLAC foi elaborado para que o produto compactado tenha apenas uma relação íntima de matemática com a onda virtual inicial. Deve-se observar que a compactação oferecida por algoritmos sem análises de psicoacústica, como o FLAC, é menor. Ou seja, para uma mesmo som de origem, o arquivo resultante é maior com relação, por exemplo, ao Vorbis ou MPEG-Layer 3 (MP3).26

Licença[editar | editar código-fonte]

A especificação do Ogg e do Vorbis são de domínio público. 27 Os utilitários desenvolvidos pela Xiph.Org são distribuídos por meio de uma variante da licença BSD. 28 Os programadores são livres para criar suas próprias implementações. Não há patentes. Dessa forma não existe cobrança monetária por conta da distribuição ou venda de conteúdo em Vorbis. 29

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Informações na lingüa inglesa: http://www.xiph.org/about/
  2. Informações de contato: http://www.xiph.org/contact/
  3. Fonte: http://www.vorbis.com/faq/
  4. Aqui têm informação: http://www.hydrogenaudio.org/forums/index.php?showforum=8
  5. Lista de jogos eletrônicos que têm a tecnologia Vorbis: http://wiki.xiph.org/Games_that_use_Vorbis
  6. Página do jogo: http://www.eagames.co.uk/game/harry-potter-and-the-chamber-of-secrets/
  7. Novas funções do Mozilla Firefox 3.5: http://blog.mozilla.com/blog/2009/06/30/firefox-35-available-now/
  8. Fonte: http://br.mozdev.org/drupal/2008/07/firefox-3.1-trara-os-codecs-theora-e-vorbis
  9. Os vídeos em Theora acompanham áudio em Vorbis: http://en.flossmanuals.net/TheoraCookbook/HTML5
  10. Página oficial do Google. Sobre o Google Chrome 3, página na lingüa inglesa: http://googleblog.blogspot.com/2009/09/google-chrome-after-year-sporting-new.html
  11. Notícias do SeaMonkey. Página na lingüa inglesa: http://www.seamonkey-project.org/news
  12. Código-fonte do Gstreamer modificado ao modo da empresa Opera pelo seus respectivos empregados. Página sob o domínio da empresa Opera. Página em Inglês. http://sourcecode.opera.com/gstreamer/
  13. Rede dos programadores da empresa Opera. Detalhes sobre o modo do vídeo do HTML 5. Página em Inglês: http://my.opera.com/core/blog/2009/12/31/re-introducing-video
  14. Anúncio do produto Opera 10.50: http://my.opera.com/desktopteam/blog/2010/03/02/windows-10-50-is-released
  15. Verifique na seguinte página em Inglês: http://www.webmproject.org/
  16. Noticiado na INFO Online, Editora Abril S.A: http://info.abril.com.br/noticias/tecnologia-pessoal/google-lanca-formato-webm-de-video-aberto-19052010-27.shl
  17. Noticiado na Ars Technica, Nast Digital. Texto em Inglês: http://arstechnica.com/web/news/2010/05/google-opens-vp8-codec-aims-to-nuke-h264-with-webm.ars
  18. Noticiado na Ars Technica, Nast Digital. Texto em Inglês: http://arstechnica.com/web/news/2010/05/google-pounds-the-open-standards-drum-during-io-keynote.ars
  19. Lista de programas de terceiros: http://www.vorbis.com/software//
  20. Página na lingüa inglesa a dizer sobre o Google Chrome OS: http://googleblog.blogspot.com/2009/07/introducing-google-chrome-os.html
  21. Verifique aqui: http://code.google.com/p/android/issues/detail?id=2390
  22. Página do Google Android: http://code.google.com/intl/pt-BR/android/
  23. Página das perguntas freqüentes sobre o Songbird. Página no idioma Inglês: http://getsatisfaction.com/songbird/topics/what_digital_music_formats_will_songbird_play
  24. Consta no respectivo manual do produto. Página parcialmente em Português do Brasil. O manual está disponível em vários idiomas: http://www.nero.com/ptb/support-nero9-manuals.html?language=eng
  25. Mais detalhes aqui: http://wiki.xiph.org/Ogg
  26. Perguntas freqüentes relacionadas ao FLAC. Página em Inglês: http://flac.sourceforge.net/faq.html
  27. Página do Vorbis. Informações em Inglês sobre a licença: http://www.vorbis.com/faq/#flic
  28. A seguir o endereço da licença escrita na lingüa inglesa: http://www.xiph.org/licenses/bsd/
  29. Informações na lingüa portuguesa do Brasil: http://www.infowester.com/oggvorbis.php

Ligações externas[editar | editar código-fonte]