Olimpíada Brasileira de Física

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Logo Oficial da Olimpíada Brasileira de Física.

A Olimpíada Brasileira de Física (OBF) é um programa permanente da Sociedade Brasileira de Física (SBF) destinado a todos os estudantes do ensino médio (antigo 2º grau) e da última série do ensino fundamental. Este programa teve início em 1999.

Objetivos[editar | editar código-fonte]

Por meio da OBF a Sociedade Brasileira de Física (SBF) em colaboração com os vários Institutos e Departamentos de Física de Universidades Estaduais, Federais e CEFETs elaborou um projeto que, a exemplo de quase uma centena de países, visa usar as competições intelectuais como veículos capazes de despertar e estimular o interesse pela Física, melhorar seu ensino, incentivar os estudantes a seguirem carreiras científico-tecnológicas e prepará-los para as Olimpíadas Internacionais de Física (OIF) como forma de comparar, no nível do ensino médio, nosso ensino com o de outros países.

O projeto OBF que recebe o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) tem entre suas ações:

A manutenção de coordenações estaduais que com a Comissão da Olimpíada Brasileira de Física (COBF) coordenam e organizam a OBF em nível nacional. Esses coordenadores juntamente com a COBF e seus ex-presidentes constituem o Conselho da OBF;

  • O estabelecimento de uma Secretaria localizado na sede da SBF, em São Paulo, para centralizar os trabalhos de divulgação e coordenação das atividades olímpicas e para apoiar os Coordenadores Estaduais;
  • Estabelecimento de um canal de comunicação constante com os estudantes, professores e escolas através da revista A Física na Escola, do portal da Internet e de cartazes e folhetos que são enviados a todas as escolas e professores cadastrados.

Provas[editar | editar código-fonte]

A OBF é realizada em três fases

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

A primeira fase é realizada em todas escolas participantes e é obrigatória. Caso menos de três alunos de uma série de uma escola tenham obtido a nota mínima para a segunda fase, o sistema completará automaticamente esse número indicando aqueles com nota mais alta dentre os alunos que não passaram.

A prova da primeira fase é constituída de questões de múltipla escolha, os alunos da 9° ano do ensino fundamental e 1° ano do ensino médio farão a mesma prova e os alunos do 2° e 3° anos do ensino médio farão a mesma prova. Todos os alunos deverão escolher 20 das 30 questões disponíveis, com algumas restrições para os alunos do 1° e 3° ano. A correção da primeira fase é feita pela própria escola, cabendo ao professor credenciado passar as notas para a coordenação estadual.

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

A segunda fase é realizada nas sedes designadas pela coordenação estadual e dela participam todos os alunos que tenham obtido a nota mínima na primeira fase da olimpíada.

A prova da segunda fase é parciamente dissertativa. Mesma prova para alunos do 9°ano EF e 1° ano EM e outra para alunos do 3° e 2° ano, devido às diferença de grades curriculares, deverão escolher oito dentre as 16 questões apresentadas, havendo questões exclusivas para alunos do 9° e 2° anos.

A segunda fase é usada em diversos estados para a premiação estadual de seus estudantes.

Terceira fase[editar | editar código-fonte]

A terceira fase é realizada nas sedes designadas pela organização da OBF e dela participam todos os alunos que tenham obtido a nota mínima estipulada para a segunda fase da olimpíada.

A terceira fase é composta de uma prova experimental e uma teórica para os alunos da 9° ano e 1° e 2° ano do EM e somente de uma teórica para os alunos do 3° ano do EM.

Os participantes do 9º ano do ensino fundamental e da 3ª série do ensino médio terão 8 (oito) questões para serem resolvidas. Os estudantes da 1ª série e da 2ª série do ensino médio, terão 16 (dezesseis) questões das quais o participante escolherá 8 (oito) para resolver, de acordo com as instruções específicas no caderno de resposta.

São as notas da terceira fase que contam para a premiação nacional e também para selecionar os alunos que irão para as seletivas para as OIFs (IPhO e OIbF).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]