Olimpíada de Língua Portuguesa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Olimpíada de Língua Portuguesa - Escrevendo o Futuro é uma iniciativa do governo federal brasileiro que busca a melhoria da qualidade do ensino e da aprendizagem de escrita e leitura dos alunos da rede pública. Ela é fruto de uma parceria entre o Ministério da Educação, a Fundação Itaú Social e o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). Também objetiva promover e incentivar o uso de novas metodologias pelos professores e gestores de educação [1] .

Periodicidade[editar | editar código-fonte]

A olimpíada ocorre em duas etapas: formação de professores e concurso. Nos anos pares, são realizadas as ações de formação e oficinas com os professores e os alunos, o concurso e a premiação. Nos anos ímpares, as atividades complementares de formação presencial e a distância, análise e publicação dos textos semifinalistas e das práticas dos professores. A primeira edição foi realizada em 2008 e 2009.

Quem participa[editar | editar código-fonte]

Escolas com os alunos do:

Como funciona[editar | editar código-fonte]

Para que as escolas participem, é necessária adesão prévia da rede de ensino estadual ou municipal. Após essa etapa, abrem-se as inscrições para as escolas. É obrigatória a participação de, no mínimo, um professor por escola. A fase seguinte contempla o recebimento dos materiais de apoio específico − caderno do professor, com sequência didática que oriente passo a passo o trabalho com cada gênero de texto a ser produzido (poesia, memórias e artigo de opinião), e oficinas com os estudantes. Ao final da formação, iniciam-se as atividades do concurso, com etapas municipal, regional e nacional. Nos anos ímpares, desenvolvem-se as atividades complementares de formação presencial e a distância com os professores[1] .

Premiação[editar | editar código-fonte]

Os 500 alunos e professores semifinalistas são premiados com medalhas de bronze e coleção de livros. Aos 150 finalistas são entregues medalhas de prata e aparelhos de som portáteis. Os 15 vencedores na etapa nacional recebem medalhas de ouro, além de computadores e impressoras. As escolas nas quais estudam os 15 selecionados são contempladas com laboratórios de informática, compostos por dez microcomputadores e uma impressora, além de livros para a biblioteca. Os municípios de origem dos vencedores recebem selo concedido pelo Ministério da Educação.

Referências

  1. a b redir. Visitado em 2 de Abril de 2010.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Literatura

Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas

Olimpíada Brasileira de Física

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre educação ou sobre um educador é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.