Bassaricyon neblina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Olinguito)
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaBassaricyon neblina
Olinguito
Olinguito

Olinguito
Estado de conservação
Não avaliada
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Família: Procyonidae
Género: Bassaricyon
Espécie: B. neblina
Nome binomial
Bassaricyon neblina
Helgen, 2013
Distribuição geográfica
ZooKeys-distribution of B. neblina.jpg

Olinguito (Bassaricyon neblina) é um mamífero do gênero Bassaricyon. Faz parte da família Procyonidae, que também incluem os guaxinins e quatis.

Descoberta[editar | editar código-fonte]

Sua descoberta foi revelada em 15 de agosto de 2013 por Kristofer Helgen, curador do setor de mamíferos do Museu Nacional de História Natural do Instituto Smithsoniano. Helgen descobriu amostras das espécies guardadas em um museu de Chicago e, utilizando testes de DNA, conseguiu a confirmação da nova espécie.[1] Trata-se da primeira descoberta de uma nova espécie da ordem Carnivora na América em 35 anos.[2]

Os cientistas acreditam que um olinguito foi exibido em vários zoológicos dos EUA entre 1967 e 1976. Seus tratadores o confundiram com um olingo e não conseguiam entender por que ele não se reproduzia. Ele foi enviado para vários zoológicos, mas morreu sem ser devidamente identificado.[3]

Características[editar | editar código-fonte]

É uma espécie com hábitos noturnos e vive nas árvores. Os olinguitos são muito semelhantes aos olingos, mas são menores, têm caudas e orelhas menores, um focinho mais redondo e pelo castanho mais escuro e abundante.[4] Ele possui, em média, 35 centímetros de comprimento e 900 gramas.[2]

Habitat e comportamento[editar | editar código-fonte]

O animal pode ser encontrado nas florestas nubladas da Colômbia e do Equador.[3] Embora ocasionalmente coma insetos, eles em grande parte se alimentam de frutos de árvores.[2] Habilidoso em saltar e escalar, os animais raramente descem das árvores, e dão à luz um bebê de cada vez.[2]

Conservação[editar | editar código-fonte]

Crê-se que existam milhares de exemplares desta espécie.[4] Uma análise dos habitats apropriados sugere que cerca de 42% do alcance potencial do animal já foi desmatado, embora a espécie não esteja em risco iminente de ficar ameaçado.[2]

Referências

  1. O Globo. Nova espécie de carnívoro descoberto na América do Sul. Visitado em 15 de agosto de 2013.
  2. a b c d e Stromberg, Joseph (15 de agosto de 2013). For the First Time in 35 Years, A New Carnivorous Mammal Species is Discovered in the American Continents Smithsonian Magazine. Visitado em 15 de agosto de 2013.
  3. a b O'Brien, Jane (15 de agosto de 2013). Olinguito: 'Overlooked' mammal carnivore is major discovery BBC News. Visitado em 15 de agosto de 2013.
  4. a b RTP. Descoberta nova espécie de mamífero, o Olinguito

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bassaricyon neblina