Oliver Lodge

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Física.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição.

Oliver Lodge
Física
Vanity Fair cartoon
Nacionalidade Reino Unido Britânico
Nascimento 12 de junho de 1851
Local Penkhull
Morte 22 de agosto de 1940 (89 anos)
Atividade
Campo(s) Física
Prêmio(s) Medalha Rumford (1898), Medalha Faraday (1932)

Sir Oliver Joseph Lodge (Penkhull, 12 de junho de 185122 de agosto de 1940) foi um físico e escritor inglês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi um dos pioneiros da telegrafia sem fio e do rádio.[1] [2] Em suas palestras na Royal Institution ("O Trabalho de Hertz e alguns de seus sucessores") cunhou o termo "coesor" e obteve a patente de "sintonização" do Escritório de Patentes dos Estados Unidos.

Educado na Adams' Grammar School, Oliver Lodge obteve o grau de bacharel em Ciências pela Universidade de Londres em 1875. Foi designado professor de Física e Matemática do University College, em Liverpool, em 1881, vindo a receber o grau de Doutor em Ciências em 1887.

Em 1900 mudou-se de Liverpool retornando às Midlands, tornando-se o primeiro reitor da nova Universidade de Birmingham, lá permanecendo até à sua aposentadoria em 1919, supervisionando o início da mudança da Edmund Street no centro da cidade para o atual campus em Edgbaston. Oliver Lodge recebeu a Medalha Rumford da Royal Society em 1898 e foi nomeado cavaleiro pelo Rei Eduardo VII em 1902.

Obra[editar | editar código-fonte]

Oliver Lodge foi mais notável pelo seu trabalho relacionado a telegrafia sem fio, rádio, relâmpagos, vida após a morte e o éter, que tinha sido postulado como o meio que preenchia todo o espaço e por onde as ondas se transmitiam. Ele transmitiu sinais de rádio em 14 de agosto de 1894 em um encontro da Associação Britânica para o Avanço da Ciência na Universidade de Oxford,[3] um ano antes de Guglielmo Marconi, mas um ano após Nikola Tesla.

Melhorou o detetor coesor de ondas de rádio de Edouard Branly, acrescentando a ele um "vibrador" que deslocava a limalha acumulada, restaurando assim a sensibilidade do aparelho.

Fez outras pesquisas científicas sobre os relâmpagos, a fonte da força eletromotiva na célula voltaica, a eletrólise e a aplicação da eletricidade para dispersar neblina e fumaça. Também deu uma contribuição significativa aos motores quando inventou a vela de ignição para o motor de combustão interna. Mais tarde, dois de seus filhos desenvolveram suas idéias e fundaram a Lodge Plug Company.

O cientista também foi um grande defensor da existência da vida após a morte e é lembrado pelos seus estudos sobre o tema. Iniciou-os estudando fenômenos físicos (principalmente a telepatia) no final da década de 1880. Entre 1901 e 1903, serviu como presidente da Society for Psychical Research, importante organização de pesquisa parapsicológica. Após a morte de seu filho, Raymond, em 1915, na Primeira Guerra Mundial, Oliver Lodge visitou vários médiuns e escreveu sobre a experiência em diversos livros, incluindo "Raymond, or Life and Death" (1916), que se tornou um best-seller à época[4] . Ao todo, escreveu mais de quarenta livros sobre a vida após a morte, o éter, relatividade e a teoria eletromagnética.

Oliver Lodge teve doze filhos, seis meninos e seis meninas. Quatro de seus filhos iniciaram negócios com base em suas invenções. Seus filhos Brodie e Alex criaram a Lodge Plug Company, que produziu velas de ignição para carros e aviões. Lionel e Noel criaram uma empresa que produzia uma máquina para limpar a fumaça das fábricas. Além de inventar a vela de ignição e o telégrafo sem fio, Oliver Lodge também inventou o alto-falante, o tubo de vácuo (válvula electrónica) e o sintonizador variável.

Os escritos de Oliver Lodge foram divididos após a sua morte. Alguns foram depositados nas universidades de Birmingham e Liverpool e outros no Instituto de Pesquisas Psíquicas da Universidade de Londres, a maior parte de sua correspondência científica indo parar no University College em Londres.

Publicações selecionadas[editar | editar código-fonte]

  • Lodge, Oliver Joseph, "The Work of Hertz and Some of His Successors" (O Trabalho de Hertz e Alguns de Seus Sucessores), 1894.
  • Lodge, Oliver Joseph, "Electric Theory of Matter" (Teoria Eletrônica da Matéria), Harper Magazine, 1904.
  • Lodge, Oliver Joseph, "The Ether of Space" (O Éter do Espaço), 1910. ISBN 1-4021-8302-X (brochura), ISBN 1-4021-1766-3 (capa dura)
  • Lodge, Oliver Joseph, "Ether and Reality" (Éter e Realidade), 1925. ISBN 0-7661-7865-X
  • Lodge, Oliver Joseph, "Ether" (Éter), Encyclopædia Britannica ("Enciclopédia Britânica"), Décima Terceira Edição (1926).
  • Lodge, Oliver Joseph, "Past Years: An Autobiography" (Anos Passados: Uma Autobiografia). Charles Scribner's Sons, 1932.
  • Lodge, Oliver Joseph, e Paul Tice, "Reason and Belief" (Razão e Crença). Book Tree, February 2000. ISBN 1-58509-226-6

Referências

  1. Lodge, (1898). Improvements in Syntonized Telegraphy without Line Wires. British Patent Office.
  2. Bragg, Melvyn (2013 07 05). The Invention of Radio. BBC.
  3. Lodge, Oliver J (1932). Esta primeira demonstração de transmissão ocorreu dois anos antes da primeira transmisssão de Marconi, em 1896. Em 1995 a Royal Society reconheceu esse feito científico em uma cerimônia especial na Universidade de Oxford. "Past Years: An Autobiography". New York: Charles Scribner's Sons, p231.
  4. Goff, Hannah (30 08 2005). Science and the Seance. BBC.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Wilhelm Conrad Röntgen e Philipp Eduard Anton von Lenard
Medalha Rumford
1898
Sucedido por
Antoine Henri Becquerel