Onúris

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Onúris era retratado usando um cocar de duas ou quatro penas.[1]

Na mitologia egípcia, Onúris (também escrito Anhur, Onouris, An-Her, Anhuret, Han-Her, Inhert) era originalmente um deus da guerra, que era adorado na região egípcia de Abydos, e particularmente em Thinis. Os mitos dizem que trouxe sua esposa, Menhit, que era sua contraparte feminina, a partir da Núbia, e seu nome reflete isso - significando "Aquele que nos guia de volta a alguém distante."[2]

Um de seus títulos era "Assassino de Inimigos". Onúris foi retratado como um homem barbudo vestindo uma túnica e um cocar com quatro penas e segurando uma lança, ou, ocasionalmente, como um deus com cabeça de leão (que representava força e poder). Em algumas representações, o manto era mais semelhante a um kilt.[3]

Devido a sua posição como um deus da guerra, ele era o patrono do antigo exército egípcio, e a personificação de guerreiros reais. Em festivais em sua homenagem, simulações de batalhas eram encenadas. Durante a era romana, o imperador Tibério foi retratado nas paredes dos templos egípcios vestindo a coroa de quatro plumas distintivos de Onúris. [carece de fontes?]

Referências

  1. Wilkinson, Richard H. (2003). The Complete Gods and Goddesses of Ancient Egypt. Thames & Hudson. p. 118
  2. The Way to Eternity: Egyptian Myth, F. Fleming & A. Lothian, p. 56
  3. Turner and Coulter, Dictionary of ancient deities, 2001

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Onúris