Onde Tem Bruxa Tem Fada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Onde Tem Bruxa Tem Fada[nota 1] é um conto infantil de Bartolomeu Campos Queirós, publicado, em primeira edição, em 1979[1] , pela Editora Moderna.

Resumo[editar | editar código-fonte]

Conta a história de uma fada que veio ao mundo tentar entender e contornar as dificuldades enfrentadas pelas crianças, acabando presa e, se tornando, novamente, uma "idéia".

Prêmio[editar | editar código-fonte]

O livro ganhou o prêmio O Melhor para a Criança, em 1979, pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil[2] .

Interpretações[editar | editar código-fonte]

  • "Esta é uma história de fadas, mas uma história diferente. Numa linguagem poética, o autor conta a história de uma fada que volta para o mundo de hoje ­ que não tem mais lugar para as fadas. Os mágicos ­ ou bruxos e bruxas ­ fazem parte da alegoria que, sutilmente, critica aqueles que não sabem sonhar, que trocam a fantasia e os desejos puros por necessidades fomentadas artificialmente, que só concebem um mundo registrado, carimbado, controlado. As próprias crianças, acostumadas a isso, nem sabem mais identificar seus desejos. Embora seja uma crítica perspicaz ao mundo moderno, o texto felizmente nos mostra um contraponto e uma luz de verdadeira esperança - o fato de que nos sonhos ­ ou seja, intimamente ­, as crianças sabem que a fantasia é possível e necessária, que o encantamento é mais Importante do que a magia. Além de propiciar um belo trabalho com a linguagem, o livro abre portas para discussões fundamentais para aquele que será o adulto de amanhã."[3] .
  • "Para onde vai o mundo sem imaginação nem fantasia? Imagine a decepção de Maria do Céu, uma fada que vem á terra e descobre que o consumismo tomou conta de todos e que não há mais lugar para o sonho e a fantasia! Uma fábula cheia de fascínio, que nos leva a refletir sobre as convenções impostas pelo progresso. Seria o sacrifício do amor e da liberdade em troca do conforto material?"[4]
  • "Partiu-se do pressuposto de que a poesia tem o poder de transformar tanto a criança quanto o adulto, pois ela se faz presente no desenvolvimento do ser humano desde a mais tenra idade."[5] .

Notas

  1. ISBN: 8516031640 / 9788516031640

Referências

  1. Quintaldavo, 2011, em [1]
  2. Enciclopédia Itaú Cultural de Literatura Brasileira, 2011, em [2]
  3. O Livreiro, 2011, em [3]
  4. Skoob, 2011, em [4]
  5. Dutra, Leidenaide Sales, 2011, em [5]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]