Onmyo-za

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Onmyo-za
Informação geral
Origem Osaka
País  Japão
Gênero(s) Heavy Metal
Power metal
Folk metal
Enka metal (Japão)
Período em atividade 1999 - presente
Página oficial www.onmyo-za.net
Integrantes Matatabi
Kuroneko
Karukan
Maneki
Tora

Onmyo-za (陰陽座?) (também conhecida como Onmyouza ou Onmyoza, significa "junção de yin e yang") é uma banda japonesa do estilo Enka metal que formou-se em 1999, com o lançamento do álbum "Kikoku-Tensho". Eles tocam um heavy metal ortodoxo (comparável a Iron Maiden ou Judas Priest) e ritmos típicos da cultura japonesa e conta sempre com a presença das lendas e dos personagens do folclore japonês. Em seus shows eles fazem diversas performances teatrais com quimonos onde ocorre a grande influência da música Enka.

Membros[editar | editar código-fonte]

Matatabi - Baixo e Vocal

Kuroneko - Vocal

Maneki - Guitarra

Karukan - Guitarra

Tora - Bateria

Nomes artísticos[editar | editar código-fonte]

Todos os nomes artísticos dos membros da banda têm duplo sentido, o que causa um certo senso de humor.

Kuroneko(黒猫) significa, literalmente, gato(a) preto(a) representando a sua personalidade. Matatabi(瞬火) pode ser tanto quanto "Fogo Relampejante" quanto a "Silvervine", planta que atrai gatos. Maneki(招鬼) significa "invocando um Oni", mas pode ser também o "maneki neko", estatueta de barro em formato de gato que atrai sorte. Karukan(狩姦) não tem uma tradução direta, embora Karu(狩) signifique "atacando" ou "caçando" e Kan(姦) signifique "adultério". Mas geralmente os japoneses associam essa palavra a comida de gato. Tora(斗羅) simplesmente significa "tigre" o que também sugere que ele é torcedor de um time japonês que leva o mesmo nome.

Generalizando, todos os nomes artísticos são relacionados ao gato. E também sugerem que os 4 homens estão seguindo a "Kuroneko" ou, seja a "gata negra".

História[editar | editar código-fonte]

Em 1999 depois de fundada, a banda faz turnê duas vezes ao ano, um na primavera e outro no verão. Suas performances são energéticas, monstruosas e sem dúvida, inigualáveis.

Os trajes do Onmyouza podem parecer desproporcionais de início mas na verdade são pontos culminantes com a música, para expressar o objetivo da banda: a dualidade. Os trajes são típicos do período Heian (de muitos e muitos anos atrás).

Em dezembro de 1999, Onmyouza lança o seu primeiro álbum Kikoku-Tensho como banda indie.

No ano seguinte, saem o primeiro single "Oka no Kotowari" e o segundo álbum, "Hyakki-Ryoran".

Em 2001, eles deixam sua independência, assinando um contrato com a King Records, lançando mais um single e álbum: "Tsuki ni Murakumo Hana ni Kaze" e " Kojin-Rasetsu", respectivamente.

O primeiro mini-álbum da banda, Fuin-Kairan é lançado em 2002.

Mais tarde, em 2002, Onmyouza sai em turnê nacional e lança mais um single no final do ano.

O ano de 2003 chega e termina com mais lançamentos. 1 álbum, 2 singles e 2 especiais ao vivo: o CD "Sekinetsu-Enbu" e o DVD "Hakko-Ranbu".

Eles iniciam o ano de 2004 com o relançamento dos seus dois primeiros álbuns, remasterizados.

Onmyouza é conhecida por usar o japonês arcaico. Eles apresentam muitas obras de composição lírica, poética e admirável como a canção Kumikyoku "Kurotsuka" - Adachigahara. Aliás, essa é uma criação notória da banda pois volta à tradicional música japonesa (Enka) porém, misturando o Heavy Metal. Sem mencionar também, o potencial da voz de Kuroneko para o Enka (algo extremamente dificil de se encontrar nos dias atuais).

O ano de 2004 é então encerrado com uma suíte "Kumikyoku Yoshitsune" que significa: "Suite Yoshitsune", em homenagem ao Minamoto No Yoshitsune, personagem histórico famoso por ajudar o seu irmão, e acabar sendo morto por ele.

O primeiro da suíte, "Akki-Hogan" foi lançado em Setembro. Os outros dois foram vendidos em Outubro e Novembro. São eles: "Muma-Enjo" e "Raise-Kaiko".

Nos meses de Setembro à Dezembro, Onmyouza investiu em uma longa turnê pelo país.

Temas da banda[editar | editar código-fonte]

Suas músicas mostram principalmente as lendas da cultura japonesa, como o "Oni" e o "Youkai", mas algumas delas têm como tema fatos concretos.

Como exemplo, a banda já compôs 11 músicas "Ninpocho", como Koga Ninpocho, Yoka Ninpocho e Onikiri Ninpocho. "Ninpocho" significa, literalmente, "contos da magia ninja", e essas músicas são um tributo ao autor japonês Futaro Yamada e as suas séries "Ninpocho".

Koga Ninpocho, a última dessas músicas, foi escrita especialmente para o anime Basilisk, cuja história principal é baseada na obra "Koga Ninpocho" original de Yamada.

A banda recebeu outras influências também, como de Osamu Tezuka e Kyogoku Natsuhiko.

A trilogia "Kumikyoku Yoshitsune" dó álbum "Garyo-Tensei" (Akki-Hogan, Muma-Enjo e Raise-Kaiko) é baseada na lenda do antigo herói japonês Minamoto no Yoshitsune.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

1999 - Kikoku-Tensho

2000 - Hyakki-Ryoran

2002 - Kojin-Rasetsu

2002 - Fuin-Kairan

2003 - Hoyoku-Rindo

2003 - Sekinetsu-Enbu

2004 - Mugen-Hoyo

2005 - Garyo-Tensei

2006 - Inyo-Shugyoku

2006 - Onmyo-Live

2007 - Mao-Taiten

2008 - Chimimoryo

2009 - Kongokyubi

2011 - Kishi Bojin

Singles[editar | editar código-fonte]

2000 - Oka no Kotowari

2001 - Tsuki ni Murakumo Hana ni Kaze

2002 - Yoka Ninpocho

2003 - Hoyoku-Tensho

2003 - Mezame

2004 - Nemuri

2004 - Kumikyoku "Yoshitsune" - Akki-Hogan

2004 - Kumikyoku "Yoshitsune" - Muma-Enjo

2004 - Kumikyoku "Yoshitsune" - Raise-Kaiko

2005 - Koga Ninpocho

2007 - Kokui no Tennyo

2008 - Kureha

2009 - Soukoku/Doukoku

2009 - Aoki Dokugan

2011 - Konpeki no Sojin

DVDs[editar | editar código-fonte]

2002 - Hyakki Korinden

2003 - Hakko-Ranbu

2005 - Wagashikabane wo Koeteyuke

2005 - Yugen-Reibu

2006 - Syugyoku-Enbu

2010 - Ryu-Ou Rinbu

2010 - Shikigame Live

Videos[editar | editar código-fonte]

2004 - Hiakki Korinden

Livros[editar | editar código-fonte]

2003 - Inyokonpu

2004 - Kikoku-Tensho

2004 - Mugen-Hoyo

2005 - Garyo-Tensei

2006 - Hyaku no Oni ga Ousyuu wo Yuku

2007 - Mao-Soushi

2008 - Onmyo-Za/Shugyoku-Konpu

2010 - Kongokyubi

Coletâneas[editar | editar código-fonte]

2010 - Onmyo-Taizen

Ligações externas[editar | editar código-fonte]