Open Software Foundation

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Open Software Foundation (OSF) foi uma organização fundada em 1988 para criar um padrão aberto para a implementação de um sistema operacional Unix.[1]

Apesar da similaridade no nome e do fato das duas organizações estarem baseadas em Cambridge (Massachusetts), não existe qualquer conexão entre a OSF e a Free Software Foundation.

História[editar | editar código-fonte]

A organização foi proposta inicialmente por Armando Stettner, um funcionário da Digital Equipment Corporation (DEC), em um encontro restrito para convidados propiciado pela DEC e por outros fornecedores de sistemas Unix (chamados de grupo Hamilton). A organização seria responsável pelo desenvolvimento conjunto do Unix e também, em grande parte, daria uma resposta à ameaça da iniciativa merged Unix da AT&T e Sun Microsystems. Os membros originais da fundação eram a Apollo Computers, Groupe Bull, Digital Equipment Corporation, Hewlett-Packard, IBM, Nixdorf Computer e Siemens AG. Estas empresas eram chamadas por vezes de "Gang of Seven". Posteriormente as empresas Philips e Hitachi se juntaram ao grupo.

A fundação da organização foi amplamente vista como uma resposta à colaboração entre a AT&T e Sun Microsystems para o desenvolvimento do UNIX System V versão 4 e ao temor de que outros fornecedores fossem excluídos do processo de padronização. Esta impressão levou ao presidente da Sun de então, Scott McNealy, a dizer que a sigla OSF significava "Oppose Sun Forever".

Por volta de 1993, começou a ficar claro que a grande ameaça aos fornecedores de sistemas Unix não era a competição entre eles, mas a presença da Microsoft na computação corporativa. Em maio, a iniciativa COSE foi anunciada pelos maiores empresas do mundo Unix: Hewlett-Packard, IBM, Sun, Unix System Laboratories e a Santa Cruz Operation. Dentre os membros deste grupo havia integrantes da OSF e da Unix International (UI). Como parte do acordo, a Sun tornou-se um membro da OSF e submeteu o Motif para o consórcio X/Open para certificação e gerenciamento da marca.

Em março de 1994, a OSF e a UI se fundiram em uma nova organização, que mantinha o nome OSF e incorporava o modelo de desenvolvimento da iniciativa COSE dentro do processo PST (Pre-Structured Technology).[2] Ela também assumiu a responsabilidade pelos trabalhos futuros relacionados com o Common Desktop Environment (CDE), uma iniciativa COSE. Em setembro de 1995, a fusão da OSF/Motifi e CDE em um projeto único, CDE/Motif, foi anunciado.[3]

Em fevereiro de 1996 a nova OSF se fundiu com o X/Open para criar a organização The Open Group.

Padrões e tecnologias[editar | editar código-fonte]

A implementação do padrão Unix da OSF ficou conhecida como OSF/1 e foi liberada pela primeira vez em 1992.[4] A OSF/1 não obteve sucesso e o seu desenvolvimento foi paralisado pela OSF em 1994. O único fornecedor que a utilizou foi a Digital, que a renomeou para "Digital UNIX" (ou Tru64 UNIX, após a aquisição da Digital pela Compaq).

Outras tecnologias bastante conhecidas da OSF incluem o toolkit de widgets chamado Motif e um pacote de tecnologias para computação distribuída em rede conhecido como DCE.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Open Software Foundation (May 17, 1988). New Foundation to Advance Software Standards, Develop and Provide Open Software Environment. Visitado em 28 de agosto de 2007.
  2. AT&T Global Information Systems, Digital Equipment Corporation, Hewlett-Packard Company, IBM Corporation, SunSoft Incorporated, et al. (March 23, 1994). LEADING VENDORS UNIFY TO ACCELERATE OPEN SYSTEMS. Visitado em 28 de agosto de 2007.
  3. Open Software Foundation (September 7, 1995). OSF Announces Formal Launch of CDE/Motif Project. Visitado em 28 de agosto de 2007.
  4. Digital Equipment Corporation (January 22, 1992). DIGITAL DELIVERS ON THE OPEN ADVANTAGE PROMISE OF OSF/1 AND DCE. Visitado em 28 de agosto de 2007.