Operação Cavalo de Troia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Operação Cavalo de Tróia é um série literária de ficção, composta por nove livros e escrita pelo espanhol J. J. Benítez.

O primeiro volume foi lançado em 1984 pela Editorial Planeta, de Barcelona (no Brasil, ocorreu em 1987, pela editora Mercuryo), enquanto o último volume, o de n° 9, foi lançado em 2011, totalizando mais de 6 milhões de livros vendidos[1] .

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

A obra mescla realidade (a vida de Jesus) com ficção (a viagem no tempo) e simula "dossiês" que narram uma missão da Força Aérea dos Estados Unidos na qual um módulo chamado "berço" é levado ao passado com o propósito de comprovar a existência de Jesus Cristo. A missão é chamada de "Operação Cavalo de Troia", e como de costume das forças militares Norte Americanas, não são revelados grandes detalhes dos métodos de física utilizados para a reversão, nada além de "novos conceitos da física quântica vindos da Europa" é dito. Conceitos obviamente, sigilosos também[2] .

Um major, de nome não revelado, e um piloto voltam no tempo até os anos 30 da era cristã e presenciam muitos fatos narrados na Bíblia. Na verdade a Bíblia é tomada como referência, uma vez que contém as datas e eventos da época. Fornecem, também, dados da sociedade da época: costumes, leis (principalmente as leis do judaismo), crenças (judaicas e pagãs, geografia, ambiente, etc). O major, que durante a viagem adota o nome de Jasão, é escolhido para a operação pelo seu ceticismo e imparcialidade, mas quando encontra Jesus, é tocado profundamente por sua mensagem e a narrativa ganha um tom delicado e humano.

Os detalhes da vida de Jesus, assim como as conversas em que Ele fala abertamente sobre sua origem divina e sobre o que é a sua missão na Terra, deixam claro que a Igreja Católica teria passado longe da mensagem original. A diferença entre os acontecimentos presenciados pelo Major e os narrados nos textos sagrados é enorme, mas compreensível. Segundo as próprias observações da personagem, os evangelistas nem sempre estavam presentes aos acontecimentos que narraram anos depois e, mesmo quando estiveram, sua formação cultural não permitia que compreendessem totalmente os acontecimentos.

Segundo esta obra, a mensagem de Jesus fala de um Deus-pai, sempre bom e generoso. Um Deus que não exige templos nem rituais. Algo que precisa ser vivenciado para ser compreendido, e que não pode ser comprovado, como desejavam os militares (e a ciência).

Livros[editar | editar código-fonte]

  • Operação Cavalo de Tróia 9: Caná (2011)
  • Operação Cavalo de Tróia 8: Jordán (2007)
  • Operação Cavalo de Tróia 7: Nahum (2005)
  • Operação Cavalo de Tróia 6: Hermón (1999)
  • Operação Cavalo de Tróia 5: Cesarea (1996)
  • Operação Cavalo de Tróia 4: Nazaret (1992)
  • Operação Cavalo de Tróia 3: Saidan (1990)
  • Operação Cavalo de Tróia 2: Masada (1989)
  • Operação Cavalo de Tróia 1: Jerusalém (1987)

Referências