Operação Mar Verde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Operação Mar Verde
Guerra Colonial Portuguesa
22novemberdetail.JPG
Monumento do ataque de Novembro de 1970 em Conacri
Data 22 de Novembro de 1970
Local Conacri, Guiné
Desfecho Sucesso parcial das forças portuguesas
Combatentes
Portugal Forças Armadas Portuguesas
Guiné Front de Liberation National de Guinée
Guiné Forças Armadas da República da Guiné
Guiné-Bissau PAIGC
Comandantes
Portugal Alpoim Calvão Guiné Sékou Touré
Forças
150-200 N/D
Baixas
~5 ~500

A Operação Mar Verde foi o nome dado para uma operação militar planeada pelas Forças Armadas Portuguesas e realizada em 22 de Novembro de 1970, no curso da Guerra Colonial Portuguesa, pelo destacamento de fuzileiros especiais nº 21 destacado na Guiné-Bissau de 1969 a 1971, chefiada pelo Comandante Alpoim Calvão.

O plano consistia no ataque anfíbio a Conacri, Capital da República da Guiné com os objectivos de libertar prisioneiros de guerra portugueses, destruição das lanchas do PAIGC e eliminação física do Presidente Sékou Touré.

Todos os objectivos foram alcançados com excepção da eliminação de Sékou Touré, que não se encontrava no país.

O palácio presidencial foi tomado e a maior parte da Força Aérea da Guiné-Conacri foi destruída.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.