Ordem do Estandarte Vermelho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde julho de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ordem do Estandarte Vermelho
Classificação
País  União Soviética
Criação 1918
Tipo Classe única
Agraciamento Civis, militares, cidades, unidades militares e instituições.
Condição abolida
Histórico
Primeira concessão 1930
Última concessão 1991
Hierarquia
Inferior à Ordem de Lênin

A Ordem do Estandarte Vermelho (em russo: Орден Крaсного Знамени) era um condecoração de alto grau outorgada pelo governo da União Soviética. A ordem foi estabelecida em 16 de setembro de 1918, sendo o primeiro título do país. Até o estabelecimento da Ordem de Lênin, em 1930, o Estandarte Vermelho era a mais alta honra que poderia ser recebida do Estado soviético.

A ordem era um reconhecimento de heroísmo extraordinário, dedicação e coragem demonstrados nos campos de batalha. O prêmio era dado a cidadãos, unidades militares, cidades, navios, organizações políticas e sociais e instituições. Nos últimos anos de sua existência, a ordem também foi entregue a militares que cumprissem de 20 a 30 anos de carreira, sem que precisassem se envolver em combates.

Entre os premiados, estão as heróicas Frota do Pacífico e Frota do Báltico, o revolucionário Leon Trótski, os marechais Semion Timoshenko e George Jukov, o patriarca Pemeno I de Moscou, a atleta Nina Romashkova, o cosmonauta Evgueni Khrunov e o atirador Vassili Zaitsev.